Banner Portal
O lado nordestino da cidade de Sorriso: o lado maldito segundo a posição-sujeito sulista
PDF

Palavras-chave

Espaço urbano. Discurso. Segregação.

Como Citar

ALMEIDA, T. F. de; COX, M. I. P. O lado nordestino da cidade de Sorriso: o lado maldito segundo a posição-sujeito sulista. RUA, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 493–524, 2016. DOI: 10.20396/rua.v22i2.8647947. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8647947. Acesso em: 23 fev. 2024.

Resumo

Neste estudo, propõe-se analisar dizeres que se repetem acerca da divisão do corpo social urbano de Sorriso-MT pela BR163 em lado de “cá” e lado de “lá”, em lado dos sulistas e lado dos nordestinos respectivamente. O corpus, constituído por formulações recortadas de entrevista com uma moradora do lado sulista da cidade, é analisado com base nas noções de interdiscurso ou memória discursiva e posição-sujeito. Busca-se identificar e interpretar, no nível da materialidade linguística, índices evocativos de um suposto discurso segregacionista que vigora como uma espécie de senso comum entre os que vivem na cidade.
https://doi.org/10.20396/rua.v22i2.8647947
PDF

Referências

ALMEIDA, Luciana Schleder. Gaúchos, festas e negócios: o agronegócio da soja no Meio-norte Matogrossense. 2013, 205p. Tese (Doutorado em Ciências Humanas – Antropologia Cultural). Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, 2013.

ALMEIDA, Terezinha Ferreira de. A BR 163 no município de Sorriso: apartheid do corpo social urbano, 2016, 149p. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagem). Instituto de Linguagens, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, 2016.

BOSI, Alfredo. Dialética da colonização. São Paulo: Cia das Letras, 1992.

ALTHUSSER, L. Aparelhos Ideológicos de Estado. Rio de Janeiro: Graal, [1970] 1985.

COURTINE, Jean-Jacques. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. São Paulo: EdUFSCAR, [1984] 2009.

COX, M. I. P. “JE est um mot d’ordre”: escritos em torno de sujeito, linguagem e educação. 1989, 264p. Tese (Doutorado em Educação). Instituto de Educação, Universidade Estadual de Campinas-UNICAMP, Campinas, SP, 1989.

DUARTE, Cristovão Fernandes. Circulação e cidade: do movimento da forma à forma do movimento. 2002, p. 241p. Tese (doutorado). UFRJ/IPPUR, Rio de Janeiro, 2002.

FELMAN, S. La folie et la chose littéraire. Paris: Seuil, 1978.

FOUCAULT, Michel. Arqueologia do saber. Rio de Janeiro : Forense-Universitária, [1969] 1986.

LEFEBVRE, H. La production de l’espace. Paris: Anthropos, 2000.

LEFEBVRE, H. A revolução urbana. Belo Horizonte: EdUFMG, [1970] 1999.

MAFFESOLI, Michel. A sombra de Dionísio: contribuição a uma sociologia da orgia. Rio de Janeiro Graal, 1985.

MALDIDIER, Denise. A inquietação do discurso – (Re)ler Michel Pêcheux hoje. Campinas: Pontes, 2003.

MARTINS, Tereza Maria. Discurso e cidade: uma análise discursiva do bairro. 2012, 110 p. Tese (doutorado em Estudos Linguísticos). Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, São José do Rio Preto, SP, 2012.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Discurso em análise: sujeito, sentido e ideologia. 2.ed. Campinas: Pontes, 2012.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas: Pontes, 2008.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Cidade dos sentidos. Campinas: Pontes, 2004.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Paráfrase e Polissemia. A fluidez nos Limites do Simbólico. RUA, Revista do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade. Campinas, n.º 4, março de 1998.

PÊCHEUX, M. Analyse automatique du discours. Paris: Dunod, 1969,

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3. ed. Campinas: Editora da Unicamp, [1975] 1988.

RIMBAUD, Arthur. Oeuvres Complètes. Paris: Gallimard, 1972.

SÉRIOT, Patrick. Langue russe et discours politique soviétique: analyse des nominalisations. Langages. Analyse de discours, nouveaux parcours [Hommage à Michel Pêcheux], 21ᵉannée, N°81, p. 11-41 1986.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.