A ARS (Análise de Redes Sociais): elo entre pesquisa e o ensino

Autores

  • Eliane Vitorino de Moura Oliveira Universidade de São Tomé e Príncipe

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v22i2.8647952

Palavras-chave:

Análise de redes sociais. Português língua materna Ensino.

Resumo

Com o mapeamento da fala de adolescentes oriundos de um distrito rural da cidade de Londrina, no Paraná, a análise das Redes Sociais de Interação (social networks) é apresentada como um método analítico apropriado para o reconhecimento da realidade linguística dos alunos, ato necessário para a elaboração de materias didáticos que respondam às necessidades atuais. Utilizando o programa Egonet, cuja função é quantificar os contatos pessoais, por meio da identificação de conexões e pontos dentro de uma rede egocêntrica, são apresentados mapas individuais das redes de cada um dos informantes, como um modelo apropriado de reconhecimento das referências linguísticas individuais. Pelo viés da Sociolinguistica, em especial sua vertente Educacional, as discussões com enfoque nos resultados certificam o trabalho com a ARS - Análise de Redes Sociais de Interação - como uma eficiente resposta em busca de caminhos para o eficaz ensino de Língua Portuguesa como língua materna.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Vitorino de Moura Oliveira, Universidade de São Tomé e Príncipe

Docente na Universidade de São Tomé e Príncipe pelo Programa Leitorado do Governo Brasileiro.

Referências

ANTUNES, Irandé. Aula de português: encontro e interação. 7. ed. São Paulo: Párabola Editorial, 2009.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Nós cheguemu na escola, e agora?

Sociolinguística e educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2005.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Educação em língua materna: Sociolinguística em sala de aula. 6. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2009

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Do campo para a cidade: estudo sociolinguístico de migração e redes sociais. São Paulo: Parábola Editorial, 2011 (1985).

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Manual de Sociolinguística. São Paulo: Editora Contexto, 2014.

CAMACHO, Roberto Gomes. Uma reflexão crítica sobre a teoria sociolinguística. DELTA, São Paulo, v. 26, n.1, p. 141-163, 2010

CARAVEDO, Rocio. Principios del cambio lingüístico: una contribución sincrónica a la lingüística histórica. RFE, LXXXIII, l.°-2., págs. 39-62, 2003.

CASTILHO, Ataliba T. de . Nova gramática da língua portuguesa. São Paulo: Contexto, 2010.

GAGNÉ, Gilles. A norma e o ensino da língua materna. In.: BAGNO, M.;

GAGNÉ, G.; STUBBS, M. Língua materna: letramento, variação e ensino. São Paulo: Párabola Editorial, 2002.

GNERRE, Maurizzio. Linguagem, escrita e poder. São Paulo: Martins Fontes, 1985. GOODENOUGH, Ward Hunt. Cultural anthropology and linguistics. In: Garvin, Paul L. (Hg.): Report of the Seventh Annual Round table Meeting on Linguistics and Language Study. Washington, D.C.: Georgetown University, Monograph Series on

Language and Linguistics, n. 9, pp. 167–173, 1957.

GUMPERZ, J. The speech community. In: GIGLIOLI, P. (Org.). Language and social context. Londres: Penguin Books, 1972.

HANNEMAN, Robert; RIDLE, Mark. Introduction to social network methods. 2005.Disponível em: http://revistaredes.rediris.es/webredes/. Acesso em: 18 fev. 2014

LABOV, William. Princípios del cambio linguístico: Volumen 2: factores sociales. Madrid, Editorial Gredos, 2006.

LE PAGE, Robert. Projection, focusing and diffusion. York Papers in Linguistics, University of York, v. 9, 1980.

MILROY, Lesley. Language and social networks. 2 ed. Oxford: Blackweel,1987. (1980).

MILROY, Lesley; MILROY, James. Linguistic change, social network and speaker innovation. Journal of Linguistics, Cambridge, Cambridge University Press, v. 21, p.339-384, 1985

OLIVEIRA, Eliane Vitorino de Moura. Eu sou porque nós é ou eu sou porque nós somos? A variação da concordância adolescente. Nova Edições Acadêmicas, 2014.

ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: Veredas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001[1956].

SCHERRE, Maria Marta Pereira. Doa-se lindos filhotes de poodle: variação linguística, mídia e preconceito. 2 ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma perspectiva social. 17 ed. São Paulo: Ática, 2002 (1986)

Downloads

Publicado

2016-12-15

Como Citar

OLIVEIRA, E. V. de M. A ARS (Análise de Redes Sociais): elo entre pesquisa e o ensino. RUA, Campinas, SP, v. 22, n. 2, p. 615–637, 2016. DOI: 10.20396/rua.v22i2.8647952. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8647952. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Estudos