Banner Portal
Fake news e ameaça comunista no Brasil
PDF

Palavras-chave

Análise do discurso
Fake news
Justiça social

Como Citar

GUIMARÃES, F. S. Fake news e ameaça comunista no Brasil: o discurso contra justiça social (1964-2018). Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 26, n. 52, p. 140–160, 2023. DOI: 10.20396/lil.v26i52.8673552. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8673552. Acesso em: 24 fev. 2024.

Resumo

Este texto analisa o processo de significação do termo fake news tendo como base a conexão entre o discurso contrário aos projetos por justiça social na conjuntura política eleitoral brasileira de 2018 com o discurso de ameaça comunista que circulava nos eventos políticos de 1964 no Brasil. Por meio da teoria do Discurso iniciada por Michel Pêcheux, na França, e Eni Orlandi, no Brasil, propõe-se uma reflexão, através da análise de recortes jornalísticos e perfis de plataformas online que vão compor as sequências discursivas, sobre a relação do impacto das fake news das plataformas online com a histórica atuação ideológica das grandes mídias na consolidação de imaginários.

https://doi.org/10.20396/lil.v26i52.8673552
PDF

Referências

ADORNO, G.; SILVEIRA, J. Pós-verdade e fake news: equívocos do político na materialidade digital. In: GRIGOLETTO, E.; DE NARDI, F.S.; SOBRINHO, H.F.S. (org.). Sujeito, sentido, resistência: entre a arte e o digital. Campinas: Pontes Editores, 2019. p. 201-218.

ANGRIMANI SOBRINHO, D. Espreme que sai sangue: um estudo do sensacionalismo da imprensa. São Paulo: Summus, 1995.

BLOCH, M. Réflexions d´un historien sur les fausses nouvelles de la guerre. Revue de synthèse historique. Tome 33, 1921. Disponível em: https://cutt.ly/7fQNuvE. Acesso em: 12 fev. 2023.

BRASIL. Sentença. Ação Penal Nº 5046512-94.2016.4.04.7000/PR. Justiça Federal, 13ª Vara Federal de Curitiba. Curitiba, 2017. Disponível em: https://bityli.com/XmAY6. Acesso em: 12 fev. 2023.

CESARINO, L. Como vencer uma eleição sem sair de casa: a ascenção do populismo digital no Brasil. Internet&sociedade. N. 1, V. 1, p. 91-120. São Paulo: Internetlab, 2020. Disponível em: https://bityli.com/8dfyz. Acesso em: 23 fev. 2023.

DELA-SILVA, S. Checar fatos e desmentir boatos: fake news e discurso jornalístico no Brasil. Fórum Linguístico, v. 18, n. 2, p. 5949-5961, 2021. DOI: 10.5007/1984-8412.2021.e72801. Disponível em https://bityli.com/2xamH. Acesso em: 23 fev. 2023.

DELA-SILVA, S. Da resistência aos discursos da/na mídia: sobre eventos e páginas no Facebook. In: SOUSA, L.M.A. et al. (org.). Resistirmos, a que será que se destina? São Carlos: Pedro & João Editores, 2018. p. 273-295.

FAUSTO, B. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 2013.

LACERDA, G. H.; DI RAIMO, L. C. F. (2019). O jornalismo na era digital e as fake news. Caderno de Letras UFF, v. 30, n. 59, p.133-146. Niterói: UFF, 2019. DOI: 10.22409/cadletrasuff.2019n59a670. Disponível em: https://bityli.com/Y0qfE. Acesso em 23 fev. 2023.

MARIANI, B. O comunismo imaginário: práticas discursivas da imprensa sobre o PCB (1922-1989). Tese de Doutorado, Linguística. Campinas: Unicamp, 1996.

MARIANI, B. Discursividades prêt-à-porter, funcionamento de fake news e processos de identificação. Entremeios: revista de estudos do discurso, v. 17, p. 3-18, 2018.

MARIANI, B. As formas discursivas e a ameaça comunista. Línguas e Instrumentos Linguísticos, n. 44, p. 270-289, 2019. DOI: 10.20396/lil.v0i44.8657817. Disponível em: https://bityli.com/tPBA4. Acesso em: 23 fev. 2023.

MARIANI, B.; DELA-SILVA, S. Discurso político: processos de significação em tempos de fake news – Uma entrevista com Freda Indursky. Caderno de Letras UFF, v. 30, n. 59, p.133-146, 2019. DOI: 10.22409/cadletrasuff.2019n59a768. Disponível em: https://bityli.com/a7I0X. Acesso em: 23 fev. 2023.

MIROWSKI, P. Hell is truth seen too late. Boundary 2: an international journal of literature and culture, 46(1), 1-53, 2019.

MOTTA, R. P. S. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no Brasil. Tese de Doutorado, História. São Paulo: USP, 2000.

NIETZSCHE, F. Sobre verdade e mentira. Trad. Fernando de Moraes Barros. São Paulo: Hedra, 2007.

ORLANDI, E. Discurso e Texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas: Pontes Editores, 2012.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: Ed. Unicamp, 1995[1975]

PÊCHEUX, M. Análise Automática do Discurso. In: GADET, F.; HAK, T. Por uma Análise Automática do Discurso. Campinas: Editora UNICAMP, 1997[1969]. p.61-162.

PORCELLO, F.; BRITES, F. Verdade x Mentira: A ameaça das fakenews nas eleições de 2018 no Brasil. 41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Anais. Joinville: Intercom, 2018. Disponível em https://bityli.com/kRh7q. Acesso em: 23 fev. 2023.

STF. STF confirma suspeição de Sergio Moro na ação do triplex do Guarujá. 23/junho, 2021. Disponível em: https://cutt.ly/h3mv5Ma acesso em: 17 jan. 2023.

TANDOC JR., E. C.; LIM, Z. W.; LING, R. Defining “Fake News”. Digital Journalism, V. 6, n.2, p.137-153, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1080/21670811.2017.1360143 Acesso em: 12 fev. 2023.

VASCONSELOS, F. Mídia e conservadorismo: o globo, a folha de S. Paulo e a ascensão política de Bolsonaro e do bolsonarismo. Tese de doutorado, Serviço Social. Recife, UFPE, 2021.

VENAGLIA, G. (2018). Lula lidera isolado com 37%, mostra nova pesquisa CNT/MDA. Veja. [S.I.], 20/ago. Disponível em: https://cutt.ly/N3mv2Ke/. Acesso em: 12 fev. 2023.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Línguas e Instrumentos Línguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.