Banner Portal
Silenciamento e línguas de sinais
PDF

Palavras-chave

Silenciamento
Línguas de sinais
Produção de conhecimento

Como Citar

FRAGOSO, Elcio Aloisio; BAALBAKI, Angela Corrêa Ferreira. Silenciamento e línguas de sinais: memória e produção de conhecimento . Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. esp, p. 54–68, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25iesp.8671139. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671139. Acesso em: 15 abr. 2024.

Resumo

O artigo pretende discutir a produção de conhecimento sobre as línguas de sinais e o silenciamento imposto a essas línguas em dada historicidade. Em perspectiva teórico-metodológica da Análise de Discurso materialista, o segundo Congresso Internacional de Educação de Surdos, realizado em Milão (1880), considerado um acontecimento discursivo, é tomado como um ponto de virada para (re)tomar o debate entre línguas cuja materialidade se dá de forma distinta.

https://doi.org/10.20396/lil.v25iesp.8671139
PDF

Referências

AUROUX, S. A questão da origem das línguas seguido de A historicidade das ciências. Campinas: Editora RG, 2008.

BAALBAKI, A. C. F.; CALDAS, B. Impacto do Congresso de Milão sobre a língua dos sinais. Cadernos do CNLF (CiFEFil). Rio de Janeiro: CIFEFIL, 2011. v. X, p. 1885-1895.

LANE, H. A Máscara da Benevolência: a comunidade surda amordaçada. São Paulo: Instituto Piaget, 1992.

MARIANI, B. O PCB e a imprensa: os comunistas no imaginário dos jornais (1922-1989). Rio de Janeiro: Renavan; Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1998.

MARIANI, B. Os primórdios da imprensa no Brasil (ou: de como o discurso jornalístico constrói memória). In: ORLANDI, E. (org.). Discurso fundador: a formação do país e a construção da identidade nacional. 3ed. Campinas: pontes, 2003 [1993], p.31-41.

MARIANI, B. Silêncio e metáfora, algo para se pensar. In: INDURSKY, F.; FERREIRA, M. C. L. Análise do discurso no Brasil: mapeando conceitos, confrontando limites. São Carlos: Claraluz, 2007, p. 213-228.

MEDEIROS, V. et al. Almanaque de fragmentos: ecos do século XIX. Campinas: Pontes Editores, 2020.

MIRZOEFF, N. Silent Poetry: deafness, sign and visual culture in modern France. New Jersey: Princeton University Press, 1995.

ORLANDI, E. Terra à vista! Discurso do confronto: velho e o novo mundo. São Paulo: Cortez; Campinas: Editora da Unicamp, 1990.

ORLANDI, E. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas: Editora da Unicamp, 1995.

ORLANDI, E. Língua e conhecimento linguístico: para uma história das idéias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

OVIEDO, A. El 2do. Congreso Internacional de Maestros de Sordomudos, celebrado en Milán, Italia, del 6 al 11 de Septiembre de 1880. 2006. Disponível em: <https://docplayer.es/amp/14651743-El-2do-congreso-internacional-de-maestros-de-sordomudos-celebrado-en-milan-italia-del-6-al-11-de-septiembre-de-1880-1.html> ; Acesso em 30 já. 2018.

PÊCHEUX, M.; FICHANT, M. Sobre a história das ciências. São Paulo: Edições Mandacaru Ltda, 1989.

PÊCHEUX, Michel. Ideologia e história das ciências. In: PÊCHEUX, M; FICHANT, M. Sobre a história das ciências. Lisboa: Editorial Estampa, 1989, p.17- 57.

PÊCHEUX, M. O discurso: Estrutura ou acontecimento. Campinas: Pontes, 1990.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Editora da Unicamp, 1988.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.