Narrativas calvinianas: da descrição do explorador ao percurso do andarilho

Autores

  • Eduardo Marandola Junior Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v12i1.8640788

Palavras-chave:

Cidade. Narrativas de Italo Calvino

Resumo

Em As cidades incisíveis, o escritor italizano Italo Calvino utiliza a metáfora da cidade para falar do significado da existência humana. Cidade e homem se confundem. O autor fala da essência da condição humana ao procurar a essência de diferentes cidades, que por serem "invisíveis" aos olhos do grande Imperador, Kublai Khan, não deixam de ser imaginárias ou reais. Marco Polo, o viajante que descreve (no sentido fenomenológico) ao grande Imperador, circunscrito ao seu palácio, as cidades que visita, é como o explorador de Antoine de Saint-Exupéry em O pequeno príncipe, fornecendo a nós, os geógrafos, informações sobre o mundo, suas cidades e sua essência. Cidades femininas e misteriosas, tanto àqueles que as experienciam quanto àqueles que obtém relatos de seus habitantes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Marandola Junior, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação (Licenciatura e Bacharelado) em Geografia pela Universidade Estadual de Londrina (2002 e 2003) e Doutorado em Geografia pelo Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas (2008). Atualmente é Professor (MS3) da Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA) da Unicamp (campus de Limeira), onde coordena o Laboratório de Geografia dos Riscos e Resiliência (LAGERR), do Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CHS) e o Curso de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (ICHSA). É editor da revista eletrônica Geograficidade, do Grupo de Pesquisa Geografia Humanista Cultural (UFF/CNPq). É lider do Grupo de Pesquisa Fenomenologia e Geografia (FCA/Unicamp) e vice-líder do Grupo de Pesquisa Métodos Mistos e Análises Multiníveis (FCA/Unicamp). Tem trabalhado principalmente com a abordagem fenomenológica, discutindo ontologia, epistemologia e literatura, em busca de abordagens teórico-metodológicas da interdisciplinaridade contemporânea. Interessa-se também pela interface dos estudos urbanos, ambientais e populacionais, em especial mobilidade urbana, riscos e vulnerabilidade e experiência metropolitana nos processos de mudanças ambientais. 

Downloads

Publicado

2015-10-07

Como Citar

MARANDOLA JUNIOR, E. Narrativas calvinianas: da descrição do explorador ao percurso do andarilho. RUA, Campinas, SP, v. 12, n. 1, p. 45–58, 2015. DOI: 10.20396/rua.v12i1.8640788. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8640788. Acesso em: 24 jun. 2022.

Edição

Seção

Estudos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)