Banner Portal
(Des)igualdade de gênero e a (i)mobilidade urbana contemporânea: uma visão goffmaniana
PDF

Palavras-chave

Movimento social. Gênero. Interação.

Como Citar

ORTON, N. E. (Des)igualdade de gênero e a (i)mobilidade urbana contemporânea: uma visão goffmaniana. RUA, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 243–266, 2017. DOI: 10.20396/rua.v23i2.8651142. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8651142. Acesso em: 1 mar. 2024.

Resumo

Esse trabalho tem por objetivo examinar as contribuições goffmanianas para o entendimento das interações que se desenvolvem no espaço público e nos movimentos sociais contemporâneos que surgem nele. As questões levantadas advêm de um estudo micro sobre a construção discursiva da horizontalidade por participantes do movimento Massa Crítica. A partir das noções de espaço, tempo e desatenção civil (GOFFMAN, 1963), o artigo busca tecer relações com o contexto macrossocial da via pública metropolitana na atualidade, no qual a investigação se insere. Em seguida, norteado por uma visão construcionista de gênero (GOFFMAN, 1977, 1979), lança-se um olhar crítico sobre práticas naturalizadas não somente no cenário urbano, como também nos próprios movimentos que provocam uma reimaginação de seu uso.
https://doi.org/10.20396/rua.v23i2.8651142
PDF

Referências

BLICKSTEIN, S. & HANSON, S. Critical Mass: forging a politics of sustainable mobility in the information age. Transportation, v. 28, p.347-362, 2001.

BRUZZONE, M. Putting the "Critical" in Critical Mass: Patriarchy, Radical Feminism and Radical Inclusiveness. In: CARLSSON, C.; ELLIOTT, L.; CAMARENA, C. Shift Happens! Critical Mass at 20. São Francisco: Full Enjoyment Books, 2012. p.131-141.

CARLSSON, C. The hidden class politics of bicycling, trains, cars, BART(!). In: Carlsson, C., Swanson, J. & Andrade, H.D. (Eds.), Critical Mass Essays, Flyers, Images from San Francisco, 1992-1998. Disponível em: http://www.scorcher.org/cmhistory. Acesso em: jan. 2017.

CASTELLS, M. O Poder da Identidade. São Paulo: Paz e Terra. 1999.

CONTROL, S. Acabem com Todos os Carros. In: LUDD, N. Apocalipse Motorizado. São Paulo: Conrad, 2005. p.103-118.

DA MATTA, R. A Casa & A Rua – Espaço, Cidadania, Mulher e Morte no Brasil. Rio de Janeiro: Rocco, 2000.

DAMIANI, A. L. Espaço e Geografia: Observações de Método – Elementos da obra de Henri Lefebvre e a Geografia; Ensaio sobre Geografia Urbana a partir da Metrópole de São Paulo. Tese de livre docência. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

FRASER, N. Rethinking the public sphere. In: Justice Interrupts – Critical reflections on the “post socialist” condition. New York: Routledge, 1997. p.69-98.

FURNESS, Z. Critical Mass, Urban Space and Velomobility, Mobilities, v. 2, n. 2, p. 299- 319, 2007.

GASTALDO, E. Goffman e as relações de poder na vida cotidiana. Revista brasileira de ciências sociais. São Paulo; v. 23, n. 68, p.149-53. Out. 2008.

GOFFMAN, E. A Representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1975.

GOFFMAN, E. Behaviour in Public Places: Notes on the Social Organisation of Gatherings. New York: Free Press, 1963.

GOFFMAN, E. Gender Advertisements. New York: Harper & Row, 1979.

GOFFMAN, E. The Arrangement Between the Sexes. In: Theory and Society, 4, p301– 332, 1997.

GORZ, A. A Ideologia Social do Automóvel. In: LUDD, N. Apocalipse Motorizado. São Paulo: Conrad, 2005. p.73-82.

GRANIER, C. Abaixa o Carro. Viva a Bicicleta! In: LUDD, N. Apocalipse Motorizado. São Paulo: Conrad, 2005. p.119-122.

GUIMARÃES, A. C. Sociologia do trânsito. Relatório PIBIC. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

JENKINS, R. The 21st-Century Interaction Order. In: Jacobsen, M.H. The Contemporary Goffman. New York: Routledge, 2010. p.257-74.

LEFEBVRE, H. The production of space. Oxford and Cambridge: Blackwell, 1991.

LOPES, G. Embaralhando as pernas: diferentes visões sobre a bicicleta como forma de mobilidade urbana. Dissertação (Mestrado em Geografia). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010.

LUDD, N. Nós somos o trânsito! Ou Everyday is a Holiday. In: LUDD, N. Apocalipse Motorizado. São Paulo: Conrad, 2005. p.123-6.

MAGALHÃES, I. A análise de discurso crítica e a construção semiótica das identidades de gênero.

DELTA. São Paulo; v. 21, p.179-205, 2005. Edição especial.

SMITH, G. Reconsidering Gender Advertisements: performativity, framing and display. In: Jacobsen, M.H. The Contemporary Goffman. New York: Routledge, 2010. p.165- 84

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.