Banner Portal
Cidade e campo
PDF

Palavras-chave

Semântico
Designação

Como Citar

LIMA, José. Cidade e campo : sua designação nos estatutos da cidade e da terra . Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 9, n. 17, p. 55–68, 2006. DOI: 10.20396/lil.v17i17.8660071. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8660071. Acesso em: 25 abr. 2024.

Resumo

Este texto apresenta uma análise da designação de "cidade" e "campo" em um corpus composto pelos Estatutos da Cidade e da Terra. Nesses dois documentos, o funcionamento semântico dos nomes 'propriedade', 'solo' e 'terra' permite observar diferenças que marcam a Cidade e o campo.

https://doi.org/10.20396/lil.v17i17.8660071
PDF

Referências

BOBBIO, N.(1997). Direito e Estado no Pensamento de Emanuel Kant, Brasília: Editora UNB.

BOSREDON, B.(1999). Modos de ver, modos de dizer: titulação da pintura e discursividade. Rua, n° 5, Campinas: Nudecri/Unicamp.

CORREA, R. L. (2000). O espaço urbano. São Paulo: Ática.

COULANGES, F. de. (2002). A cidade antiga. São Paulo: Martins Claret. Endici. www.labeurb.unicamp.br/endici.

GIOVANNETTI, G. & LACERDA, M.(1996). Melhoramentos Dicionário de Geografia. São Paulo: Melhoramentos.

GUIMARÃES, E.R.J.(1995). Os Limites do Sentido: Um estudo historico e enunciativo da linguagem. Campinas: Pontes.

GUIMARÃES, E.R._.(2002). Semântica do Acontecimento. Campinas: Pontes.

HOUAISS, A. Dicionário Houaiss da Língua portuguesa. (2001). Rio de Janeiro: Objetiva.

GOFF. J. Le. (1998). Por amor as cidades. São Paulo: Editora Unesp.

MICHAELIS: Moderno dicionário da língua portuguesa. (1998). São Paulo: Melhoramentos.

ORLANDI, E. P.( Org.).(2001). Cidade atravessada: os sentidos públicos no espaço urbano. Campinas, Pontes.

RANCIERE, J. (1994). Os nomes da história: um ensaio de poética do saber: Campinas: Pontes/ Educ.

ROLNIK, R. (1994). O que é cidade. São Paulo: Brasiliense, Coleção primeiros passos.

SILVA, J. A. da.(1999). Curso de direito Constitucional Positivo. São Paulo: Malheiros.

SPOSITO, E. S. (1994). A vida nas cidades. São Paulo: Contexto, Coleção Repensando a Geografia.

VEIGA, E. S. (2002). Cidades Imaginárias: O Brasil é menos urbano do que se cálculo. Campinas: Autores Associados.

WILLIAMS, R. (2000). A cidade e o campo na história e na literatura. São Paulo: Companhia as Letras.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2006 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.