Banner Portal
Relações entre terminação e gênero morfológico em Said Ali
PDF

Palavras-chave

Morfologia
Gênero morfológico
Indexicalidade

Como Citar

VIARO, Mário Eduardo; TRINDADE, Milena Guirelli. Relações entre terminação e gênero morfológico em Said Ali: o índice -l no português. Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. 49, p. 198–218, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25i49.8668980. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8668980. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

O presente artigo busca explorar o gênero morfológico na língua portuguesa por meio da investigação da relação existente entre gênero e terminação. Said Ali (1923, p.55-68) contribuiu para essa indagação ao apresentar possíveis índices de gênero para os substantivos; no entanto, para verificar o que é apontado pelo autor, faz-se necessário analisar de forma expandida como o gênero morfológico se manifesta nas diferentes terminações possíveis de substantivos da língua portuguesa. Desse modo, este trabalho se propõe a estudar como substantivos terminados em -l se comportam, considerando a tendência ao gênero morfológico masculino; além de examinar a ocorrência das eventuais exceções, buscando hipóteses que expliquem seu funcionamento.

https://doi.org/10.20396/lil.v25i49.8668980
PDF

Referências

BARBOZA, J. S. Grammatica philosophica da lingua portugueza. Lisboa: Typografia da Academia das Sciencias. 1822.

BECHARA, E. M. Said Ali e sua contribuição para a filologia portuguesa. Tese de concurso uma cátedra de Língua e Literatura. Rio de Janeiro: Instituto de Educação do Estado da Guanabara. 1962. Disponível em: http://www.filologia.org.br/textos/bechara1962-a.pdf. Acesso em: 28 fev. 2021.

CORBETT, G. G. “Gender, grammatical”. In: Encyclopedia of language & linguistics, p. 749-756, 2006.

COSTA, J. A.; CHOUPINA, C. M. G. M. “A história e as histórias do género em português: percursos diacrónicos, sincrónicos e pedagógicos”. In: Exedra: Revista Científica, n. 6, p.75-86, 2012.

COSTA, T. de A. da. “Dizeres sobre Said Ali”. In: Porto das Letras, v. 6, n. 5, p.173-199, 2020.

GOUVEIA, M. C. de F. e. “A categoria gramatical de género do português antigo ao português actual”. In: RIO-TORTO, G. M.; FIGUEIREDO, O. M.; SILVA, M. de F. H. da. (Orgs.). Estudos em homenagem ao Professor Doutor Mário Vilela. Porto: FLUP, p. 527-544, 2005. Disponível em: https://estudogeral.sib.uc.pt/handle /10316/13383. Acesso em: 10 set. 2021.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. de S. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. de S.; FRANCO, F. M. de M. Minidicionário Houaiss da Língua Portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Objetiva. 2010.

LACOTIZ, A. Flexão de gênero: estudo historiográfico sobre a genealogia dos conceitos e abordagem semiótica da morfologia no português. Tese. Doutorado em Filologia e Língua Portuguesa. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-06042021-145515/pt-br.php. Acesso em: 6 jun. 2021.

LEONI, F. E. Genio da lingua portugueza, ou causas racionaes e philologicas de todas as reformas e derivações da mesma lingua, comprovadas com innumeraveis exemplos extrahidos dos auctores latinos e vulgares. 2. ed. Lisboa: Typografia do Panorama, 1858.

MARGOTTI, F. W.; MARGOTTI, R. de C. M. F. Morfologia do Português. Florianópolis: UFSC, 2011.

MATTOSO CÂMARA JR., J. Estrutura da língua portuguesa. Petrópolis: Vozes, 1970.

ROCHA, L. C. de A. Caracterização do gênero do substantivo. Cadernos de Pesquisa, n. 19, p.27-36. 1994.

SAID ALI, M. Grammatica secundaria da lingua portugueza. São Paulo: Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1923.

SAID ALI, M. Grammatica historica da lingua portugueza. 2. ed. São Paulo: Companhia Melhoramentos de São Paulo, 1931.

SCHWINDT, L. C. “Exponência de gênero e classe temática em português brasileiro”. In: DELTA, São Paulo, v. 34, n. 2, p.745-768, 2018.

SOUZA E SILVA, M. C. P. de; KOCH, I. V. Linguística aplicada ao português: morfologia. 18. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

VIARO, M. E. “Onde se encontra a morfologia no signo linguístico?”. In: Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, n. 61, p.11-29, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/estudos/article/ view/28109/19115. Acesso em: 02 fev. 2022.

VILLALVA, A. Morfologia do português. Lisboa: Universidade Aberta, 2008.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Linguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.