Política de línguas, circulação de jornais e integração em cidades-gêmeas da fronteira

Autores

  • Andrea F. Weber Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v21i2.8642482

Palavras-chave:

Política de línguas. Jornais. Fronteira. Integração

Resumo

Neste artigo, analisamos os sentidos políticos inscritos no uso das línguas por jornais locais, a partir de sua circulação nas cidades-gêmeas da fronteira platina e do conceito de integração transfronteiriça. Apresentamos dados sobre a abrangência e os usos linguísticos de 17 jornais brasileiros, de 20 cidades-gêmeas, dos anos de 2010 a 2014. Interpretamo-los à luz de estudos sobre Política de Línguas, Mídia e Fronteiras, como os de Orlandi (2002), Guimarães (2003, 2005), Sturza (2005, 2006), Peruzzo (2003) e Machado (2009). Identificamos que a língua espanhola e a abrangência transfronteiriça estão presentes em menos da metade das publicações e que ocorre, em geral, uma sobreposição entre língua nacional, nação e área de circulação do jornal

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea F. Weber, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Letras/Linguística. Professora Adjunta do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria, campus Frederico Westphalen. Endereço profissional: Linha sete de Setembro, s/n, BR 386, Campus da UFSM, Bloco 1, sala 307. Frederico Westphalen, RS, CEP 98400- 000. Endereços eletrônicos: andrea.weber@ufsm.br; af_weber@yahoo.com.br.

Referências

ANDERSON, B. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a difusão do nacionalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BEIN, R. La política lingüística respecto de las lenguas extranjeras en la Argentina a partir de 1993. Tese (Doutorado área Romanistik – Spanisch). Universidade de Viena, 2012.

BRASIL. Ministério da Integração Nacional. Secretaria de Programas

Regionais. Programa de Desenvolvimento da Faixa de Fronteira. Proposta de Reestruturação do Programa de Desenvolvimento da Faixa de Fronteira. Brasília: Ministério da Integração Nacional, 2005.

DORNELLES, B. Características de jornais e leitores interioranos no final do século 20.Biblioteca On Line de Ciências da Comunicação, Covilhã/Portugal, v. 1, p. 1-15, 2005. Disponível em: www.bocc.ubi.pt/pag/dornelles-beatriz-jornais-interioranos.pdf.

Acesso em: 30 abril 2011.

GRIMSON, A. El puente que separó dos orillas. Notas para uma crítica del esencialismo de la hermandad. In: GRIMSON, A. (org). Fronteras, naciones e identidades: la periferia como centro. Buenos Aires:Ciccus-La Crujía, 2000. P.201-231.

GRIMSON, A. El otro lado del río. Periodistas, nación y Mercosur en la Frontera. Buenos Aires, Eudeba, 2002.

GUIMARÃES, E. Enunciação e política de línguas no Brasil. Revista Letras, n.27, p. 47-53, 2003. Disponível em: http://w3.ufsm.br/revistaletras/letras27.html. Acesso em:

mai. 2011.

GUIMARÃES, E. Semântica do acontecimento. Campinas: Pontes, 2005.

MACHADO, L. Integração na faixa de fronteira. Revista Espaço Regional. Ano IV, nº 04, p. 6-8, dez. 2009.

MARIANI, B. O comunismo imaginário: práticas discursivas da imprensa sobre o PCB (1922 -1989). 1996. 256f. Tese (Curso de Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem). Universidade Estadual de Campinas, 1996. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/code=vtls000115692. Acesso em: 23 abr. 2013.

MARIANI, B. Língua nacional e pontos de subjetivação. Estudos Linguísticos, n. 37 (3), p. 25-31, set/dez, 2008. Disponível em http://www.gel.org.br/estudoslinguisticos/volumes/37/EL_V37N3_03.pdf. Acesso em: 12 fev. 2011.

ORLANDI, E. Língua e conhecimento lingüístico: para uma história das idéias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

ORLANDI, E. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 8 ed. Campinas, SP: Contexto, 2008.

MELIÀ, B. Una nación, dos culturas. RP ediciones/Cepag: Asunción, 1988.

MÜLLER, K. Mídia e Fronteira. Publicação on line, 2003. Disponível em: http://www.midiaefronteira.com.br/index.htm . Acesso em: 01 jun 2011.

PERUZZO, C.M.K. Mídia local, uma mídia de proximidade. Revista

Comunicação: veredas. Ano 2, nº 02 , novembro 2003. p. 65-89. Disponível em http://revcom.portcom.intercom.org.br/index.php/comunicacaoveredas/article/viewFile/5105/4723. Acesso em: 25 nov. 2011.

RAIMONDI, M.; WEBER, A. Os sentidos do país vizinho em jornais da fronteira Santana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai). Ideação (Online), 13: 1, 2011. 0.81-108. Disponível em: file:///C:/Users/Andrea/Downloads/5276-20837-1-PB.pdf. Acesso em: 12 jul 2015.

ODRIGUEZ-ZUCOLILLO, C. Língua, nação e nacionalismo: um estudo sobre o guarani no Paraguai. 254f. Tese (Doutorado em Linguística). Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

STEINBERGER-ELIAS, M.B. Jornalismo e imaginário internacional sobre o Mercosul. Revista Estudos de Jornalismo e mídia, v. 2, 2 sem, p. 63-73, 2005. Disponível em: http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/2143 Acesso em: 24 jun. 2011.

STURZA, E. Línguas de fronteira: o desconhecido território das práticas linguísticas das fronteiras brasileiras. Ciência e Cultura, vol.57, n.3, p. 47-50. São Paulo, jul/set, 2005. Disponível em:

http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v57n2/a14v57n2.pdf. Acesso em: 13 jan. 2011.

STURZA, E. Línguas de fronteiras e política de línguas: uma história das idéias lingüísticas. 2006. 168 f . Tese (Doutorado em Linguística). Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

STURZA, E; FERNANDES, I. A fronteira como novo lugar de representação do espanhol no Brasil. Revista Signo & Seña, n. 20, p. 209- 227, 2009.

ZAJÍCOVÁ, L. El bilingüismo paraguayo. Madrid: Iberoamericana, 2009.

ZOPPI-FONTANA, M. O português do Brasil como língua transnacional. In: ZOPPYFONTANA(org). O português do Brasil como língua transnacional. Campinas: Ed. RG, 2009. p. 13-42.

Downloads

Como Citar

WEBER, A. F. Política de línguas, circulação de jornais e integração em cidades-gêmeas da fronteira. RUA, Campinas, SP, v. 21, n. 2, p. 381 –, 2015. DOI: 10.20396/rua.v21i2.8642482. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8642482. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Estudos