Gentrificação, mídia e poder simbólico

reflexões sobre o consumo do espaço urbano mercantilizado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v26i1.8658744

Palavras-chave:

Gentrificação, Poder simbólico, Produção social do espaço, Cultura do consumo

Resumo

O debate acerca da transformação socioespacial das cidades via processos de gentrificação pode ser enriquecido com contribuições dos estudos em comunicação e da cultura de consumo. Buscamos explicitar possibilidades de objetivar fenômenos de gentrificação a partir do estreitamento de relações entre estes campos e os estudos urbanos. Para tanto, refletimos sobre a possibilidade de diálogo entre os principais paradigmas da gentrificação, sobre a relação entre meios de comunicação e a produção social do espaço urbano mercantilizado, sobre a midiatização da experiência urbana e a fabricação de lugares e sobre a reconfiguração simbólica do espaço a partir da linguagem de exclusão e pertencimento que estrutura a cultura de consumo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Flávio Menezes Amaral, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco.

Isadora Meneses Rodrigues, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

AUGÉ, Marc. Non-Places: introduction to an anthropology of supermodernity. London: Verso, 1995.

ARANTES, Pedro Fiori. Forma, valor e renda na arquitetura contemporânea. ARS, São Paulo, v.8, n.16, p. 85-108, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1678-53202010000200007

BALDESSAR, Maria J.; MOREIRA, Sonia V.; PASTI, André. Geografia e Comunicação: diálogos mais que possíveis. In: DE MORAIS, Osvando J. (Org.). Ciências da Comunicação em processo: paradigmas em comunicação no século XXI: conhecimento, leituras e práticas contemporâneas. São Paulo: INTERCOM, 2014.

BAPTISTA, Luís. Territórios lúdicos (e o que torna um território): ensaiando um ponto de partida. In: BAPTISTA, Luís; NUNES, João Pedro S. (Org.). Cidade lúdica, cidade residencial. Fórum Sociológico. Instituto de Divulgação Sociológica, n. 13/14, p. 47-58, 2005.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

CARLOS, Ana Fani A. O lugar no/do mundo. São Paulo: Labur Edições, 2007.

CARLOS, Ana Fani A.; VOLOCHKO, Danilo; ALVAREZ, Isabel P. A cidade como negócio. São Paulo: Contexto, 2015.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. Petrópolis: Vozes, 1994.

CUMMINGS, Jake. Confronting favela chic: the gentrification of informal settlements in Rio de Janeiro, Brazil. In: LEES, Loretta; LÓPEZ-MORALES, Ernesto; SHIN, Hyun B. Global Gentrifications: uneven development and displacement. Bristol: Policy Press. Reino Unido, 2015.

FEATHESTONE, Mike. Cultura de consumo e pós-modernismo. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FRASER, Nancy. Qu’est –ce que la justice sociale? Reconnaissance et redistribuition. Paris: La Découverte, 2005.

GLASS, Ruth. London: aspects of change. London: Centre for Urban Studies & McGibbon & Key, 1964.

HABERMAS, Jürgen. Mudança estrutural da esfera pública. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 2004.

HOLZER, Werther. O lugar na geografia humanista. In: Revista Território. Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, p. 67-78. jul./dez. 1999.

LE BOSSÉ, Mathias. As questões de identidade em geografia cultural – algumas concepções contemporâneas. In: CORRÊA, Roberto L.; ROSENDAHL, Zeny. Geografia Cultural: uma antologia, v. 2. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2013.

LEES, Loretta; LÓPEZ-MORALES, Ernesto; SHIN, Hyun B. Global Gentrifications: uneven development and displacement. Bristol: Policy Press. Reino Unido, 2015. DOI: https://doi.org/10.1332/policypress/9781447313472.001.0001

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, 2001.

LEFEBVRE, Henri. The production of space. Oxford: Blackwell; Reino Unido, 2007.

LEY, David. Alternative explanations for inner-city gentrification. Annals of the Association of American Geographers, v. 76, p. 521-535. 1986. DOI: https://doi.org/10.1111/j.1467-8306.1986.tb00134.x

LEY, David. Artists, aestheticisation and the field of gentrification. Urban Studies, v. 14, n. 12, p. 2527-2544, 2003.

PEREIRA, Álvaro L. A gentrificação e a hipótese do diferencial de renda: limites explicativos e diálogos possíveis. Cadernos Metrópole, São Paulo, v. 16, n. 32, p. 307-328, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/2236-9996.2014-3201

QUERÉ, Louis. L’espace public: de la théorie politique à la métathéorie sociologique. In: Quaderni, Paris, n. 18, 1992.

SALGUEIRO, Teresa B. Cidade pós-moderna: espaço fragmentado. Revista Território, v. 3, n. 4, jan/jul. 1998.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço: Técnica e Tempo. Razão e Emoção. São Paulo: EDUSP, 2002.

SCHMID, Christian. A teoria da produção do espaço em Henri Lefebvre: em direção a uma dialética tridimensional. GEOSUP – espaço e tempo, São Paulo, n. 32, p. 89-109, 2012. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2179-0892.geousp.2012.74284

SERPA, Angelo. Lugar e Mídia. São Paulo: Contexto, 2011.

SERPA, Angelo. Lugar e centralidade em um contexto metropolitano. In: CARLOS, Ana Fani A.; SOUZA, Marcelo L.; SPOSITO, Maria E. B. (Org.). A produção do espaço urbano: agentes, processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2014.

SINGER, Ben. Modernidade, hiperestímulo e o início do sensacionalismo popular. In: CHARNEY, Leo; SCHWARTZ, Vanessa R. O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

SLATER, Tom. Gentrification of the city. In: WATSON, Sophie et al. (Ed.). The New Blackwell Companion to the City. Blackwell Publishing, 2011. DOI: https://doi.org/10.1002/9781444395105.ch50

SLATER, Tom. Territorial Stigmatization: Symbolic Defamation and the Contemporary Metropolis. In: Hannigan, J.; Richards, G. (Org.). The Handbook of New Urban Studies. London: Sage Publications, 2015.

SMITH, Neil. Gentrification and uneven development. Economic Geography, n. 58, p. 139-155, 1982. DOI: https://doi.org/10.2307/143793

SMITH, Neil. The new urban frontier: gentrification and the revanchist city. Londres: Routledge. 1996.

SOUZA, Marcelo L. S. A cidade, a palavra e o poder: práticas, imaginários e discursos heterônomos e autônomos na produção do espaço urbano. In: CARLOS, Ana Fani A.; SOUZA, Marcelo L.; SPOSITO, Maria E. B. (Org.). A produção do espaço urbano: agentes, processos, escalas e desafios. São Paulo: Contexto, 2014.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria crítica social na era dos meios de comunicação de massas. Petrópolis: Vozes, 2007.

THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social mídia. Petrópolis: Vozes, 2014.

WACQUANT, Loïc. A estigmatização territorial na idade da marginalidade avançada. In: Sociologia: problemas e práticas, v. 16, p. 27-39, nov. 2006.

ZUKIN, Sharon. The Culture of Cities. Massachussets: Blackwell Publishing, 1995.

Downloads

Publicado

2020-03-16

Como Citar

AMARAL, J. F. M. .; RODRIGUES, I. M. . Gentrificação, mídia e poder simbólico: reflexões sobre o consumo do espaço urbano mercantilizado. RUA, Campinas, SP, v. 26, n. 1, 2020. DOI: 10.20396/rua.v26i1.8658744. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8658744. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Estudos