O Problema da Experimentação na Inovação Tecnológica

Autores

  • Thales Novaes de Andrade Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.20396/rbi.v6i2.8648950

Palavras-chave:

Experimentação. Inovação. Tecnologia. Conhecimento.

Resumo

A problemática da inovação tecnológica está despertando grande interesse da parte dos cientistas sociais. Nas últimas décadas diversos trabalhos foram desenvolvidos enfocando a construção de ambientes de inovação e capital social. Percebe-se que os estudos sobre sistemas e ambientes de inovação estão tirando importância da discussão propriamente tecnológica sobre as práticas de inovação, na medida em que focam preferencialmente a gestão e organização de fluxos de conhecimento e formação de redes. O presente trabalho pretende discutir a relação entre gestão tecnológica e prática dos inovadores, tendo por base o trabalho de filósofos e sociólogos das técnicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thales Novaes de Andrade, Universidade Federal de São Carlos

Professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar.

Referências

Albagli, S.; Maciel, M.L., “Informação e conhecimento na inovação e no desenvolvimento local”, Ciência da Informação, v.33, n.3, set.-dez., 2004.

Andrade, T., “Aspectos sociais e tecnológicos das atividades de inovação”, Lua Nova, n.66, 2006.

Callon, M.; Lascoumes, P.; Barthe, Y., Agir dans um monde incertain, Paris: Seuil, 2001.

Cassiolato, J.E.; Lastres, H., “Sistemas de Inovação: políticas e perspectivas”, Parcerias Estratégicas, n.8, p.237-255, 2000.

Castells, M., A sociedade em rede, São Paulo: Paz e Terra, 1999.

Dodgson, M., “As políticas para ciência, tecnologia e inovação nas economias asiáticas de industrialização recente”, in Kim, L.; Nelson, R. (orgs.), Tecnologia, aprendizado e inovação, Campinas: Ed. Unicamp, 2005.

Dosi, G., Technical change and industrial transformation, Londres: McMillan, 1988.

Freeman, C., The economics of hope, Londres: Pinter, 1992.

Freeman, C., La teoria económica de la innovación industrial, Madri: Alianza Editorial, 1975.

Gibbons, M. et al, The new production of knowledge, Londres: Sage, 1994.

Habermas, J., “Ciência e técnica como ‘ideologia’”, São Paulo: Ed. Abril (col. Os Pensadores), 1983.

Lemos, C., “Inovação na era do conhecimento”, Parcerias Estratégicas, n.8, p.157-179, 2000.

Maciel, M.L., O milagre italiano: caos, crise e criatividade, Brasília: Paralelo 15, 1996.

Maciel, M.L., “Inovação e conhecimento”, in Sobral, Fernanda et al. (orgs.), A alavanca de Arquimedes – ciência e tecnologia na virada do século, Brasília: Paralelo 15, 1997.

Martins, C.E., Tecnocracia e capitalismo, São Paulo: Ed. Brasiliense, 1974.

Moles, A., “Engenheiros e inventores hoje”, in Scheps, R. (org.), O império das técnicas, Campinas: Ed. Papirus, 1994.

Rosenberg, N., Por dentro da caixa-preta, Campinas: Ed. Unicamp, 2006.

Schumpeter, J.A., Teoria do desenvolvimento econômico, São Paulo: Ed. Abril (col. Os Pensadores), 1982.

Simondon, G., Du mode d ́existence des objets techniques, Paris: Aubier Montaigne, 1969.

Simondon, G., L ́individuation psychique et collective, Paris: Aubier, 1989.

Stiegler, B., “La maieutique de l ́objet comme organisation de l ́inorganique”, in Simondon – une pensée de l ́individuation et de la technique, Paris: Albin Michel, 1994.

Stiegler, B., Technics and time 1, Stanford: Stanford University Press, 1998.

Trigueiro, M.G.S., O clone de Prometeu, Brasília: Ed. UnB, 2002.

Zackiewicz, M., “Coordenação e organização da inovação: perspectives do estudo do futuro e da avaliação em ciência e tecnologia”, Parceiras Estratégicas, n.17, nov., 2003

Downloads

Publicado

2009-08-18

Como Citar

ANDRADE, T. N. de. O Problema da Experimentação na Inovação Tecnológica. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 311–329, 2009. DOI: 10.20396/rbi.v6i2.8648950. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8648950. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos