Banner Portal
Museu, para quê?
PDF

Palavras-chave

Museu homem americano
Parque nacional serra da capivara
Prática de significação

Como Citar

LOPES, Maraisa. Museu, para quê? : compreensões sobre o Museu do Homem Americano. RUA, Campinas, SP, v. 26, n. 2, p. 591–614, 2020. DOI: 10.20396/rua.v26i2.8663441. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8663441. Acesso em: 15 jun. 2024.

Resumo

Neste artigo, toma-se como objeto o Museu do Homem Americano, enquanto instituição ligada à circulação de saberes sobre sujeitos que (se) significam a (na) povoação nas/das Américas, em sua relação com o Parque Nacional Serra da Capivara. A análise que se apresenta tem como base as sequências discursivas presentes no site da Fumdham (Fundação Museu do Homem Americano) sobre o Museu e as anotações de campo efetuadas pela analista durante as visitas feitas ao local, entre os anos de 2010 e 2019. A partir da perspectiva da Análise de Discurso Materialista, compreende-se o Museu enquanto prática de significação (ORLANDI, 2014), em sua relação com a história, a memória, o sujeito e os sentidos.

https://doi.org/10.20396/rua.v26i2.8663441
PDF

Referências

BASTOS, S. O Paraíso é no Piauí: a descoberta da arqueóloga Niède Guidon. Teresópolis, RJ: Família Bastos Editora, 2010.

BRASIL. Lei nº 11.904, de 14 de janeiro de 2009. Institui o Estatuto de Museus e dá outras providências. 2009. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Lei/L11904.htm. Acesso em: 01. set. 2020.

BRASIL. Lei nº9.985, de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9985.htm. Acesso em: 01. set. 2020.

BUENO, W. da C. Jornalismo científico: conceitos e funções. In: Ciência e Cultura, n. 37, v. 9, p.1420-1428, set. 1985.

CARVALHO JUNIOR, D. A. de; BITENCOURT, A. J. S. Serra da Capivara: um pouco de história, num destino turístico de muita pré-história. 2013. Disponível em: http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1364758478_ARQUIVO_SERRADACAPIVARAanpuh.pdf. Acesso em: 01.set.2020.

COSTA, G. C. da. Denominação: um percurso de sentidos entre espaços e sujeitos. In: RUA [online]. Campinas, n.18, vol.1, p.133-147, 2012.

DESCARTES, R. Discurso do método. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

DIAS, C.; COSTA, G. C. Corpo-presença: um outro discurso. 2017. Disponível em: file:///C:/Users/Mara%C3%ADsa/AppData/Local/Temp/589-1341-1-PB-2.pdf .Acesso em: 01. set. 2020.

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. 11.ed. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

FUNDAÇÃO MUSEU DO HOMEM AMERICANO (FUMDHAM). Museu do Homem Americano. s.d. Disponível em: http://fumdham.org.br/museus/. Acesso em: 01. set. 2020.

GAUDÊNCIO, J. Niède Guidon: a cientista brasileira responsável pelo tesouro arqueológico nacional. In: História da Ciência e Ensino: construindo interfaces. v.18 (esp.), p.76-87, 2018.

GOERGEN, P. Ciência, sociedade e universidade. In: Educação & Sociedade. Campinas/Centro de Estudos Educação e Sociedade – Cedes, vol.19, n.63, p.53-79, 1998.

GUIMARÃES, E. Cidade. In: Enciclopédia Discursiva da Cidade (ENDICI). 2013. Disponível em: https://www.labeurb.unicamp.br/endici/index.php?r=verbete%2Fview&id=102. Acesso em: 01. set. 2020.

HASHIGUTI, S.T. Corpo de Memória. Tese de Doutorado em Linguística. Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas-SP, 2008.

ICMBIO. Grupo de proteção integral. 2020. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/unidadesdeconservacao/categorias. Acesso em: 01. set. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS (IBRAM). Museus em Números. vol.1. Brasília: Instituto Brasileiro de Museus, 2011.

LAGAZZI, S. O Recorte e o Entremeio: condições para a Materialidade Significante. In: RODRIGUES, E. A.; SANTOS, G. L.; BRANCO, L.C. (Orgs.). Análise de Discurso no Brasil: pensando o impensado sempre. Uma homenagem a Eni Orlandi. Campinas, SP: RG Editores, 2011.

LEIBNIZ, W. Novos ensaios sobre o entendimento humano. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

LOCKE, J. Ensaio acerca do entendimento humano. São Paulo: Nova Cultural, 1987.

LORAUX, Nicole. De l’amnistie et de son contraire. In: YERUSHALMI, Yosef. H. et al. Usages de l’Oubli. Paris: Éditions Du Seuil, 1998.

