Conceitos e tecnologias da Indústria 4.0

uma análise bibliométrica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rbi.v19i0.8658766

Palavras-chave:

Análise bibliométrica, Indústria 4.0, Inovação, Manufatura avançada, Tecnologia

Resumo

O objetivo geral deste trabalho é avaliar características da produção científica internacional nas tecnologias associadas à Indústria 4.0. A metodologia empregada é composta de duas etapas: (i) seleção das tecnologias (termos) apontadas na literatura específica; e (ii) análise bibliométrica das publicações científicas que contêm os termos característicos da Indústria 4.0 existentes na base de dados Scopus. A hipótese adotada foi que, por ser um processo em andamento, a Indústria 4.0 e seus conceitos ainda estão em construção. Algumas das conclusões do trabalho são: os países que mais se destacam são aqueles que implantaram estratégias nacionais relacionadas às tecnologias da Indústria 4.0 e que obtiveram, nos anos posteriores, um amplo crescimento no número de publicações; e, dentre as instituições de financiamento, as governamentais se destacam no patrocínio das publicações científicas, em especial as chinesas, comprovando o esforço público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Faíque Ribeiro Lima, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre (RS), Brasil.

Rogério Gomes, Universidade Estadual Paulista

Professor na Universidade Estadual Paulista (Unesp), Araraquara (SP), Brasil.

Referências

ACATECH. Recommendations for implementing the strategic initiative industrie 4.0. Final report of the Industrie 4.0 Working Group. Berlim: Ministry of Education and Research (BMBF), abr. 2013.

CINTRA, M.A.M. et al. (Org.). China em transformação: dimensões econômicas e geopolíticas do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Ipea, 2015.

CLAUDIA, A. et al. A modularização e a indústria 4.0. In: SIMPÓSIO GAÚCHO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 2., 2017, Novo Hamburgo, RS. Anais... Novo Hamburgo/RS: 17 e 18 ago. 2017.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA (CNI). Oportunidades para a indústria 4.0: aspectos da demanda e oferta no Brasil. Brasília: CNI, 2017.

COBO, M.J. Industry 4.0: a perspective based on bibliometric analysis. Procedia Computer Science, n. 139, p. 364-371, 2018.

COUTINHO, L. A Terceira Revolução Industrial: As tendências das mudanças. Economia e Sociedade, v. 1, n. 1, ago. 1992.

DATHEIN, R. Inovação e Revoluções Industriais: uma apresentação das mudanças tecnológicas determinantes nos séculos XVIII e XIX. DECON Textos Didáticos 02/2003, Porto Alegre, fev. 2003.

DAUDT, G.M.; WILLCOX, L.D. Reflexões críticas a partir das experiências dos Estados Unidos e da Alemanha em manufatura avançada. BNDES Setorial, n. 44, p. 5-45, set. 2016.

DE WECK, O. et al. Trends in Advanced Manufacturing Technology Innovation. Production in the Innovation Economy (PIE) Study. Cambridge: Massachusetts Institute of Technology (MIT), 2013.

ELSEVIER. Scopus: content coverage guide. Research Intelligence, ago. 2017. Disponível em: https://www.elsevier.com/__data/assets/pdf_file/0007/69451/Scopus_ContentCoverage_Guide_WEB.pdf. Acesso em: 5 dez. 2019.

FALAGAS, M.E. et al. Comparison of PubMed, Scopus, Web of Science, and Google Scholar: strengths and weaknesses. The FASEB Journal, v. 22, n. 2, p. 338-342, fev. 2008.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (FIRJAN). Panorama da inovação: indústria 4.0. Rio de Janeiro: Firjan, abr. 2016.

FREEMAN, C.; SOETE, L. A economia da inovação industrial. Campinas: Editora da Unicamp, 2008.

FURSTENAU, L.B. et al. Uma abordagem da evolução dos conceitos inerentes da indústria 4.0: uma análise bibliométrica na base Scopus. In: SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 24., 2018, Santa Cruz do Sul, RS. Anais... Santa Cruz do Sul/RS: 2018.

HERMANN, M.; PENTEK, T.; OTTO, B. Design Principles for Industrie 4.0 Scenarios: A Literature Review. Dortmund: Technische Universität Dortmund, 2015. (Working Paper, n. 1).

HOBSBAWM, E.J. Da Revolução Industrial Inglesa ao Imperialismo. 5. ed. Trad. Donaldson Garschagen. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000. [1968].

