Un profeta emisario en la representación política

notas sobre la trayectoria del Cabo Daciolo

Autores/as

DOI:

https://doi.org/10.20396/csr.v24i00.8670889

Palabras clave:

Cabo Daciolo, Profeta, Religión, Representación política

Resumen

Este artículo analiza la trayectoria del cabo Daciolo (2011-2018) surgido en la esfera pública a partir del movimiento SOS Bombeiros (2011), cuyo objetivo era la lucha por el reajuste salarial y las mejoras en las condiciones de trabajo. La actuación carismática de Daciolo, que buscaba legitimar las acciones del movimiento a través de su percepción religiosa, ayudó a su proyección en la política hasta convertirse en diputado federal por el PSOL-RJ y, posteriormente, en candidato a la presidencia de la república (2018). A la luz de la sociología integral weberiana, este político se asocia aquí con el profeta emisario, ya que cree hablar en nombre de una divinidad. Argumentamos que Daciolo lleva a la arena política la narrativa evangélica desinstitucionalizada, activando sus símbolos y valores y resignificándolos desde la práctica política en una perspectiva redentora.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Nelson Lellis, Universidad Estatal del Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Doctor en Sociología Política por la Universidad Estatal del Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).

Sílvia Fernandes, Universidad Federal Rural de Río de Janeiro

Doctora en Sociología por la Universidad del Estado de Río de Janeiro (UERJ). Profesor titular de la Universidad Federal Rural de Río de Janeiro (UFRRJ). 

Citas

ALBERNAZ, Elizabete Ribeiro. Na fronteira entre o bem e o mal: ética profissional e moral religiosa entre policiais militares evangélicos cariocas. In: Cadernos CRH, v.23, n.60, p. 525-539, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-49792010000300006

ALVARENGA, Leonardo; LEÃO, Luís (Orgs.). Evangélicos de Ponta Cabeça: fragmentos de uma história do presente. São Paulo: Editora Recriar, 2021.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Ed. Perspectiva, 1974.

BURITY, Joanildo. Identidade e política no campo religioso: estudos sobre cultura, pluralismo e o novo ativismo eclesial. Recife: Editora da Universidade Federal de Pernambuco, 1997.

BURITY, Joanildo. ¿Ola conservadora y surgimiento de la nueva derecha cristiana brasileña? La coyuntura postimpeachment en Brasil. In: Ciencias Sociales y Religión /Ciências Sociais e Religião, v.22, p. 1-24, 2020a. DOI: https://doi.org/10.20396/csr.v22i00.13754

BURITY, Joanildo. Ativismo religioso contemporâneo: o complexo ecumênico e o povo da/na religião. In: LELLIS, Nelson; RODRIGUES, Donizete (Orgs.). Religião e Política: o contexto da lusofonia. São Paulo: Editora Recriar, 2020b, p. 213-254.

CASANOVA, José. Public Religions in the Modern World. Chicago: The University of Chicago Press, 1994. DOI: https://doi.org/10.7208/chicago/9780226190204.001.0001

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso político. 2ªed. São Paulo: Contexto, 2017.

FERNANDES, Sílvia. Christianity in Brazil: An Introduction from a Global Perspective. London: Bloomsbury Publishing, 2022. DOI: https://doi.org/10.5040/9781350204980

FONSECA, Alexandre Brasil. Um olhar sobre a liberdade religiosa no Brasil. In: LELLIS, Nelson; RODRIGUES, Donizete (orgs). Religião e Política: o contexto da lusofonia. São Paulo: Editora Recriar, 2020, p. 121- 138.

GEHLEN, Arnold. Man: His Nature and Place in the World. New York: Columbia University Press, 1988.

GIUMBELLI, Emerson. O fim da religião: dilemas da liberdade religiosa no Brasil e na França. São Paulo: ATTAR Editorial, 2002.

HEINEN, Ingrid; RODRIGUES, Donizete. Espiritismo e política: o caso dos kardecistas no Brasil. In: LELLIS, Nelson; RODRIGUES, Donizete (Orgs.). Religião e Política: o contexto da lusofonia. São Paulo: Editora Recriar, 2020, p. 139- 156.

HERVIEU-LÉGER, Danièle. O peregrino e o convertido: a religião em movimento. Petrópolis: Vozes, 2008.

LEITE, Fábio Carvalho. Estado e Religião: a liberdade religiosa no Brasil. Curitiba: Juruá Editora, 2014.

LELLIS, Nelson. “Deus” no discurso da acusação. In: LELLIS, Nelson (Org.). Religião e Política à brasileira: ensaios sobre trajetórias políticas de uma sociedade bravamente religiosa. São Paulo: Edições Terceira Via, 2017, p. 95-102.

