Manufaturas de tabaco: definição de uma tipologia arquitetônica e suas influências

  • Luciana Guerra Santos Mota Universidade Federal da Bahia [UFBA].
  • Lis Figueiredo Souza Venancio Lopes Machado Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Manufaturas de fumo. Patrimônio cultural. Tipologia.

Resumo

O texto mostra o resultado de uma investigação acerca das tipologias arquitetônicas das manufaturas de fumo, visando estabelecer relações entre os edifícios analisados. O trabalho incorpora um levantamento de antigas fábricas de tabaco nacionais e internacionais encontrados, envolvendo dados históricos e físicos dos edifícios, como demolições, intervenções, restaurações, entre outros aspectos à que as antigas construções foram submetidas. Os dados foram obtidos através de artigos, livros e internet. A partir da organização dos dados em fichas, foi possível fazer comparações entre os edifícios estudados, retratando assim as principais características e influências da tipologia internacional às manufaturas de tabaco do Brasil. O resultado final aqui apresentado visa dar subsídios às futuras intervenções em edifícios da mesma tipologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Guerra Santos Mota, Universidade Federal da Bahia [UFBA].
Doutora em Arquiteta Urbanista, pelo Programa de Pós Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia. Salvador, Bahia, Brasil. Professora Adjunta da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia, Salvador, Bahia, Brasil.
Lis Figueiredo Souza Venancio Lopes Machado, Universidade Federal da Bahia
Licenciada em Letras Língua Inglesa pela Universidade Federal da Bahia, Graduanda em Arquitetura e Urbanismo

Referências

Arcaini, R., Chini, L., & Sega, C. (2012). L’archivio dela manifattura tabacchi di Borgo Sacco (Rovereto, Trento). In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.273-284). Torino, Italia: Celid.

Capalbo, C. (2012). Le manifatture tabacchi di Roma tra sete e ottocento. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.163-178). Torino, Italia: Celid.

Castellano, A. (2012). La manifattura tabacchi di Milano: note per un’antropologia storica di um luogo di lavoro. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.87-100). Torino, Italia: Celid.

Cervini, R. (2012). La Manifattura Tabacchi di Bari. La fabbrica novecentesca fra storia e recupero. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.267-272). Torino, Italia: Celid.

Chierici, P., & Palmucci, L. (2012). La Manifattura Tabacchi di Torino tra Settecento e Ottocento. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.67-86). Torino, Italia: Celid.

Chierici, P., Covino, R., & Pernice, F. (2012). Le fabbrich del tabacco in Italia. Torino, Italia: Celid.

Cibali. (n.d.). Retirada Outubro 8, 2013, em http://www.khas.edu.tr/en/about-the-university/history.html.

De Angelis, C., & Fontana, M. (2012). Per uma storia dela Manifattura Tabacchi di Bologna. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.121-134). Torino, Italia: Celid.

Documentos da empresa Suerdieck. (1935). Suerdieck & Co. Maragogipe, Brasil.

Documentos da empresa Suerdieck. (1946). Suerdieck: 1892-1946. Salvador, Brasil.

Folgado, D., & Custódio, J. (1999). Caminho do Oriente. Guia do Patrimônio Industrial. Lisboa, Portugal: Livros Horizonte.

Folgueira, M. R. (1930). Album Artistico, Commercial e Industrial do Estado da Bahia. Salvador, Brasil.

Garbibi, L. (2012). L’industria Del tabacco in Italia. In Chierici, P., Covino, R., & Pernice, F. (2012). Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.17-38). Torino, Italia: Celid.

Governo do Estado Da Bahia. (1997). Inventário de Proteção do Acervo Cultural da Bahia. Vol. 1: Monumentos e sítios do Recôncavo, II parte (3ª ed.). Salvador, Brasil: Secretaria da Cultura e Turismo.

Habib, R. (n.d.). Fascinating History of the building of Kadir University: a cistern, hamman, tobacco factory and museum. Retirada Outubro 8, 2013, em http://arha318.wordpress.com/2010/01/08/fascinating-history-of-the-building-of-kadir-has-university-a-cistern-hammam-tobacco-factory-and-museum-by-romina-habib/.

López, C. C. (2013). Tratamiento de um espacio patrimonial industrial: El caso de La Fábrica de Tabacos De Gijón. Actas Congresso Internacional sobre Documentación, Conservación y Reutilización del Patrimonio Arquitectónico, Vol 1, 383-390. http://books.google.es/booksid=TwxkAgAAQBAJ&printsec=frontcover&dq=la+experiencia+del+reuso+google+books&hl=es&sa=X&ei=6QL7U8qSJcXm7Ab2hoDYDQ&ved=0CDIQ6AEwAg#v=onepage&q=casta%C3%B1eda&f=false.

Losavio, G. (2012). La manifattura tabacchi di Modena in 150 prezi. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.235-238). Torino, Italia: Celid.

Maestri, S. de. (2012). Il progetto di riqualificazione dela Manifattura Tabacchi di Sestri Ponente (Genova). In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.229-234). Torino, Italia: Celid.

Mazota, D. (2012). La Manifattura sul rio dele Burchielle a Venezia: due secoli di storia . In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.101-162). Torino, Italia: Celid.

Mota, L. G. S. (2014). Manufaturas de fumo do Recôncavo Baiano: vestígios de patrimônio industrial. Tese de doutorado em Arquitetura e Urbanismo. Salvador, Brasil: PPG/AU/UFBA.

Nardi, J. B. (1996). O fumo brasileiro no período colonial. Lavoura, comércio e administração. São Paulo, Brasil: Brasiliense.

Pedrocco, G. (2012). La Manifattura Tabacchi di Chiaravalle dalle origini ala prima guerra mondiale . In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.147-162). Torino, Italia: Celid.

Porto Filho, U. M. (2003). Suerdieck: epopéia do gigante. 1892-1999. Retirada em http://www.ubaldomarquesportofilho.com.br/upload/livro_suerdieck_epopeia_do_gigannte.pdf.

Preite, M. (2012). L’incerto futuro dela Manifattura Tabacchi di Firenze. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.239-248). Torino, Italia: Celid.

Smith, L., Shackel, P., & Campbell, G. (2011). Heritage, Labour and Working Classes. London, England: Routledge.

Smith, P. (2012). Um regard de l’etranger: les manufactures de tabacs em France, um patrimoine privilégie?. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.39-48). Torino, Italia: Celid.

Smith, P. (2005, inverno). The Royal Tobacco Factory at Morlaix. In Bulletin TICCIH, 31. Retirada em http://ticcih.org/wp-content/uploads/2013/04/B31.pdf.

Tabakfabrik Linz. (n.d.). Retirada Novembro 14, 2013, em http://de.wikipedia.org/wiki/Tabakfabrik_%28Linz%29#cite_ref-FellnerThielGeschichte_1-4.

The Rezan Has Museum. (n.d.). Retirada Outubro 8, 2013, em http://istanbul.for91days.com/tag/cibali-tobacco/.

Torti, C., Davini, S., & Petroni, G. (2012). La Manifattura Tabacchi di Lucca. Storia, memoria e processi produttivi. In P. Chierici, R. Covino & F. Pernice (Eds.), Le fabbrich del tabacco in Italia (pp.135-146). Torino, Italia: Celid.

Publicado
2017-03-31
Como Citar
Mota, L. G. S., & Machado, L. F. S. V. L. (2017). Manufaturas de tabaco: definição de uma tipologia arquitetônica e suas influências. Labor E Engenho, 11(1), 48-57. https://doi.org/10.20396/labore.v11i1.8648212
Seção
Artigos