Banner Portal
Línguas indígenas, fronteiras e silenciamento
PDF

Palavras-chave

Línguas silenciadas
Identidade etno-discursiva
Migração
Retomada de línguas

Como Citar

SOUZA, T. C. C. de. Línguas indígenas, fronteiras e silenciamento. Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 24, n. 48, p. 132–150, 2021. DOI: 10.20396/lil.v24i48.8666487. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8666487. Acesso em: 29 set. 2023.

Resumo

O trabalho tem como objetivo discutir as consequências trazidas pela colonização no que se refere às constantes migrações de povos e línguas em trânsito entre diferentes fronteiras. No bojo dessa discussão trazemos à tona o conceito de línguas silenciadas, ao lado dos processos de retomadas e ressurgência das línguas originárias brasileiras, com foco em especial na situação linguística registrada em terras Baníwa. A partir da Análise de Discurso, adotamos como principais pressupostos a noção de hospitalidade (ORLANDI, 2012), a constituição da forma-sujeito e o conceito de identidade etno-discursiva (SOUZA, 2020a).

https://doi.org/10.20396/lil.v24i48.8666487
PDF

Referências

CARNEIRO DA CUNHA, M. “Política indigenista no século XIX”. In: CARNEIRO DA CUNHA, M. (Org.). História dos Índios no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras. p.133-154, 1992.

COSTA, W. M. O Estado e as políticas territoriais no Brasil. São Paulo: Contexto, 1991.

DELEUZE, G.; GUATARRI, F. (1995) Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia. Tradução de Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Cláudia Leão. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995.

FOUCAULT, M. “Deux essais sur le sujet et le pouvoir: pourquoi étudier le povoir: la question du sujet”. In: DREYFUS, H. ; RABINOW, P. (orgs) Michel Foucault, un parcours philosopfique (su-delá de l’objectivité et de la subjectivité). Paris: Gallimard. 297-321, 1984.

GRUPIONI, L. D. B. Coleções vigiadas: os etnólogos no Conselho de Fiscalização das expedições artísticas no Brasil. São Paulo: Hucitec, 1998.

LABOV, W. Sociolinguistics patterns. Philadelphia: University of Pensylvania Press, 1972.

LEMOS, M. M. O índio virou pó de café? Resistência indígena frente à expansão cafeeira no Vale do Paraíba. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2016.

MELGUEIRO-BANÍWA, E. M. Sobre a natureza, expressão formal e escopo da classificação linguística nas entidades na concepção do mundo dos Baníwa. Dissertação de Mestrado. Universidade de Brasília, 2008.

ORLANDI, E. P. As Formas do Silêncio. Campinas: Editora UNICAMP. 1992.

ORLANDI, E. P. “Espaços Linguísticos e seus desafios: convergências e divergências”. In: RUA, n.18, vol.2, 2012.

ORLANDI, E. P. Ciência da linguagem e Política: Anotações ao Pé das Letras. Campinas, SP: Editora Pontes, 2014.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso. Campinas, SP: Pontes. 1975.

RODRIGUES, A. D. Línguas brasileiras. Para o conhecimento das línguas indígenas. São Paulo: Edições Loyola, 1986.

RODRIGUES, A. D. “As vogais orais do Proto-Tupí”. In: RODRIGUES, A.D.; CABRAL, A.S.A.C. (Orgs.). Novos estudos sobre línguas indígenas. Brasília: Editora da UnB, p. 35-46, 2005.

SOUZA, T.C.C. de. (1994) Discurso e Oralidade - Um estudo em língua indígena. Tese de Doutorado. UNICAMP, 1994.

SOUZA, T.C.C. de. “Língua nacional e materialidade discursiva: A influência do tupi.” In: MELLO, H. et. all (orgs). Os contatos linguísticos no Brasil. Belo Horizonte: Ed. UFMG, p. 241-254, 2011.

SOUZA, T.C.C. de. “Política linguística, política de línguas indígenas e identidade discursiva”. Conferência de abertura no GT de Línguas Indígenas. Londrina, Paraná: XXXV ENANPOLL, 2020a.

SOUZA, T.C.C. de. “Histórias cruzadas: dizer o feminino, ouvir a mulher indígena”. In: Daróz, E. P. et all. Tramas, linhas e bordados: o feminino em discurso. Vol. 1. Campinas, SP: Pontes, p. 93-122, 2020b.

SOUZA, T.C.C. de. “Política linguística, política de línguas indígenas e línguas silenciadas”. In: Estudos Linguísticos nas Línguas Minoritarizadas (no prelo), 2021.

VIVEIROS DE CASTRO, E. Cartas do Sertão – de Curt Nimuendajú para Carlos Estêvão de Oliveira. São Paulo: Assírio & Alvim, 2000.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Línguas e Instrumentos Linguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.