Conexão de Manchas Verdes Urbanas em São Paulo (SP). Estudo de caso: Parque Alfredo Volpi e Parque do Povo

Palavras-chave: Conexão de manchas verdes urbanas, Mosaico territorial, Infraestrutura verde, Caracterização eco social urbana, Parque Alfredo Volpi., Parque do Povo.

Resumo

Este artigo discorre sobre a caracterização eco social de manchas verdes urbanas e como ela pode influenciar em decisões voltadas para o Planejamento Urbano Ambiental e na implantação de elementos de infraestrutura verde. Como estudo de caso, foram selecionadas duas manchas verdes localizadas na região Centro - Oeste do município de São Paulo: o Parque Alfredo Volpi e o Parque do Povo.  A metodologia utilizada para tal caracterização baseou-se, principalmente, no conceito de Mosaico Territorial e o modelo mancha - corredor - matriz de Richard Forman (1995), no conceito de Infraestrutura Verde e o sistema de hubs, links, e sites elaborados por Benedict e McMahon (2006) e nas informações concedidas pelo setor administrativo de ambos os parques.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sarah Bezerra Suassuna, Universidade de São Paulo

Mestranda em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Maria de Assunção Ribeiro Franco, Universidade de São Paulo

Arquiteta, Doutora, Livre Docente, Professora Titular na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.

Referências

Benedict, M. A. & McMahon, E. T. (2006). Green infrastructure: linking landscapes and communities. Washington, EUA: Island Press.

Dramstad, W. E., Olson, J. D., & Forman, R. T. T. (1996). Landscape ecology principles. in Landscape Architecture and Land-Use Planning. Washington, EUA: Island Press.

Forman, R. T. T. (1995). Land mosaic: the ecology of landscapes and regions. Cambridge, EUA: Cambridge University.

Forman, R. T. T. (2014) Urban ecology: science of cities. New York, EUA: Cambridge University Press.

Franco, M. A. R. (1997). Desenho ambiental: introdução à Arquitetura da paisagem com o paradigma ecológico. São Paulo, Brasil: Annablume.

Franco, M. A. R. (2001). Planejamento Ambiental para a Cidade Sustentável. 2ª Edição. São Paulo, Brasil: Annablume.

Franco, M. A. R. (2010). Infraestrutura verde em São Paulo: o caso do corredor verde Ibirapuera-Villa Lobos. Revista LABVERDE, nº 01, p. 135 – 154. doi: https://doi.org/10.11606/issn.2179-2275.v0i1p135-154. Último acesso em 01 de junho de 2018.

Maryland, Departament of Natural Resources. Land Acquisition and Planning. Maryland’s Green Infraestructure Assessment Introduction. Disponível em: http://dnr.maryland.gov/land/Pages/Green-Infrastructure.aspx. Último acesso em 01 de junho de 2018.

São Paulo. Prefeitura Municipal de São Paulo (2014). Guia dos parques municipais de São Paulo. São Paulo, Brasil: Prefeitura Municipal de São Paulo; Verde e Meio Ambiente. 4a. ed. Recuperado de: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/meio_ambiente/arquivos/guia-parques-municipais.pdf.

Publicado
2019-03-19
Como Citar
Suassuna, S. B., & Franco, M. de A. R. (2019). Conexão de Manchas Verdes Urbanas em São Paulo (SP). Estudo de caso: Parque Alfredo Volpi e Parque do Povo. Labor E Engenho, 13, e019005. https://doi.org/10.20396/labore.v13i0.8653733
Seção
Artigos