Banner Portal
As formas do silêncio na era da pós-verdade
PDF

Palavras-chave

Pós-verdade
Pseudonotícias
Silêncio
Fake news
Discurso bolsonarista

Como Citar

FERNANDES, Carolina. As formas do silêncio na era da pós-verdade: mídia digital, pseudonotícias e fake news. Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. esp, p. 256–271, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25iesp.8671190. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671190. Acesso em: 19 jun. 2024.

Resumo

Neste artigo, trato das formas do silêncio tais quais formuladas por Orlandi (2007) em notícias falsas e notícias que anulam a interlocução no debate político, o que designo por “pseudonotícias”. A questão da relativização do real na era da pós-verdade é discutida a partir da Análise de Discurso Materialista que mostra que o real é uma construção discursiva que produz a “impressão de realidade” (ORLANDI, 1996). Entretanto, ao observar o funcionamento do discurso bolsonarista através de produções do pseudojornalismo, compreendo que a produção do efeito de realidade difere da estratégia política de silenciamento e anulação do outro, o que impede o embate político na produção de sentidos.

https://doi.org/10.20396/lil.v25iesp.8671190
PDF

Referências

ALCOTT, H.; GENTZKOW, M. Social media and fake News in the 2016 election. Journal of economic. Perspectives, Nashville, v. 31, n. 2, p. 211-236, abr-jun, 2017. Disponível em: https://web.stanford.edu/~gent-zkow/research/fakenews.pdf. Acesso em: 14 set. 2022.

AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Heterogeneidade(s) Constitutiva(s). Cadernos de Estudos Linguísticos. Campinas, SP, n.19, jul/dez. 1990, p. 25-42. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8636824. Acesso em: 20 jan. 2020.

DUNKER, C. A psicanálise e o discurso de Jair Bolsonaro 4 anos depois. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=4alo9TnxS7k. Acessado em: 23 de set. 2022.

FERNANDES, C. O imaginário de Veja sobre ‘os Lulas presidenciáveis’. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

GADET, F.; PÊCHEUX, M. A língua inatingível: o discurso na história da linguística. Trad. Bethania Mariani e Maria Elizabeth C. de Melo. São Paulo: Pontes, 2004 (1981).

INDURSKY, F. O discurso do/sobre o MST: Movimento social, sujeito, mídia. Campinas, SP: Pontes Editores, 2019.

KEYES, R. A era da pós-verdade: desonestidade e enganação na vida contemporânea. Trad. Fábio Creder. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.

MARIANI, B. Discursividades prêt-à-porter, funcionamento de fake news e processos de identificação. Entremeios: revista de estudos do discurso. v. 17, Pouso Alegre, jul. - dez. 2018, p. 3-18. Disponível em: http://dx.doi. org/10.20337/ISSN2179-3514revistaENTREMEIOSvol17pagina3a18. Acessado em: 10 mar. 2022.

MILNER, J.-C. O amor da língua. Trad. Angela C. Jesuino. Porto Alegre: Artes Médicas, 1987.

ORLANDI, E. P. As formas do silêncio: No movimento dos sentidos. 6 ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

ORLANDI, E. P. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. São Paulo, Campinas: Pontes, 1996.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 4 ed. Trad. Eni P. Orlandi. Campinas, São Paulo: Editora da Unicamp, 2009 (1975).

PÊCHEUX, M. O discurso: Estrutura ou acontecimento. Trad. Eni P. Orlandi. Campinas, SP: Pontes, 1990 (1983).

PIOVEZANI, C. Discursos da extrema-direita no Brasil. Revista Latinoamericana de Estudios del Discurso, v. 21, n. 2, 2021, p. 85-100. https://doi.org/10.35956/. Acessado em: 15 mar. 2022.

REIS, H. O mundo da pós-verdade. 2017, 10 de janeiro. Disponível em: http://homeroreis.com/o-mundo-da-pos-verdade/. Acesso em: 25 mai. 2022.

SEIXAS, R. A retórica da pós-verdade: o problema das convicções. EID&A - Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, Ilhéus, n. 18, p. 122-138, abr.2019. DOI dx.doi.org/10.17648/eidea-18-2197. Acesso em: 04 set. 2022.

TRÄSEL, M.; LISBOA, S.; VINCIPROVA, G. R. Pós-verdade e confiança no jornalismo: uma análise de indicadores de credibilidade em veículos brasileiros. Brazilian venues. Brazilian Journalism Research. Brasília, DF. V. 15, n. 3, dez. 2019, pp. 476-497. https://doi.org/10.25200/BJR.v15n3.2019.1211. Acesso em: 04 set. 2022.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.