Banner Portal
Apresentação: T. W. Schultz - A Transformação da Agricultura Tradicional
PDF

Palavras-chave

Apresentação

Como Citar

SALLES FILHO, Sergio. Apresentação: T. W. Schultz - A Transformação da Agricultura Tradicional. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 9–55, 2009. DOI: 10.20396/rbi.v4i1.8648906. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8648906. Acesso em: 22 jun. 2024.

Resumo

A economia da inovação tecnológica (ou a economia da tecnologia), ramo da economia que muito se desenvolveu nos últimos quarenta anos, tem deixado em segundo plano as questões relativas à inovação tecnológica na agricultura. Apesar de estudos seminais como este de Theodore Schultz, que ora apresentamos aos leitores da RBI, ou mesmo de publicações de autores bem conhecidos, como Zvi Griliches e Paul David, a compreensão da dinâmica da inovação tecnológica da agricultura é até hoje carente de estudos e, por isso mesmo, ainda contaminada por preconceitos intelectuais de toda sorte. Tomadora de tecnologias oriundas da indústria, a inovação na agricultura tem historicamente sido analisada desde os pontos de vista da adoção e da difusão de tecnologias. Seu padrão de competição mais tendente ao concorrencial que ao monopólico, e a conseqüente maior sensibilidade relativa dos preços a efeitos de oferta e procura de produtos agrícolas, quase excluiu o tema agricultura dos estudos da economia da tecnologia. Parte disto se deve à própria diáspora da economia rural ou agrícola em relação à economia industrial. Não é o caso aqui de se aprofundar este ponto, mas o fato é que a economia agrícola por décadas (para não dizer mais de século) tem sido tratada quase como um caso à parte da teoria econômica, seja ela ortodoxa ou heterodoxa. Em conseqüência, o tema da economia da tecnologia (ou da inovação tecnológica) na agricultura, acabou ficando à margem de uma rica vertente de estudos que se estruturou nos últimos 25 anos.

https://doi.org/10.20396/rbi.v4i1.8648906
PDF

O conteúdo dos artigos e resenhas publicados na RBI são de absoluta e exclusiva responsabilidade de seus autores.

Downloads

Não há dados estatísticos.