LELLIS, Nelson. “Deus” no primeiro debate entre os presidenciáveis. In: Revista Senso. 10 de ago. de 2018. Disponível em: https://revistasenso.com.br/2018/08/10/deus-no-primeiro-debate-entre-os-presidenciaveis/. Acesso em: 10 ago. 2018.

LELLIS, Nelson. O profeta na crise de representação política: uma face da Sociologia do Personalismo político-religioso. Campos dos Goytacazes, RJ, 2021. 274 f.: il. Tese de Doutorado em Sociologia Política. Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Centro de Ciências do Homem, 2021.

LELLIS, Nelson; RIBEIRO, Cláudio de Oliveira (Orgs.). Religião e Política à Brasileira: faces evangélicas no cenário político. São Paulo: Ed. Recriar, 2019.

MAFRA, Clara; PAULA, Robson de. O espírito da simplicidade: a cosmologia da Batalha Espiritual e as concepções de corpo e pessoa entre policiais pentecostais cariocas. In: Religião & Sociedade, v. 22, n.1, p. 57-76, 2002.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. 2ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

MARIZ, Cecilia. A sociologia da religião de Max Weber. In: TEIXEIRA, Faustino (Org.). Sociologia da religião: enfoques teóricos. 2.ed. Petrópolis: Vozes, 2007, p. 67-93.

MONTERO, Paula. Controvérsias religiosas e esfera pública: repensando as religiões como discurso. In: Religião & Sociedade, v.32, n.1, p. 167-183, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-85872012000100008

MONTERO, Paula. Religiões Públicas ou Religião no Espaço Público? Para uma crítica ao conceito de campo religioso em Pierre Bourdieu. In: Religião & Sociedade, v.36, n.1, p. 128-150, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/0100-85872016v36n1cap06

NOVAES, Regina. Juventude, percepções e comportamentos: a religião faz diferença? Retratos da juventude brasileira – análises de uma pesquisa nacional. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2005.

O Dia. “Cabo Daciolo: o ‘PSOL de Cristo’ quer ser governador do Rio”. O Dia, 09 de out. de 2014. Disponível em: https://odia.ig.com.br/_conteudo/eleicoes2014/2014-10-08/cabo-daciolo-o-psol-de-cristo-quer-ser-governador-do-rio.html. Acesso em: 05 de fev. de 2018.

ORO, Ari Pedro (Org.). Religião e política no Cone Sul: Argentina, Brasil e Uruguai. São Paulo: Attar, 2006.

PIERUCCI, Antônio Flávio. Bye bye, Brasil: o declínio das religiões tradicionais no Censo 2000. In: Estudos Avançados, n.52, p. 17-28, 2004. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-40142004000300003

PRANDI, Reginaldo; SANTOS, Renan William dos. Quem tem medo da bancada evangélica? Posições sobre moralidade e política no eleitorado brasileiro, no Congresso Nacional e na Frente Parlamentar Evangélica. In: Tempo Social, v.29, n.2, p. 187-214, 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/0103-2070.ts.2017.110052

ROLIM, Francisco Cartaxo. Dicotomias religiosas: ensaio de sociologia da religião. Petrópolis: Vozes, 1997.

SARDINHA, Edson. “Deputado quer trocar povo por Deus na Constituição”. Congresso em foco, 26 de mar. de 2015. Disponível em: http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/deputado-quer-trocar-povo-por-deus-na-constituicao/. Acesso em: 02 de fev. de 2018.

SILVEIRA, Emerson Sena da; JÚNIOR, Manoel R. de Moraes (Orgs.). Religião, política e espaço público no Brasil: discussões teóricas e investigações empíricas. São Paulo: Fonte Editorial, 2015.

VITAL DA CUNHA, Christina; LOPES, Paulo Victor Leite; LUI, Janayna. Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014. Rio de Janeiro: Fundação Heinrich Böll: Instituto de Estudos da Religião, 2017.

WEBER, Max. Economia e Sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. 4ª ed. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1998.

WEBER, Max. Ética econômica das religiões mundiais:ensaios comparados de sociologia da religião. Vol. 3. Petrópolis: Vozes, 2019.

WEBER, Max. Sociologia das religiões. São Paulo: Ícone, 2010.

Publicado

2022-08-31

Cómo citar

Lellis, N., & Fernandes, S. (2022). Un profeta emisario en la representación política: notas sobre la trayectoria del Cabo Daciolo. Ciencias Sociales Y Religión/Ciências Sociais E Religião, 24(00), e022005. https://doi.org/10.20396/csr.v24i00.8670889

Número

Sección

Artículos