Banner Portal
Um corpo em jogo: discurso, imersão e tecnologia
PDF

Palavras-chave

Discurso. Corpo. Jogo eletrônico. Espaço. Imersão. Interatividade

Como Citar

COSTA, Greciely Cristina da. Um corpo em jogo: discurso, imersão e tecnologia. RUA, Campinas, SP, v. 22, p. 316–331, 2016. DOI: 10.20396/rua.v22i2.8647445. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8647445. Acesso em: 25 maio. 2024.

Resumo

Com o objetivo de pôr em discussão os processos de significação na contemporaneidade, que se constituem afetados pela tecnologia e que incidem sobre a formação social, produzindo efeitos de sentido e de sujeito, proponho apresentar uma reflexão sobre a relação entre corpo, imagem e tecnologia, com base nos pressupostos da Análise de Discurso, e em face dos conceitos de imersão, interatividade e imagem de síntese (ROBIN, 2003; PARENTE, 1993). Busco compreender de que maneira o corpo, enquanto materialidade específica do sujeito (ORLANDI, 2012), está investido em um processo discursivo que pressupõe a relação com a tecnologia e o espaço. Tomo como lugar de observação o universo dos jogos eletrônicos, e analiso como determinadas relações sociais se significam e são significadas aí, a partir do modo como memória e imaginário social se confrontam e atuam nas discursividades desse universo.
https://doi.org/10.20396/rua.v22i2.8647445
PDF

Referências

DIAS, C. Cidade, Cultura e Corpo: a velocidade do mundo. Campinas, SP: LABEURB/UNICAMP, 2011.

FERREIRA, E. Paradigmas do jogar: Interação, corpo e imersão nos videogames. In: Ciberlegenda, n. 22, 2010. Disponível em: http://www.ciberlegenda.uff.br/index.php/revista/article/view/80.

FINCO, M. D.; FRAGA, A. B. Corpo joystick: cinema, videogames e estilo de vida ativo. In: Licere, Belo Horizonte, v.16, n.3, set/2013.

GADET, F.; PÊCHEUX, M. A língua inatingível. Campinas: Pontes, 2004.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999.

ORLANDI, E. P. Discurso em Análise: sujeito, sentido, ideologia. Campinas, SP: Pontes, 2012.

ORLANDI, E. P. A palavra dança e o mundo roda: Polícia! In: GUIMARÃES, E. (Org.). Cidade, Linguagem e Tecnologia: 20 anos de História. Campinas, SP: LABEURB, 2013.

PARENTE, A. Imagem-máquina. A era das tecnologias do virtual. 3. ed. Rio de Janeiro: Editora 34, 1993. v. 1. 304p.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: Uma Crítica à Afirmação do Óbvio. Trad.

ORLANDI, E. P. et al. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1988.

ORLANDI, E. P. A língua inatingível. Em: Análise de Discurso – Michel Pêcheux. Textos escolhidos por Eni P. Orlandi. Campinas: Pontes, 2011.

ROBIN, R. La mémoire saturée. Paris : Éditions Stock, 2003.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.