O controle da paisagem urbana - “rolêzinho”

jovens que incomodam

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v25i1.8654444

Palavras-chave:

Cidade, Jovens, Rolêzinhos, Urbano, Música, Incômodo.

Resumo

Neste artigo analisamos paisagens em transição e momentos de rupturas, que se evidenciam nas intervenções e questionamentos que os jovens da periferia trazem à tona, a fim de encaminhar propostas e rediscutir a agenda urbana da contemporaneidade. A análise decorre da problematização do caráter simbólico ou estratégico que o “rolêzinho” e sua trilha sonora – o “funk ostentação” – desempenham como alternativa de cultura e lazer para os jovens periféricos. Considerando tal perspectiva investigamos o incômodo que o aparecimento cênico dos “rolêzinhos” despertou nos centros iluminados da cidade e o paradoxal fascínio que sua trilha sonora – o “funk ostentação” – despertou na classe média.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Lopes de Sousa, Universidade Santo Amaro

Professor do programa de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Santo Amaro (UNISA- São Paulo).

Álvaro Cardoso Gomes, Universidade Santo Amaro

Professor Titular da USP e Coordenador do Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Santo Amaro (UNISA- São Paulo).

Luiz Antonio Dias, Universidade Santo Amaro

Professor do Deptº. de História da PUC/SP, professor do programa de Mestrado Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Santo Amaro.

Referências

ABRAMO, Helena W. Cenas juvenis, punks e darks no espetáculo urbano. São Paulo: Scrita/ Anpocs, 1994.

Álbum: Funk Paulista. MC’c Guimê. Faixa: Pais do futebol. Gravadora: Máximo Produtora, 2012.

Álbum: MC’c Guimê. Faixa: Plaquê de 100. Gravadora: Independente, 2012.

Álbum: Mamonas Assassinas. Faixa: Chópis centis. Gravadora: EMI, 1995.

Álbum: Raio X do Brasil. Racionais MC’s. Faixa: Um homem na estrada. Gravadora: Zimbabwe Records, 1993.

ARCE, José M. V. O funk carioca. In: HERSCHMANN, M. (org) Abalando os anos 90: funk e hip-hop. Globalização, violência e estilo cultural. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1988.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: as consequências humanas. Tradução de Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

CALDEIRA, Tereza Pires do Rio. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: Ed. 34/ Edusp, 2001.

Folha de S. Paulo. MONTEIRO, André. André Monteiro. Seguranças cobram identidade para evitar ‘rolezinho’ no JK Iguatemi. Cotidiano, p. A13, 2014.

GINZBURG, Carlo. O queijo e os vermes: o cotidiano e as ideias de um moleiro perseguido pela Inquisição. São Paulo: Cia. das Letras, 1987.

GÓMEZ-GRANELL, Carmen e VILA, Ignacio (organizadores). A cidade como projeto educativo. Porto Alegre: Artmed, 2003.

JACQUES, T. A. Comunidade rock: visões de mundo e categorias musicais. Música & Cultura: Revista On-Line da Associação Brasileira de Etnomusicologia. UFSC. Número 5, 2010.

JUNQUEIRA, Lílian. Desigualdades sociais em telenovelas. São Paulo: Annablume, 2009.

LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal: ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. Trad. Maria Lúcia Machado. São Paulo: Com¬panhia das Letras, 2007.

MORIN, Edgard. Cultura de massas no século XX: o espírito do tempo. (vol. I) Neurose. Rio de Janeiro: Forense, 1969.

NEGRI, Marcelo. A nova classe média: o lado brilhante dos pobres. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

Revista Época. Ribeiro, Aline e Ciscati, Rafael. (2014). Como começou a onda do rolezinho. 25/12/2014.

TROTTA, Felipe. Entre o borralho e o divino: a emergência musical da periferia. Revista Galáxia, 2013.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público: as tiranias da intimidade. Trad. Lygia Araújo Watanabe. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 5. ed. São Paulo: Record, 2003.

SOUSA, Rafael Lopes de. Punk: cultura e protesto, as mutações ideológicas de uma comunidade juvenil subversiva. São Paulo: Edições Pulsar, 2002.

VATTIMO, Gianni. A sociedade transparente. Lisboa: Relógio D’Água, 2002.

Downloads

Publicado

2019-01-17

Como Citar

SOUSA, R. L. de; GOMES, Álvaro C.; DIAS, L. A. O controle da paisagem urbana - “rolêzinho”: jovens que incomodam. RUA, Campinas, SP, v. 25, n. 1, 2019. DOI: 10.20396/rua.v25i1.8654444. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8654444. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Estudos