Ler a cultura hoje: a construção do consenso nas políticas culturais do Estado brasileiro

Autores

  • Felipe Augusto Santana do Nascimento Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v23i2.8651145

Palavras-chave:

Análise de Discurso. Consenso. Cultura. Políticas culturais.

Resumo

Este trabalho, situado na Análise de Discurso, tem como objetivos discutir a noção de cultura e compreender a produção do consenso nas políticas públicas de cultura do Estado brasileiro na contemporaneidade. Ao analisar sequências recortadas do site do Ministério da Cultura (MinC), mais especificamente do Plano Nacional de Cultura (PNC), discuto como as políticas de democratização e democracia cultural aparecem como consenso para a inclusão cultural, o respeito à diversidade cultural e a difusão do “vínculo” social. Assim, diferentemente de um “vínculo” construído apenas pelo “consenso étnico-cultural”, o que observo é o funcionamento da construção do consenso pela democracia, que se ancora no jurídico: o direito de todos à cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Augusto Santana do Nascimento, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Bolsista CNPq

Referências

ALTHUSSER, Louis. Aparelhos ideológicos de Estado. 2. ed. Trad. de Valter José Evangelista e Maria Laura Viveiros de Castro. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

CALEBRE, Lia. Políticas Culturais no Brasil: balanço e perspectivas. In: Anais do III ENECULT: Terceiro Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. UFBA: Salvador, 2007, p. 1-18.

COELHO Netto, José Texeira. Dicionário crítico de política cultural: cultura e imaginário. São Paulo: Editora Iluminuras LTDA, 1997.

DE NARDI, Fabiele Stockmans; BALZAN, Fabíola P. Relações entre cultura e ensino: um olhar sobre as políticas públicas para formação de professores. In: Organon (UFRGS), v. 24, 2010, p. 87-102.

DESCENDRE, Romain. Aux origines de l'"État": langage et institutionnalisation de la domination. In: Eni Orlandi (org.). Linguagem, Sociedade, Políticas, Univás - RG Editores, 2014, p.15-27.

DORNELES, Elizabeth. A ordem da cultura. In: Maria Cristina Leandro Ferreira. (Org.). Oficina de Análise do Discurso: conceitos em movimento. 1 ed. Campinas - SP: Pontes Editores, 2015, p. 179-194.

ESCOBAR, Carlos Henrique. Da categoria cultura: do aparelho cultural do Estado. In: FELIX, M. et al. Encontros com a civilização brasileira, v. 16. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 1979, p. 183-214.

ESTEVES, Phellipe Marcel S. Rumo a uma noção de formação cultura na AD. In: Anais do V SEAD. O acontecimento do discurso: filiação e rupturas. Porto Alegre: UFRGS, 2011.

ESTEVES, Phellipe Marcel S. O que se pode e deve comer: uma leitura discursiva sobre sujeito e alimentação nas enciclopédias brasileiras (1863 – 1973). Tese de doutorado da Universidade Federal Fluminense, Instituto de Letras, 2014.

HAROCHE, Claudine. Querer Dizer, Fazer Dizer. São Paulo: Hucitec, 1992.

HEBERT, Thomas. [PÊCHEUX, M.]. Observações para uma teoria geral das ideologias. In. RUA - Revista do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade da Unicamp. Nucredi: Unicamp, n. 1, 1995.

LAGAZZI, Suzy. O confronto político urbano administrado na instância jurídica. In: Discurso e políticas públicas e urbanas: a fabricação do consenso. Campinas, Editora RG, 2010, p. 75-84.

LEANDRO-FERREIRA, Maria Cristina. O lugar social e da cultura numa dimensão discursiva. In: INDURSKY, F.; MITTIMANN; S. LEANDRO-FERREIRAM M. C. Memória e história na/da Análise de Discurso (Org.). Campinas, SP: Mercados das Letras, 2011, p. 55-66.

LIMA, Luciana; ORTELLADO, Pablo; SOUZA, Valmir. O que são as políticas culturais? Uma revisão crítica das modalidades de atuação do Estado no campo da cultura. In: Anais do IV Seminário Internacional de Políticas Culturais, 2013, p. 1-17.

