Banner Portal
Redes sociais, autoria e silêncio
PDF

Palavras-chave

Redes sociais
Silenciamento
Escritorialidade
Autoria

Como Citar

GALLO, Solange; PEQUENO, Vitor. Redes sociais, autoria e silêncio. Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. esp, p. 69–84, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25iesp.8671178. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671178. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Este artigo é uma homenagem à obra tão profícua de Eni Orlandi, AS FORMAS DO SILÊNCIO. Fazemos, aqui, uma aproximação da noção de silenciamento à noção de autoria. Tomamos a materialidade digital como ponto de ancoragem desta reflexão. Para abordar consistentemente os discursos de escritoralidade, discursos estes que são forjados em espaços enunciativos informatizados, partimos da noção de discursos de escrita, processos de normatização e midiatização e arquivo digital, anteriormente desenvolvidos. Nossas conclusões dizem respeito à injunção da subjetividade contemporânea a novas formas de produção do arquivo e da autoria e, o que nos levou a compreender novas formas de silenciamento.

https://doi.org/10.20396/lil.v25iesp.8671178
PDF

Referências

ADORNO de OLIVEIRA, G. Discurso sobre o eu na composição autorial dos vlogs. Tese (Doutorado) - Curso de Linguística, Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2015. Disponível em: https://www.iel.unicamp.br/node/995/Lingu%C3%ADstica/2015

GUIMARÃES, E. Semântica, Enunciação e Sentido. Campinas: ed. Pontes, 2018.

GALLO. S.L. Discurso da Escrita e Ensino. Campinas: Ed. Unicamp, 1992.

GALLO, SL e SILVEIRA, J. Forma-discurso de Escritoralidade: processos de normatização e legitimação. In. FLORES, G. et al (Org.) – Análise de discurso em rede: cultura e mídia. v.3, p. 171-194. Campinas: Ed. Pontes, 2017

LAGAZZI, S. O Desafio de dizer não. Campinas: Ed. Pontes, 1988.

LEVY, P. Cibercultura, São Paulo: Editora 34 Ltda, 1999.

NOBLE, Debbie Mello. Ensino médio na pandemia: uma prática autoral docente para além do discurso sobre inovação. Tese (Doutorado em Ciências da Linguagem) – Unisul, Florianópolis, 2021.

ORLANDI E. A linguagem e seu funcionamento – As formas do discurso. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1983.

ORLANDI, E. Discurso e Texto. Campinas: Ed. Pontes, 2a.ed, 2005. ORLANDI, E. Discurso e Leitura. Campinas: Ed. Cortez, 6a ed, 2001.

ORLANDI, E. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. Campinas: Editora da Unicamp, 6a ed. 2007.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso – Uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Ed. Unicamp, 1988.

PECHEUX, M. Ler o arquivo hoje. in. Gestos de Leitura. Campinas: Ed. Unicamp, 1994. PEQUENO, V. Nos Subsolos de Uma Rede: sobre o ideológico no âmago do técnico.

Dissertação. UNICAMP, Campinas, 2015.

PEQUENO, V. Tecnologia e esquecimento: uma crítica a representações universais de linguagem. Tese (Doutorado) - Curso de Linguística, Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2019. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/335212/1/Pequeno_Vitor_D.pdf.

THOMAS, R. Letramento e Oralidade na Grécia Antiga. São Paulo: Odysseus Editora, 2005.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.