De luz em luz, a poesia é desenhada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v25i1.8655548

Palavras-chave:

Museu da Língua Portuguesa, Poesia, Muros, Cidade.

Resumo

Neste trabalho, intentamos, em um gesto analítico, refletir acerca do modo como a poesia da rua, citadina, dos muros adentra uma exposição do Museu da Língua Portuguesa e produz sentidos outros sobre a cidade e o modo como a poesia nesse espaço urbano grita algo de si e dos sujeitos. Retomando trabalhos de Pêcheux (2004) e Orlandi (1997), analisaremos como a equivocidade e o inatingível sustentam o funcionamento do poético e fazem fissuras na língua, trilhando-a ao bordejarem o impossível dela.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucília Maria Abrahão e Sousa, Universidade de São Paulo

Doutorado Direto em Psicologia pela FFCLRP/USP. Livre -docente em Ciência da Informação e Documentação pela mesma instituição. Docente na Universidade de São Paulo.

Elaine Pereira Daróz, Universidade de São Paulo

Doutora em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal Fluminense (CAPES/FAPERJ). Pós-doutoranda na FFCLRP/USP.

Dantielli Assumpção Garcia, Universidade de São Paulo

Doutora em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Pós- pela FFCLRP/USP. Docente do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Referências

ALMEIDA, E. Discurso e poesia. In: Discurso e... Org. Bethania Mariani e Vanise Medeiros. Rio de Janeiro, 7 Letras, FAPERJ. 2012.

GADET, F, PÊCHEUX, M. A Língua inatingível – o discurso na história da linguística. Campinas, Pontes, 2004.

LAGAZZI, S. O desafio de dizer não. Campinas: Pontes Editores. 1988.

MARIANI, B. Silêncio e metáfora, algo para se pensar. In Revista Trama, v. 3, n. 5. 1º semestre de 2007, p. 55 a 71.

ORLANDI, E. P. Segmentar ou recortar. Série Estudos. Nº 10. Faculdades Integradas de Uberaba. Lingüística: Questões e Controvérsias. 1984.

ORLANDI, E. P. As formas do silêncio – no movimento dos sentidos. Campinas: Editora da Unicamp, 1997.

SCHERER, A.; SOUSA ROMÃO, L. Língua, museu e patrimônio. Revista Letras, v. 23, n. 46. Santa Maria, 2013. p. 1-386.

SOUSA ROMÃO, L. Escrever pra passarinho: Braga no Museu da Língua Portuguesa. Revista Datagramazero, v.15 – 1, 2014.

Downloads

Publicado

2019-05-30

Como Citar

SOUSA, L. M. A. e .; DARÓZ, E. P.; GARCIA, D. A. De luz em luz, a poesia é desenhada. RUA, Campinas, SP, v. 25, n. 1, 2019. DOI: 10.20396/rua.v25i1.8655548. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8655548. Acesso em: 10 dez. 2022.

Edição

Seção

Estudos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)