A revista Línguas e Instrumentos Linguísticos tem como objetivo publicar textos que reflitam sobre a linguagem, sobre o funcionamento linguístico em geral, sobre as tecnologias da linguagem e sobre a história das ideias, dos conceitos e métodos dos estudos sobre a linguagem.

Na realização deste objetivo este periódico tem, com continuidade e regularidade, publicado artigos das diversas áreas das ciências da linguagem e de autores das mais diversas universidades e centros de pesquisa do Brasil e do exterior.

Cada volume da revista possui quatro núcleos que estruturam a forma de publicação do periódico. A “Seção Aberta” objetiva publicar textos originais, de diferentes temáticas, que apresentem reflexões teórico-metodológicas na área dos estudos da linguagem. Já a seção “Crônicas e Controvérsias” objetiva publicar textos que retomem e reflitam sobre textos fundamentais da Linguística, ou estimulem o debate em torno de temas de interesse da área. A seção “Dossiê”, presente desde o 33º número da revista, objetiva apresentar um conjunto de artigos sobre um tema de relevância da área de estudos da linguagem, possibilitando tanto a divulgação, quanto uma maior compreensão de tópicos específicos. A seção “Resenha”, por fim, abre espaço para a apreciação crítica constante de obras que compõem a história contemporânea de estudos fundamentais sobre a linguagem.

Idealizado e dirigido pelo projeto História das Ideias Linguísticas no Brasil, o periódico teve sua primeira impressão em 1998 pela Editora Pontes. A partir do número 21, a revista Línguas e Instrumentos Linguísticos passou a ser publicada na versão eletrônica.

Classificada no sistema CAPES/Qualis como nível B1, a revista Línguas e Instrumentos Linguísticos é publicada semestralmente e está indexada em importantes bases de dados e diretórios como: Latindex, Periódicos CAPES/MEC, Diadorim, ESCI (Clarivates Analytics).