Banner Portal
A voz da multiplicidade no reconhecimento da literatura feminina: leituras de Rita Schmidt
PDF

Palavras-chave

Mulher. Rita Schimidt. Identidade. Crítica feminista.

Como Citar

OLIVEIRA, A. J. de; OLIVEIRA, J. P. de; ALÓS, A. P. A voz da multiplicidade no reconhecimento da literatura feminina: leituras de Rita Schmidt. RUA, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 415–419, 2017. DOI: 10.20396/rua.v23i2.8651150. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8651150. Acesso em: 23 fev. 2024.

Resumo

Falar do político e do social implica considerar as relações em seu contexto. Por isso, diante das ocorrências atuais no âmbito nacional (envolvendo questões de gênero e direitos das mulheres), ainda que publicado em 1997, o livro Mulheres e Literatura: (Trans)Formando Identidades, organizado por Rita Terezinha Schmidt, mostra sua relevância e atualidade, uma vez que pautas que pareciam seguir para um caminho da resolução pertinente, agora, infelizmente, aparentam retroceder nesse processo. Assim, essa resenha procura discorrer sobre as variadas vozes reunidas por Rita Schmidt para refletir acerca da mulher no contexto literário e cultural, promovendo um diálogo que demonstra a complexidade e multiplicidade pertinentes ao tema discutido.
https://doi.org/10.20396/rua.v23i2.8651150
PDF

Referências

PAIXÃO, Sylvia. A literatura feminina e o cânone. In: SCHMIDT, Rita Terezinha. (Org.). Mulheres e literatura: (trans)formando identidades. Porto Alegre: Palloti, 1997. p. 71-78.

SCHMIDT, Rita Terezinha. (Org.). Mulheres e literatura: (trans)formando identidades. Porto Alegre: Palloti, 1997. 211 p

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.