Banner Portal
Mães para uma nova pátria européia
PDF

Palavras-chave

Preconceito. Xenofobia. Interesses femininos. Política européia

Como Citar

STOLCKE, Verena. Mães para uma nova pátria européia. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 2, p. 198–204, 2006. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1717. Acesso em: 22 jul. 2024.

Resumo

O artigo analisa os pressupostos que orientam o discurso pró-natalista europeu mostrando como a ansiedade natalista - compartilhada pela direita política em toda Europa - está associada aos preconceitos contra os imigrantes extracomunitários e à falta de atenção aos interesses femininos. Neste discurso o estímulo à maternidade é apresentado como solução para o atual problema demográfico europeu - a queda da natalidade, o envelhecimento da população e suas consequências em termos de política social. Esta nova retórica deve ser compreendida como consequência de uma série de elementos que entrelaçam-se perigosamente: o renascimento nacionalista, a xenofobia e a idéia de que as identidades nacionais estão fundadas em um patrimônio histórico cultural único e imutável.

Abstract

This article analyzes the implied suppositions behind European pro-natalist discourse, showing how reproductive anxiety - shared by the right-wing all over Europe - is associated with prejudice against extra-community immigrants and ignoring the interests of women. In  this discourse, stimulus to maternity is presented as a solution to the demographic problem of Europe today - falling birth rates, aging of the population and their consequences for social policy. This new rhetoric should be understood as resulting from several dangerously intertwined elements: the rebirth of nationalism, xenophobia and the idea  that  national identities are founded on a unique and fixed cultural and historical patrimony.

PDF

Referências

Michel Debré, entrevista ao Le Nouvel Observateur, 30/04/1979

Jürgens, citado em Stein, Die Welt, 07/12/1985

El País, 04/11/1989

El País, 18/02/1993, p.21

Downloads

Não há dados estatísticos.