Corpo, envelhecimento e felicidade

  • Talita Castro Universidade Estadual de Campinas

Resumo

Da criogenia ao carnaval carioca, passando pela denúncia de degradantes instituições asilares de longa permanência e pelos meandros da indústria da beleza. Certamente, a maior riqueza de Corpo, Envelhecimento e Felicidade, coletânea organizada pela antropóloga Mirian Goldenberg, é a diversidade de abordagens teóricas e registros empíricos sobre processos de envelhecimento na sociedade brasileira contemporânea, além de uma contribuição internacional de origem francesa e um trabalho mais amplo, sobre mudanças nas mentalidades e sensibilidades em relação à morte no Ocidente ao longo de um grande período de tempo. Lançado no final de 2011, o livro traz textos e temas abordados em um seminário internacional homônimo, realizado em setembro do ano anterior no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde Goldenberg atua como professora do Departamento de Antropologia Cultural e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DEBERT, Guita Grin. A Cultura Adulta e a Juventude como Valor. Kairós

(2), 2004, pp.21–44.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e Identidade. Rio de Janeiro, Zahar

Editor, 2002. [Tradução: Plínio Dentzien]

Publicado
2016-04-14
Como Citar
Castro, T. (2016). Corpo, envelhecimento e felicidade. Cadernos Pagu, (39), 461-474. Recuperado de https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8645065
Seção
Resenhas