Beleza roubada: gênero, estética e corporalidade no teatro brasileiro

  • Heloisa Pontes Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Gênero. Corporalidade e Estética. Atrizes. Teatro Brasileiro. Prostituição e Representação

Resumo

A partir de uma pesquisa mais ampla sobre as inflexões de gênero no campo intelectual e no teatro brasileiro, entre 1940 e 1968, o artigo discute as relações entre estética e gênero e suas implicações nas carreiras das atrizes Cacilda Becker, Maria Della Costa, Tônia Carrero e Cleyde Yáconis. Segundo testemunho dos que a viram representar, Cacilda não foi prejudicada por seus atributos físicos menos favoráveis. A hipótese é de que isso se deve às artimanhas das convenções teatrais, que permitem burlar constrangimentos físicos, sociais e de gênero. Fartamente presente na mídia para retratar, realçar ou diminuir as mulheres sob seu foco, a beleza raramente aparece como dimensão relevante na análise das trajetórias femininas. Daí o interesse em discutir essa questão através de sua refração no processo de construção social das carreiras artísticas.

Abstract

Drawing from a broader research on gender inflections in the Brazilian intellectual field and in Brazilian drama, between 1940 and 1968, the article discusses the relations between aesthetics and gender, and their implications on the careers of actresses Cacilda Becker, Maria Della Costa, Tônia Carrero and Cleyde Yáconis. According to testimony of those who saw her perform on stage, Cacilda was never hampered by her less favorable physical attributes. The hypothesis is that this is due to the cunning tricks of the conventions of dramatic arts that allow the dodging of social, gender and physical constraints. Widely evoked by the media to portrait, underline or diminish women under its focus, beauty rarely features as a relevant dimension in the analysis of female trajectories. Hence the interest in discussing the subject through its refraction on the process of social construction of artistic careers.

Key Words: Gender, Embodiment and Aesthetics, Actresses, Brazilian Drama, Prostitution and Representation

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Heloisa Pontes, Universidade Estadual de Campinas
Professora Titular do Departamento de Antropologia da Unicamp. Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1980), mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (1986), doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1996), pós-doutorado pela Stanford University (2002), livre-docente pela Unicamp (2008). Pesquisadora do Pagu, Núcleo de Estudos de Gênero da Unicamp, bolsista de produtividade em pesquisa do Cnpq . É membro do Comitê Acadêmico de Ciências Humanas da Fapesp (a partir de agosto de 2014). Foi membro do comitê acadêmico da Anpocs (biênio 2009-2010) e do comitê editorial dos Cadernos Pagu e da Revista Brasileira de Ciências Sociais.

Referências

ALIVERTI, Maria Inês. La naissance de l’acteur moderne: l’acteur et son portrait au XVIII siècle. Paris, Gallimard, 1998.

ALMEIDA, Maria Inez Barros de. Panorama visto do Rio: Companhia Tonia-Celi-Autran. Rio de Janeiro, Inacen, 1987.

ALMEIDA PRADO, Décio de. O teatro brasileiro moderno. São Paulo, Perspectiva, 1988.

BAXANDALL, Michael. Padrões de intenção: a explicação histórica dos quadros. São Paulo, Companhia das Letras, 2006. BRAUDEL, Fernand. O modelo italiano. São Paulo, Companhia das Letras, 2007.

CANDIDO, Antonio; ROSELFELD, Anatol; ALMEIDA PRADO, Décio de e SALLES GOMES, Paulo Emílio. A personagem de ficção. São Paulo, Perspectiva, 1992.

FERNANDES, Nanci e VARGAS, Maria Tereza. Uma atriz: Cacilda Becker.

ª. ed. São Paulo, Perspectiva, 1995.

CLARCK, T. J. A pintura da vida moderna. Paris na arte de Manet e de seus seguidores. São Paulo, Companhia das Letras, 2004.

CORRÊA, Mariza. A natureza imaginária do gênero na história da antropologia. Cadernos Pagu (5), Núcleo de Estudos de Gênero – Pagu/Unicamp, 1995.

GUZIK, Alberto. Paulo Autran: um homem no palco. São Paulo, Boitempo, 1998.

_________. TBC: crônica de um sonho. São Paulo, Perspectiva, 1986.

_________ e PEREIRA, Maria Lúcia. (orgs.) Dionysos, nº 25, Rio de Janeiro, setembro de 1980.

KANTOROWICZ, Ernest. Os dois corpos do rei: um estudo sobre a teologia medieval. São Paulo, Companhia das Letras, 1998.

LEDESMA, Vilmar. Cleyde Yáconis: dama discreta. São Paulo, Imprensa Oficial, 2004, Coleção Aplauso.

MELLO E SOUZA, Gilda de. A idéia e o figurado. São Paulo, Duas Cidades, 2005.

MESQUITA, Alfredo. De como vim a conhecer Cacilda Becker e o que se seguiu. In: FERNANDES, Nanci e VARGAS, Maria Tereza. Uma atriz: Cacilda Becker. 2ª. ed., São Paulo, Perspectiva, 1995.

MICELI, Sérgio e MATTOS, Luis Fernando Franklin. (orgs.) Gilda, a paixão pela forma. Rio de Janeiro, Ouro Sobre Azul/Fapesp, 2007.

MIGNARD, Annie. Propos elementaires sur la prostitution. Les Temps Modernes, mars 1976.

MIRA, Maria Celeste. O leitor e a banca de revistas. São Paulo, Olho d‟Água/Fapesp, 2001.

MONTENEGRO, Fernanda. Viagem ao outro: sobre a arte do ator. Rio de Janeiro, Fundacen, 1998.

PISCITELLI, Adriana. Corporalidades em confronto: gênero e nacionalidade no marco da indústria transnacional do sexo. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 22, nº 64, 2007.

PONTES, Heloisa. Intérpretes da metrópole. História social e relações de gênero no teatro e no campo intelectual, 1940-1968. Tese de livredocência, Departamento de Antropologia da Unicamp, 2008.

PRADO, Luis André do. Cacilda Becker: fúria santa. São Paulo, Geração Editorial, 2002.

RATTO, Gianni. A mochila do mascate. São Paulo, Hucitec, 1996.

RAULINO, Berenice. Ruggero Jacobbi: presença italiana no teatro brasileiro. São Paulo, Perspectiva, 2002.

RODRIGUES, Nelson. Teatro completo de Nelson Rodrigues. 2ª ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, vol. 4, 2004.

_________. A menina sem estrelas. São Paulo, Companhia das Letras, 2002.

SARLO, Beatriz. La pasión e y la excepción. Buenos Aires, Siglo XXI Editores Argentina, 2003.

Publicado
2016-04-11
Como Citar
Pontes, H. (2016). Beleza roubada: gênero, estética e corporalidade no teatro brasileiro. Cadernos Pagu, (33), 139-166. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644924
Seção
Artigos