LOURENÇO, A. S. G. A. Vida após a morte: um estudo sobre os enterramentos pré-históricos no Estado do Paraná para identificação, gestão e valorização do patrimônio arqueológico. Dissertação de Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, 2015.

MARIANI, B. S. C. O PCB e a Imprensa: os Comunistas no Imaginário dos Jornais. Rio de Janeiro: Revan; Campinas, SP: UNICAMP, 1998.

MASSMANN, D. Versões controversas na leitura de arquivos: o Museu Penitenciário Paulista. RUA, Campinas, SP, v. 24, n. 2, 2018. DOI: 10.20396/rua.v24i2.8653946. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/ 8653946.

MATOS, J. C. M. A questão da razão como critério distintivo entre homem e animal. In: Filosofia Unisinos, 12(1), p.48-55, jan. abr.2011.

MUNHOZ, J. M. L.; PETRI, V.; BRANCO, N. L. História, Memória e gestos de Interpretação: uma experiência linguística e discursiva no interior do Museu de Cádiz. In:

VENTURINI, M. C. (Org.). Museus, arquivos e produção de conhecimento em (dis)curso. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017.

NUNES, J. H. Museu da Língua Portuguesa: instituição e discurso didático. In: Letras, Santa Maria, v. 23, n. 46, p. 203-224, jan.jun. 2013

ORLANDI, E. P. A Casa e a Rua: uma relação política e social. In: Educ. Real., Porto Alegre, v. 36, n. 3, p. 693-703, set./dez. 2011.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso. In: LAGAZZI-RODRIGUES, S.; ORLANDI, E. P. (Orgs.). Introdução às Ciências da Linguagem – Discurso e Textualidade. Campinas, SP: Pontes Editores, 2006.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: Princípios e Procedimentos. 5.ed. Campinas, SP: Pontes, 2003.

ORLANDI, E. P. Discurso e Argumentação: um observatório do político. In: Fórum Linguístico, Florianopólis, n.1, p.73-81, jul.dez.1998.

ORLANDI, E. P. Discursos e Museus: da memória e do esquecimento. In: Entremeios: revista de estudos do discurso. v.9, jul.2014.

ORLANDI, E. P. Divulgação Científica e efeito leitor: uma política social urbana. In: GUIMARÃES, E. (Org.). Produção e circulação do conhecimento: Estado, mídia e sociedade. vol.1. Campinas, SP: Pontes Editores, 2001.

ORLANDI, E. P. O Sujeito Discursivo Contemporâneo: um exemplo. 2005. Disponível em: http://anaisdosead.com.br/2SEAD/CONFERENCIA/EniOrlandi.pdf. Acesso em: 01. set. 2020.

ORLANDI, E. P. Recortar ou segmentar? In: Linguística: Questões e Controvérsias. Série Estudos. Uberaba: Faculdades Integradas de Uberaba, p. 09-26, 1984.

ORLANDI, E. P. Discurso em análise. Campinas: Pontes Editores, 2012.

ORTIZ, R. Mundialização: saberes e crenças. São Paulo: Ed. Brasiliense, 2006.

PÊCHEUX, M. Ler o arquivo hoje. In: ORLANDI, E. P (Org.). Gestos de Leitura. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1994.

PÊCHEUX, M. O Discurso: Estrutura ou Acontecimento. 3. ed. Campinas, SP: Pontes, 2002.

PÊCHEUX, M. Papel da Memória. In: ACHARD, P. et al. Papel da Memória. Campinas, SP: Pontes, 2007.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e Discurso: uma Crítica à Afirmação do Óbvio. 3.ed. Campinas, SP: Editora da UNICAMP, 1997.

SANTOS FILHO, J. C. dos S.; ALMEIDA, M. de L. P. de. Revista Internacional de Educação Superior [RIESUP] Bilíngue: publicação na língua franca da ciência. 2018. Disponível em: http://www.sbu.unicamp.br/seer/ojs/index.php/ppec/article/download/9144/458. Acesso em: 01. set. 2020.

TEIXEIRA, M. C. A memória e a história a partir de museus e da constituição de arquivos em torno do espaço urbano. In: Estudos Linguísticos, São Paulo, 46 (3), p. 932-943, 2017.

UNESCO. Serra da Capivara National Park. 2020. Disponível em: https://whc.unesco.org/en/list/606/. Acesso em: 01. set. 2020.

VENTURINI, M. C. Imaginário urbano: espaço de rememoração/comemoração. Passo Fundo: Editora da Universidade de Passo Fundo, 2009.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 RUA

Downloads

Não há dados estatísticos.