Rio Carioca, um imaginário nacional: de lenda indígena ao esquecimento

  • Noemia de Oliveira Figueiredo Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Luiz Augusto dos Reis Alves Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Mário Saleiro Filho Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Memória. Identidade. Paisagem Cultural. Rio Carioca.

Resumo

O objetivo principal desse artigo é refletir sobre a relação entre o Rio Carioca, a cidade do Rio de Janeiro e o seu reconhecimento junto à população da cidade em termos de memória e identidade. Para fins de obtenção do objetivo alcançado, iniciamos nossa pesquisa com uma breve explicação sobre o projeto político-pedagógico do ideário nacionalista promovido pela antiga Academia Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro no século XIX. Elegemos como ponto de partida e ao mesmo tempo de “ancoragem” de nossas reflexões, a pintura intitulada “A carioca”, um retrato idealizado de cunho identitário nacionalista do Rio Carioca de autoria do artista Pedro Américo. Em seguida, desenvolvemos um breve histórico sobre o Rio Carioca delineando seu trajeto original e mudanças ocorridas ao longo do tempo. Identificamos e elegemos 5 (cinco) lugares em seu percurso, e nestes foram realizadas entrevistas e registro gráfico de modo a verificar o objetivo proposto. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Noemia de Oliveira Figueiredo, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Arquiteta, D.Sc., Prof. Adjunto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Instituto de Tecnologia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Luiz Augusto dos Reis Alves, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Arquiteto, D.Sc., Prof. Adjunto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Instituto de Tecnologia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Mário Saleiro Filho, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Arquiteto, D.Sc., Prof. Adjunto do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Instituto de Tecnologia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Referências

Abreu, M. (1987). Evolução Urbana do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: IPLANRIO, Zahar.

Albarello, L. et al. (1997). Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gravida.

Correa, A. M. (1939). Terra Carioca – Fontes e Chafarizes. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional.

Cosgrove, D. (1998). A geografia está em toda parte: cultura e simbolismo nas paisagens humanas. In R. L. Corrêa, & Z. Rosendahl (Orgs.). Paisagem, tempo e cultura (pp. 92-123). Rio de Janeiro: EdUERJ.

Czajkowski (org.) (2000). Guia da Arquitetura colonial, Neoclássica e Romântica do Rio de Janeiro (p. 61).

Freire, D., & Pereira, L. L (2002). Historia Oral, Memoria e Turismo Cultural. In S. M. Murta, & C. Albano (Orgs.). Interpretar o Patrimônio: um exercício do olhar (pp.121-130). Belo Horizonte: Ed. UFMG, Território Brasilis.

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro (2008). Guia do Patrimônio Cultural Carioca. Bens tombados 2008 (4a. ed. Revisada, 268 p.il.). Rio de Janeiro: Secretaria Extraordinária do Patrimônio Cultural.

Dias, E. (2014). Arte e Academia: entre política e natureza (1816 a 1857). In BARCINSKI, F. W. Barcinski (Org.). Sobre a arte brasileira: da Pré-história aos anos 1960 (pp. 136-173). São Paulo: Editora WMF Martins Fontes: Edições SESC São Paulo.

Pereira, S. G. (2008). A arte no Brasil no século XIX e início do XX. In M. A. R. de Oliveira, S. G. Pereira, & A. A. da Luz. História do Brasil: textos de síntese (pp.58-98) (Série Didáticos). Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

Ruquoy, D. (1997). Situação de entrevista e estratégia do entrevistador. In L. Albarello et al.. Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais (pp.84-116). Lisboa: Gravida.

Vianna, H. (1993). Vale das Laranjeiras — Cosme Velho: Um Recanto da Mata Atlântica. Rio de Janeiro: PCRJ/SMC/DGPC.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
Figueiredo, N. de O., Alves, L. A. dos R., & Saleiro Filho, M. (2017). Rio Carioca, um imaginário nacional: de lenda indígena ao esquecimento. Labor E Engenho, 11(2), 116-127. https://doi.org/10.20396/labore.v11i2.8649754
Seção
Artigos