Banner Portal
Ecossistema de inovação e digitalização
PDF

Palavras-chave

Unicamp
Ecossistema de inovação
Região metropolitana de Campinas
Digitalização
Empresas

Como Citar

LAPLANE, Mariano; BORGHI, Roberto Alexandre Zanchetta; TORRACCA, Julia. Ecossistema de inovação e digitalização: uma análise da adoção digital entre as empresas da região de Campinas. Revista Brasileira de Inovação, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. 1–36, 2023. DOI: 10.20396/rbi.v22i00.8668516. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rbi/article/view/8668516. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

O artigo tem por objetivo discutir o papel do ecossistema de inovação como fator que contribui para a adoção de gerações mais avançadas de tecnologias digitais nas empresas. Com base na literatura sobre gestão estratégica de empresas e economia da inovação de inspiração neoschumpeteriana, o artigo avalia se a participação em um ecossistema de inovação intensivo em recursos para o desenvolvimento de tecnologias digitais estimula o processo de digitalização das empresas. A discussão baseia-se na análise dos resultados de um questionário aplicado em 2020 a empresas localizadas na região metropolitana de Campinas, algumas das quais vinculadas à Unicamp, e a empresas de outras regiões do Brasil. O exercício econométrico comprova que a participação das empresas em ecossistemas de inovação promove a adoção de estágios mais avançados de digitalização para setores econômicos específicos.

https://doi.org/10.20396/rbi.v22i00.8668516
PDF

Referências

ADLER, R. Match your innovation strategy to your innovation ecosystem. Harvard Business Review, v. 84, n. 4, p. 98-107, 2006.

ADNER, R.; KAPOOR, R. Value creation in innovation ecosystems: how the structure of technological interdependence affects firm performance in new technology generations. Strategic Management Journal, v. 31, n. 3, p. 306-333, 2010.

AGRESTI, A. Categorical data analysis. 2 ed. New Jersey: John Wiley & Sons, Inc. 2002.

ALEXY, O.; GEORGE, G.; SALTER, A. J. Cui bono? The selective revealing of knowledge and its implications for innovative activity. Academy of Management Review, v. 38, n. 2, p. 270-291, 2013.

BALDONI, L. D. Geografia e inovação: A conversão de recursos em ativos no sistema local de inovação de Campinas (SP) BRASIL. Tese (Doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas., Campinas, SP, 2019.

BENITEZ, G. B.; AYALA, N. F.; FRANK, A. G. Industry 4.0 innovation ecosystems: An evolutionary perspective on value cocreation. International Journal of Production Economics, v. 228, p. 1-13, 2020.

CARAYANNIS, E. G.; CAMPBELL, D. F. J. ‘Mode 3’ and ‘Quadruple helix’: toward a 21st century fractal innovation ecosystem. International Journal of Technology Management, v. 46, n. 3-4, p. 201-234, 2009.

DELERA, M. C.; DELERA, M.; PIETROBELLI, C.; CALZA, E.; LAVOPA, A. Does value chain participation facilitate the adoption of Industry 4.0 Technologies in developing countries? MERIT Working Papers 2020-046, United Nations University - Maastricht Economic and Social Research Institute on Innovation and Technology (MERIT), 2020.

FIPE – FUNDAÇÃO INSTITUTO DE PESQUISAS ECONÔMICAS. Implantação de ambientes de inovação e criatividade. Relatório final. São Paulo: FAPESP; FIPE, jun. 2020.

GARCIA, R.; ARAÚJO, V. C.; MASCARINI, S.; SANTOS, E. G. Os efeitos da proximidade geográfica para o estímulo da interação universidade-empresa. Revista de Economia UFPR, v. 37, número especial, p. 307-330, 2011.

GASPAROTO, M. R. M. A Unicamp no contexto do ecossistema empreendedor da região metropolitana de Campinas: um estudo utilizando a metodologia análise de redes sociais. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2019.

GAWER, A.; CUSUMANO, M. A. Industry platforms and ecosystem innovation. Journal of Production and Innovation Management, v. 31, n. 3, p. 417-433, 2014.

HAIR, F.; WILLIAM, B.; BARRY, B.; RONALD, T. Análise multivariada de dados. 6 ed. São Paulo: Bookman, 2009.

HEATON, S.; SIEGEL, D. S.; TEECE, D. J. Universities and innovation ecosystems: A dynamic capabilities perspective. Industrial and Corporate Change, v. 28, n. 4, p. 921-939, 2019.

IEL/CNI et al. Industry 2027: risks and opportunities for Brazil in the face of disruptive innovations. Final report: Building the Future of Brazilian Industry. Brasília, IEL/CNI. 2018.

KATZ, B.; WAGNER, J. The rise of innovation districts: a new geography of innovation in America. Washington, DC: Brookings, 2014. Disponível em: https://www.brookings.edu/wp-content/uploads/2016/07/InnovationDistricts1.pdf.

LI, J. F.; GARNSEY, E. Policy-driven ecosystems for new vaccine development. Technovation, v. 34, n. 12, p. 762-772, 2014.

LONG, J. S.; FREESE, J. Regression models for categorical and limited dependent variables using Stata. 2 ed. College Station, TX: Stata Press, 2006.

LONG, J. S.; FREESE, J. Regression models for categorical dependent variables using Stata. 3 ed. College Station, TX: Stata Press, 2014.

MAZZUCATO, M.; ROBINSON, D. K. R. Co-creating and directing Innovation Ecosystems? NASA’s changing approach to public-private partnerships in low-earth orbit. Technological Forecasting & Social Change, v. 136, p. 166-177, 2018.

MOORE, J. F. Predators and prey: a new ecology of competition. Harvard Business Review, v. 71, n. 3, p. 75-83, 1993.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. The next production revolution: Implications for governments and business. Paris: OECD Publishing, 2017.

OCDE – ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO. A caminho da era digital no Brasil. Paris: OECD Publishing, 2020.

RENNER, D. P. Ecossistema de startups de Campinas: o papel da Inova Unicamp na estruturação do campo institucional. Dissertação (Mestrado em Gestão Empresarial) –Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, RJ, 2017.

ROHRBECK, R.; HÖLZLE, K.; GEMÜNDEN, H. G. Opening up for competitive advantage – how Deutsche Telekom creates an open innovation ecosystem. R&D Management, v. 39, n. 4, p. 420-430, 2009.

SCHAEFFER, P. R. O papel das universidades na dinâmica dos ecossistemas de inovação: evidências para o estado de São Paulo. Tese (Doutorado em Política Científica e Tecnológica) – Instituto de Geociências, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2020.

TSUGIMOTO, M.; KAJIKAWAA, Y.; TOMITAB, J.; MATSUMOTO, Y. A review of the ecosystem concept — Towards coherent ecosystem design. Technological Forecasting & Social Change, v. 136, p. 49-58, 2018.

UNICAMP – UNIVERIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Inova. Relatório de Atividades da Agência de Inovação Inova Unicamp. Campinas: Unicamp, 2020 Disponível em: https://www.inova.unicamp.br/wp-content/uploads/2021/04/Relatorio-Anual-Inova-Unicamp-2020-v.2.pdf.

UNIDO – UNITED NATIONS INDUSTRIAL DEVELOPMENT ORGANIZATION. Industrial Development Report 2020: Industrializing in the digital age. Vienna: UNIDO, 2019.

WILLIAMS, R. Understanding and interpreting generalized ordered logit models. The Journal of Mathematical Sociology, v. 40, n. 1, p. 7-20, 2016.

ZAHRA, S. A.; NAMBISAN, S. Entrepreneurship and strategic thinking in business ecosystems. Business Horizons, v. 55, n. 3, p. 219-229, 2012.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Revista Brasileira de Inovação

Downloads

Não há dados estatísticos.