Imaginações rebeldes

disputas e derivações da artepensamento feminista

Autores

Palavras-chave:

Feminista

Resumo

À ideia de incerteza viva (Volz, 2016) deriva a potência do risco e da instabilidade acerca de normatizações de corpos e subjetividades. Podemos assumir isso como o circuito em que trafegam imaginações artísticas rebeldes, em que os corpos e suas performances dissidentes, desarticulados das convenções e padrões hegemônicos, travam um embate para resistir, existir, permanecer e se (re)inventar nos variados sistemas e expressões artísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla Bessa, Universidade Estadual de Campinas

Pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu. Professora dos programas de Multimeios/ Instituto de Artes e do Doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, Brasil.

Gilberto Gil Sobrinho, Universidade Estadual de Campinas

Professor do Departamento de Multimeios, Cinema e Comunicação, Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP, Brasil. 

Referências

BUTLER, Alison. Women's cinema: the contested screen. London, Wallflower press, 2002.

CAVARERO, Adriana. Relating Narratives: Storytelling and Selfhood, New York, Routledge, 2000.

GONZALES, Lélia. A categoria político-cultural de amefricanidade. Tempo Brasileiro n. 92/93, Rio de Janeiro, jan./jun. 1988a, pp.69-82.

GONZALES, Lélia. Por um feminismo afrolatinoamericano. Revista Isis Internacional, v. 9, Santiago, 1988b, pp.133-141.

HALL, Stuart. Cultura e representação. Rio de Janeiro, PUC/RIO, 2016.

NOCHLIN, Linda. Por que não existiram grandes mulheres artistas? In: PEDROSA, Adriano; MESQUITA, André (Org.). Histórias da sexualidade: antologia. São Paulo, Masp, 2017, pp.16-37.

VOLZ, Jochen. Jornadas espirais: Incerteza viva. In: VOLZ, Jochen e REBOUÇAS, Júlia. 32a Bienal de São Paulo Incerteza Viva: Catálogo. São Paulo, Fundação Bienal de São Paulo, 2016.

Downloads

Publicado

2021-02-19

Como Citar

BESSA, K. .; GIL SOBRINHO, G. . Imaginações rebeldes: disputas e derivações da artepensamento feminista. Cadernos Pagu, Campinas, SP, n. 60, p. e205900, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8664556. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

Dossiê