A praça é nossa! Narrativas cotidianas e pedagogias culturais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v24i2.8653451

Palavras-chave:

Aula. Praça dos girassóis. Didática. Estudos culturais. Pedagogias culturais.

Resumo

Quando a aula acontece na praça o que ela pode provocar? O texto procura pensar sobre a importância das Pedagogias Culturais a partir de aulas realizadas na Praça dos Girassóis, na cidade Palmas/TO, entre monumentos e símbolos arquitetônicos da paisagem urbana. Tal exercício de pensamento só é possível por entender que as Pedagogias Culturais acontecem também fora das salas de aula acadêmicas e que os espaços de ensino podem surgir em diferentes lugares, como é o caso da ocupação da praça como cenário de aulas de Didática para estudantes de Pedagogia da Universidade Federal do Tocantins. Ocupamos a praça como lócus de investigação. Tomamos a cidade, suas narrativas para observar aprendizagens que se entrelaçam à cultura, à vida e ao próprio cotidiano da cidade, daí que quando mediadas pela Pedagogia podem construir conhecimento. Um movimento decorrente dos Estudos Culturais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda M. P. Leite, Universidade Federal do Tocantins

Professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Sociedade (UFT).

Referências

ANDRADE. Paula D. de. COSTA. Marisa V. Usos e possibilidades do conceito de pedagogias culturais nas pesquisas em estudos culturais em educação. Revista Textura, v. 17 n.34, mai./ago.2015.

GIROUX, Henry A. Cultural studies and the politics of public pedagogy: Making the political more pedagogical. Parallax, 10 (2), 73–89, 1999.

HALL, Stuart. Identidade cultural e diáspora. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro, IPHAN, 1996, p. 68-75.

STEINBERG, Shirley R. Kindercultura: a construção da infância pelas grandes corporações. In: SILVA, Luiz Heron da; AZEVEDO, José Clóvis de; SANTOS, Edmilson Santos dos (Orgs.). Identidade Social e a Construção do Conhecimento. Porto Alegre: SMED, 1997. p.98-145.

FIRMINO Eugenio Pacelli de Morais. Ensino de História, Identidade e Ideologia: a experiência do Tocantins. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Goiás. Goiânia: 2003.

VILLAS BOAS, Marcos Antony. Projeto Frisa, A História do Tocantins contada em alto relevo nas vigas do Palácio Araguaia. Academia Tocantinense de Letras. Acadêmico Desembargador Marco Villas Boas, Palmas, 20 de dezembro de 2002.

Downloads

Publicado

2018-10-08

Como Citar

LEITE, A. M. P. A praça é nossa! Narrativas cotidianas e pedagogias culturais. RUA, Campinas, SP, v. 24, n. 2, 2018. DOI: 10.20396/rua.v24i2.8653451. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8653451. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigo

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)