Ousar se revoltar em tempos de silenciamento da resistência

materialidades oscilantes no ordinário do sentido

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v24i47.8660761

Palavras-chave:

Discurso, Sujeito, Resistência

Resumo

Nesta resenha, discuto os artigos publicados na coletânea Sujeito, sentido, resistência: entre a arte e o digital, publicada pela Editora Pontes sob a organização de Evandra Grigoletto, Fabiele Stockmans De Nardi e Helson Flávio da Silva Sobrinho. No livro, encontram-se reflexões oriundas do VIII Seminário de Estudos em Análise do Discurso, cujas discussões direcionam a compreender noções como sujeito, sentido e resistência, como no título da obra, observando tais funcionamentos em discursos ligados ao ordinário do sentido, oferecendo ao sujeito-leitor novas perspectivas teóricas e analíticas do trato com diferentes discursividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago César da Costa Carneiro, Universidade Federal de Pernambuco

Graduando em Letras – Português na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

GRIGOLETTO, E; DE NARDI, F. S; SILVA SOBRINHO, H. F. da. Sujeito, sentido, resistência: entre a arte e o digital. Campinas: Pontes Editores, 2019. 277p.

Downloads

Publicado

2021-10-01

Como Citar

CARNEIRO, T. C. da C. Ousar se revoltar em tempos de silenciamento da resistência: materialidades oscilantes no ordinário do sentido. Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 24, n. 47, 2021. DOI: 10.20396/lil.v24i47.8660761. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8660761. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Resenha