MARIANI, Bethania. Uma proposta de arquivo sobre o sujeito da cidade do Rio de Janeiro: Uma pesquisa sobre o discurso em farrapos. p. 43-63. In: Di Renzo, Ana; MOTTA, A. L. A. rodrigues; OLIVEIRA, Tânia Pitombo de. (Org.). Linguagem história e memória: discursos em movimento. 01 ed. Campinas: Pontes, 2011, v. 1, p. 43-64.

MINISTÉRIO DA CULTURA – BRASIL. Plano Nacional de Cultura. Disponível em: http://www.cultura.gov.br/plano-nacional-cultura-pnc-. Acesso em 26/06/2017.

NASCIMENTO, Felipe Augusto Santana do. Entre as fronteiras da terra prometida: os trabalhos da memória e da história na representação dos brasiguaios. Dissertação de Mestrado em Letras, UFPE. Recife: [s. n], 2015.

NASCIMENTO, Felipe Augusto Santana do. O verbete cultura: apontamentos sobre a relação entre cultura e Estado (nacional). In: ORLANDI, Eni et al. Anais do Enelin 2015. Pouso Alegre: Univás, 2016, p. 234-240. ORLANDI, Eni. Terra à vista. Discurso do confronto: velho e novo mundo. 2 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

NASCIMENTO, Felipe Augusto Santana do. Apresentação. In: Discurso e políticas públicas e urbanas: a fabricação do consenso. Campinas, Editora RG, 2010a, p. 5-10.

NASCIMENTO, Felipe Augusto Santana do. Os sentidos de uma estátua: Fernão Dias, individuação e identidade pousoalegrense. NASCIMENTO, Felipe Augusto Santana do. (Org.). Discurso, espaço, Memória - caminhos da identidade no sul de Minas. Campinas: RG, 2011, p. 13-34.

PÊCHEUX, MICHEL. [1975]. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 4. ed. Campinas: UNICAMP, 2009.

PÊCHEUX, MICHEL. Ler o arquivo hoje. In. ORLANDI, E. P. (Org.). Gesto de leitura. Campinas: Editora da Unicamp, 2010, p. 49-60

PÊCHEUX, MICHEL. Discurso: estrutura ou acontecimento. Trad. Eni Orlandi. 6 ed. Campinas: Pontes editores, 2012.

PFEIFFER, Claudia. Políticas públicas de ensino. In: Discurso e políticas públicas e urbanas: a fabricação do consenso. Campinas, Editora RG, 2010, p. 85-100.

RODRÍGUEZ, Carolina. Língua, nação e nacionalismo: um estudo sobre o guarani no Paraguai. Tese de doutorado – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da linguagem. Campinas, SP: [s. n.], 2000.

RODRÍGUEZ, Carolina. Em torno de observações para uma teoria geral das ideologias de Thomas Herbert. In. Estudos da Linguagem, Vitória da Conquista, n. 1, jun 2005, p. 15-21.

RODRÍGUEZ-ALCALÁ, Carolina. Entre o espaço e seus habitantes. In: ORLANDI, Eni. Por uma enciclopédia da cidade. Campinas, SP: Pontes/Laberub/Unicam, 2003, p. 65- 84.

RODRÍGUEZ-ALCALÁ, Carolina. Da religião à cultura. In: Anais da ANPOLL, 2004.

RODRÍGUEZ-ALCALÁ, Carolina. Políticas públicas de direito à língua e consenso etnocultural: uma reflexão crítica. In: Discurso e políticas públicas e urbanas: a fabricação do consenso. Campinas, Editora RG, 2010, p. 127-158.

RODRÍGUEZ-ALCALÁ, Carolina. Discurso e cidade: a linguagem e a construção da “evidência do mundo”. In: RODRIGUES, E. A.; SANTOS, G. L. CASTELLO BRANCO, L. K. A. (orgs.) Análise de Discurso no Brasil: pensando o impensado sempre. Uma homenagem a Eni Orlandi. Campinas: Editora RG, 2011a, p. 243-258

Downloads

Publicado

2017-12-05

Como Citar

NASCIMENTO, F. A. S. do. Ler a cultura hoje: a construção do consenso nas políticas culturais do Estado brasileiro. RUA, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 311–334, 2017. DOI: 10.20396/rua.v23i2.8651145. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8651145. Acesso em: 31 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigo