Banner Portal
Processos de formação de palavras em gramáticas do século XIX e XX
PDF

Palavras-chave

Morfologia
Gramáticas
NGB
Formação de palavras

Como Citar

EVARISTO, J. Processos de formação de palavras em gramáticas do século XIX e XX: Manuel Said Ali, Ernesto Carneiro Ribeiro e Eduardo Carlos Pereira. Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. 50, p. 47–58, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25i50.8670045. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8670045. Acesso em: 3 mar. 2024.

Resumo

Os estudos morfológicos passaram por variações conceituais ao longo de sua história, modificando por vezes de maneira substancial a sua configuração e apresentação; reflexos das épocas e das interpretações dos gramáticos, essa parcela fundamental dos estudos gramaticais e linguísticos merece destaque. Em outro contexto, a adoção de uma Nomenclatura Gramatical Brasileira passaria a, em certo sentido, padronizar as acepções variantes que os gramáticos e as épocas possuíam – ao menos em tese, é claro. Neste texto, optamos por analisar e investigar o sentido de morfologia em três gramáticas dos séculos XIX e XX – a Gramática Secundária da Língua Portuguêsa, de Manuel Said Ali; os Serões Grammaticaes, de Ernesto Carneiro Ribeiro; e a Grammatica Expositiva, de Eduardo Carlos Pereira. As obras são significativas no contexto brasileiro, como se verá no texto, motivo pelo qual foram escolhidas. Nossos resultados apontam para uma compreensão e definição da morfologia substancialmente diferentes, mesmo em contextos pós-NGB.

https://doi.org/10.20396/lil.v25i50.8670045
PDF

Referências

ALI, M. Said. Grammatica secundaria da língua portuguêsa. São Paulo: Companhia Melhoramentos, 1964

ALMEIDA, Nukácia M. A. de. A contribuição de Said Ali para o estudo da composição. Revista de Letras, vol. 18, nº 2 – jul-dez, 1996.

ARRUDA, Mariléa Giacomini. A polêmica gramatical entre Rui Barbosa e Ernesto Carneiro Ribeiro sobre a redação do Projeto do Código Civil. 2010. 99 f. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

BASILIO, Margarida. Classes de palavras e categorias lexicais. In: BASILIO, Margarida. Formação e classes de palavras no português do Brasil. São Paulo: Contexto, 2004 (p. 21-26)

BASILIO, Margarida. A Palavra e sua estrutura. In: BASILIO, Margarida. Teoria Lexical. São Paulo: Ática, 2001 (p. 11-14)

BECHARA, Evanildo C. M. Said Ali e sua contribuição para a filologia portuguesa. Rio de Janeiro, 1962. Disponível em: http://www.filologia.org.br/textos/bechara1962-a.pdf - acesso em 05/05/20212 às 22h20min.

BRASIL. MEC. Nomenclatura Gramatical Brasileira. Rio de Janeiro: Acadêmica, 1959.

CLARE, Nícia de Andrade Verdini. Ensino de Língua Portuguesa: uma perspectiva histórica. Revista Idioma/UERJ, Ano XXII, número 23.

FERNADES, Eulalia. Classes de palavras: um passeio pela História (a.D e d.D) e uma proposta de análise morfo-funcional. In: VALENTE, André (org). Língua, Linguística e Literatura. Rio de Janeiro: EDUERJ, 1998

GUTIERRES, Edison Aparecido; TOLEDO, Cezar de Alencar Arnaut de. Vida e contribuição educacional de Eduardo Carlos Pereira. Anais do Seminário de Pesquisa do PPE. Universidade Estadual de Maringá, 2010. Disponível em http://www.ppe.uem.br/publicacoes/seminario_ppe_2009_2010/pdf/2010/017.pdf - acesso em 05/02/2021 às 10h49min.

LEAL, Ednei de Souza. Pressupostos epistemológicos na “phraseologia” dos serões gramaicaes de ernesto carneiro ribeiro. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Paraná, Paraná, 2015.

NASCENTES, Antenor et ali. Nomenclatura Gramatical Brasileira. Portaria nº 36, de 28 de Janeiro de 1959.

PEREIRA, Eduardo Carlos. Grammatica expositiva. São Paulo: Weiszflog Irmãos, 1907.

RIBEIRO, Ernerto Carneiro. Serões grammaticaes – ou Nova Grammatica Portugueza. Bahia: Editora Livraria Progresso, 1950

VIARO, Mário Eduardo. A morfologia histórica e os estudos etimológicos da língua portuguesa. Revista Diadorim / Revista de Estudos Linguísticos e Literários do Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de

Janeiro. Número especial 2013.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.