IDE, N.; PUSTEJOVSKY, J. What does interoperability mean, anyway? Toward an operational definition of interoperability for language technology. Department of Computer Science Vassar College, 2010. In: PROCEEDINGS OF THE SECOND INTERNATIONAL CONFERENCE ON GLOBAL INTEROPERABILITY FOR LANGUAGE RESOURCES (ICGL), 2010. Disponível em: https://www.cs.vassar.edu/~ide/papers/ICGL10.pdf. Acesso em: 19 out. 2019.

INSTITUTO EUVALDO LODI (IEL). Tecnologias disruptivas e indústria: situação atual e avaliação prospectiva. Brasília: IEL/NC, 2018. v. 1.

JANIK, A.; RYSZKO, A. Mapping the field of Industry 4.0 based on bibliometric analysis. In: INTERNATIONAL BUSINESS INFORMATION MANAGEMENT ASSOCIATION CONFERENCE (IBIMA), 32., Sevilha, Espanha. Anais... Sevilha/ES: 15 a 16 nov. 2018.

KAGERMANN, H. et al. Industrie 4.0 in a Global Context: Strategies for Cooperating with International Partners. Munich: ACATECH, 2016.

LEÃO, R.P.F. et al. (Org.). A China na nova configuração global: impactos políticos e econômicos. Brasília: Ipea, 2011.

LIMA, F.V.R. et al. Análise bibliométrica da produção científica relacionada à quarta revolução industrial (indústria 4.0). ISTI/SIMTEC, v. 9, n.1, p.608-616, set. 2018.

LOPES, S. et al. A bibliometria e a avaliação da produção científica: indicadores e ferramentas. In: CONGRESSOS NACIONAIS DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS, 11., 2012, Lisboa. Actas... Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 18, 19 e 20 out. 2012. Disponível em: http://www.bad.pt/publicacoes/index.php/congressosbad/issue/view/10. Acesso em: 1 abr. 2019.

MAZZUCATO, M. O Estado Empreendedor: desmascarando o mito do setor público versus setor privado. São Paulo: Portfolio-Penguin, 2014.

MINISTRY OF ELECTRONICS AND INFORMATION TECHNOLOGY (MEITY). Draft Policy on Internet of Things. Government of India, 2015. Disponível em: https://meity.gov.in/writereaddata/files/Revised-Draft-IoT-Policy_0.pdf. Acesso em: 20 dez. 2019.

MUHURI, P.K. et al. Industry 4.0: A bibliometric analysis and detailed overview. Engineering Applications of Artificial Intelligence, v. 78, p. 218-235, Feb. 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0952197618302458. Acesso em: 4 fev. 2020.

NATIONAL NATURAL SCIENCE FOUNDATION OF CHINA (NSFC). NSFC at a Glance. Government of China, 2019. Disponível em: http://www.nsfc.gov.cn/english/site_1/about/6.html. Acesso em: 15 dez. 2019.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). Enabling the next production revolution: issues paper. Paris: OECD Secretariat, Mar. 2015.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). The next production revolution: implications for governments and business. Paris: OECD Publishing, 2017.

PRESIDENT’S COUNCIL OF ADVISORS ON SCIENCE AND TECHNOLOGY (PCAST). Report to the president on ensuring american leadership in advanced manufacturing. Washington: PCAST, June 2011.

RANGEL, Y.L. et al. Análise bibliométrica da indústria 4.0: traçando tendências para o futuro. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 39., 2019, Santos, SP. Anais... Santos/SP: 15 a 18 out. 2019.

ROSENBERG, N. Por dentro da caixa preta: tecnologia e economia. Campinas: Editora da Unicamp, 2006. [1982].

SILVA, J. A.; BIANCHI, M. L. P. Cientometria: a métrica da ciência. Paidéia Cadernos de Psicologia e Educação, v. 11, n. 20, p. 5-10, 2001.

SCHWAB, K. The fourth industrial revolution. Geneva: World Economic Forum, 2016.

SCHUMPETER, J.A. Capitalismo, socialismo e democracia. Trad. Ruy Jungmann. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961. [1942].

VASCONCELOS, M.J.V.; FIGUEIREDO, J.E.F. Biologia sintética. Sete Lagoas: Embrapa Milho e Sorgo, 2015.

VELHO, S.; BARBALHO, S. Um observatório latino-americano da indústria 4.0. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE INOVAÇÃO E GESTÃO DE DESENVOLVIMENTO DO PRODUTO, 12., 2019, Brasília, DF. Anais... Brasília/DF: 11 a 13 set. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-28

Como Citar

LIMA, F. R.; GOMES, R. Conceitos e tecnologias da Indústria 4.0: uma análise bibliométrica. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 19, p. e0200023, 2020. DOI: 10.20396/rbi.v19i0.8658766. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8658766. Acesso em: 7 dez. 2021.

Edição

Seção

Seção Especial: Indústria 4.0, mudanças estruturais e a política industrial