Banner Portal
O “ET DE VARGINHA”: uma compreensão discursiva sobre o “caso”
PDF

Palavras-chave

“ET de Varginha”. Análise de Discurso. “Caso de Varginha”.

Como Citar

PEREIRA, Diego Henrique. O “ET DE VARGINHA”: uma compreensão discursiva sobre o “caso”. RUA, Campinas, SP, v. 24, n. 1, p. 255–280, 2018. DOI: 10.20396/rua.v24i1.8652442. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8652442. Acesso em: 24 jun. 2024.

Resumo

A discursividade é o ponto de partida deste artigo, que busca compreender a constituição, formulação e circulação dos enunciados sobre o “ET de Varginha”. Inscrito na Análise de Discurso de vertente francesa e pecheutiana. Este artigo não busca desvendar a veracidade sobre o “caso”, mas sim compreender discursivamente o que se diz e o que já foi dito sobre o “ET de Varginha.Para tanto, diversos recortes foram mobilizados para compor o corpus desta pesquisa, dentre eles monumentos, reportagens, depoimentos, capa de livro e imagens, todos remetendo o “caso” do “ET de Varginha”. A série de deslizamentos que se produz sobre o sentido de “ET”, nessas condições de produção, acaba também (re)significando a cidade de Varginha.

https://doi.org/10.20396/rua.v24i1.8652442
PDF

Referências

BARROS, Renata Chrystina Bianchi. Tecnologias de Linguagem e Existência: a escrita afetada pela materialidade digital. Revista Fragmentum. Santa Maria: Programa de Pós-Graduação em Letras, UFSM, n. 48, Jul./Dez. 2016.

CASTELLS, Manoel. A sociedade em rede: a era da informação: economia, sociedade e cultura. v. 1. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

CHIARETTI, Paula. Provérbios e máximas do Oco da Taquara: identidade entre a paráfrase e a polissemia. Instituição, relatos e lendas: narratividade e individuação dos sujeitos/ organizado por ORLANDI, Eni. Pouso Alegre: Univás; Campinas: RG Editores, 2016.

DIAS, Cristiane. e-Urbano: a forma material do eletrônico no urbano. In. DIAS, Cristiane. E-urbano: Sentidos do espaço urbano/digital [online]. 2011.

PAYER, Maria Onice. Linguagem e sociedade contemporânea — sujeito, mídia e mercado. In: RUA. Revista do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade da Unicamp XI.

NUDECRI. Campinas: Unicamp, 2005, p. 9-25. PACACCINI, Vitório.

PORTES, Maxs. Incidente em Varginha: criaturas do espaço no Sul de Minas. São Paulo: Editora Cuatiara, 1996.

PÊCHEUX, Michel. O discurso: estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 1998.

PÊCHEUX, Michel. Por uma Análise Automática do Discurso. In. GADET, F. e HAK, T. Campinas-SP: Editora da UNICAMP, 2014.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica a afirmação do óbvio. 3. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 1998. Tradução de Eni de Lourdes Puccinelli Orlandi [et al.].

ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de Discurso: princípios & procedimentos. 12. ed. Campinas: Pontes, 2015.

ORLANDI, Eni Puccinelli. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. 6. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2007.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Discurso em Análise: sujeito, sentido e ideologia. 3. ed. Campinas: Pontes Editores, 2016.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Discurso e Texto: formulação e circulação dos sentidos. 3. ed. Campinas: Pontes Editores, 2008.

ORLANDI, Eni Puccinelli. EU, TU, ELE: Discurso e Real da História. Campinas: Pontes Editores, 2017.

ORLANDI, Eni Puccinelli. O método em Análise de Discurso: uma prática de reflexão. Linguagem e Dicurso. Orgs. MARCHIORI, Marlene. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora; Rio de Janeiro: Editora Senac Rio de Janeiro, 2014.

RODRIGUES, Ubirajara Franco. O caso Varginha.São Paulo: UFO 2001.

ZOPPI-FONTANA, Mónica Graciela. Cidade e discurso. Paradoxos do real, do imaginário, do virtual. In: RUA. Revista do Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade. Campinas: NUDECRI, 1998, p. 39-54.

ZOPPI-FONTANA, Mónica Graciela. Identidades (in)formais. Contradição, processos de designação e subjetivação na diferença. In: Organon. Porto Alegre: s.ed., 2003, s.n., p. 245-282.

O periódico RUA utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.