Mulheres pescam, sim: pesca artesanal continental em Porto Said, Botucatu [SP]

Autores

  • Berenice Pereira Balsalobre Museu de Mineralogia Aitiara
  • Mariana Baggio Annibelli Conselho de Meio Ambiente de Cachoeira da Mata
  • Isadora Balsalobre Athias Museu de Mineralogia Aitiara (MuMA)

DOI:

https://doi.org/10.20396/labore.v12i2.8652745

Palavras-chave:

Usina Hidrelétrica Barra Bonita. Mulheres pescadoras. Porto Said. Identidade ambiental.

Resumo

Apesar da negação histórica e do descaso do poder público, as mulheres pescadoras de Porto Said, às margens da represa da Usina Hidrelétrica -UHE Barra Bonita, no Rio Tietê, SP, existem sim. Elas praticam pesca profissional artesanal e mantém uma relação de identificação e afeto pelo Rio Tietê. Vivem em moradias precárias, montadas há quase vinte anos, dentro da Área de Preservação Permanente (APP), sem saneamento básico, distante da cidade, convivendo com a precariedade do transporte público, da água potável e da energia elétrica, situação que se prolonga hodiernamente. As pescadoras conseguem seu sustento da pesca, e sentem na pele as dificuldades oriundas do esquecimento do poder público local. É imprescindível que morem às margens da represa, para que possam continuar exercendo a profissão de pescadoras. Na base do processo de descaso do poder público com a Vila dos Pescadores de Porto Said está a falta de pesquisa e levantamentos de dados sobre as necessidades desta comunidade, de maneira a criar políticas públicas que
as beneficiem. Há muitos anos houve a promessa da construção de moradias, o que não aconteceu ainda, apesar de Botucatu ser beneficiada por milhares de casas do programa Minha Casa Minha Vida. As pescadoras são elos fortes na construção desta Vila, do trabalho realizado e na resistência para continuarem a exercer esta profissão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Berenice Pereira Balsalobre, Museu de Mineralogia Aitiara

Diretora e curadora do Museu de Mineralogia Aitiara (MuMA), Mestranda no Programa de Pós-Graduação
em Ensino e História de Ciências da Terra, Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas.
Advogada (USP) e geógrafa (UnB). Botucatu [SP] Brasil

Mariana Baggio Annibelli, Conselho de Meio Ambiente de Cachoeira da Mata

Mestre em Direito Econômico e Social (PUC-PR). Conselheira do Conselho de Meio Ambiente de Cachoeira
da Mata. Advogada (PUC-PR) e geógrafa (UFPR). Botucatu [SP] Brasil

Isadora Balsalobre Athias, Museu de Mineralogia Aitiara (MuMA)

Historiadora (Unesp), graduanda em Arqueologia e Preservação Patrimonial (Univasf), e Coordenadora do Educativo do Museu de Mineralogia Aitiara (MuMA). Botucatu [SP] Brasil

Referências

Brasil (2011). Código Florestal. Recuperado de:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/lei/l12651.htm

Botucatu (2015). Relatório final da 3ª Conferência Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres.

Barbosa, L. M. (2008) Topofilia, memória e identidade na Vila de Iapi em Porto Alegre. (Dissertação de Mestrado), Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto

Alegre, RS, Brasil.

Castro, P. M. G. et al. (n.d.). A pesca artesanal profissional extrativista continental no estado de São Paulo: uma análise crítica. Texto técnico do Instituto de Pesca do Estado de São Paulo. Recuperado de: http://

www.pesca.sp.gov.br/pesca_artesanal.pdf

Efe, I. N. (2009). Intercultura e Sustentabilidade, um estudo de caso centrado nas interrelações com as comunidades de pescadores de Porto Said e Rio Bonito, município de Botucatu (SP). (Dissertação de Mestrado),

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Fonseca, M. N. A. C. (2014) O papel das mulheres na atividade de pesca artesanal marinha do Município de Rio das Ostras. (Dissertação de Mestrado), Universidade Aberta de Lisboa, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

IBGE (n.d.). Recuperado de: https://www.ibge.gov.br/

Massei, R. (2007). A Construção da Usina Hidrelétrica Barra Bonita e a relação homem-natureza: vozes dissonantes, interesses contraditórios (1940-1970). Recuperado de: https://tede2.pucsp.br/bitstream/

handle/12997/1/Roberto%20Massei.pdf

Simões, A. C. (2011). Sobre a época de defeso. Recuperado de:

http://www.pesca.sp.gov.br/Destaque_Defeso2011.pdf

Downloads

Publicado

2018-06-29

Como Citar

BALSALOBRE, B. P.; ANNIBELLI, M. B.; ATHIAS, I. B. Mulheres pescam, sim: pesca artesanal continental em Porto Said, Botucatu [SP]. Labor e Engenho, Campinas, SP, v. 12, n. 2, p. 230–239, 2018. DOI: 10.20396/labore.v12i2.8652745. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/labore/article/view/8652745. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos