"Tá se achando feio? Autoestima lá embaixo? Ah, vem pra Rondônia!”

análise discursiva do humor sobre Rondônia e seus habitantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rua.v27iI.8665415

Palavras-chave:

Humor, Discurso, Imaginário, Rondônia

Resumo

Apoiado na perspectiva discursiva da linguagem na interface com os estudos propostos por Sigmund Freud sobre o campo da comicidade, o presente artigo busca compreender as representações imaginárias construídas sobre o estado de Rondônia e seus habitantes a partir de dois textos humorísticos: a) uma apresentação do humorista Rafinha Bastos e b) um texto intitulado Desciclopédia, uma espécie de enciclopédia às avessas. Os resultados da análise empreendida apontam para o fato de que Rondônia e seus habitantes são subjetivados no lugar discursivo do que é considerado historicamente “feio” e “sujo”, o que corrobora sentidos pejorativos para o estado. Neste caso, confirma-se a tese freudiana de que o campo da comicidade também serve para a produção de sentimentos hostis e agressivos.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ilka de Oliveira Mota, Universidade Federal de São Carlos

Doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campina. Professora Associada I da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAr).

Referências

EAGLETON, Terry. A ideologia da estética. Rio de Janeiro, RJ: Jorge Zahar Ed, 1993.

FERREIRA, Maria Cristina Leandro. Da ambiguidade ao equívoco: a resistência da língua nos limites da sintaxe e do discurso. Porto Alegre: Editora da Universidade do Rio Grande do Sul, 2000.

FOUCAULT, Michel. L'ordre du discours. Paris: Gallimard, 1971.

FREUD, Sigmund. (1905). El Chiste e su Relación con lo Inconciente. In: Obras Completas, volumen 8. Traducción directa del alemán de José L. Etcheverry. Buenos Aires: Amorrortu. 2. ed., 1ª reimpressão, 1989.

GIL, Célia Maria Carcagnolo. Humor: alguns mecanismos linguísticos. Alfa (São Paulo), v. 39, p.111-119, 1995.

MOTA, Ilka de Oliveira; GINACH, Erich Lie; “Aqui em Rondônia é assim”: representações imaginárias em memes cômicos sobre os rondonienses. RUA, Campinas, SP, v. 23, n. 2, p. 203-220, 2017.

ORLANDI, Eni Pulcinelli. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas, SP: Pontes, 2001.

ORLANDI, Eni Pulcinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Editora Pontes, 1999.

ORLANDI, Eni Pulcinelli. Destruição e construção do sentido: um estudo da ironia. Trabalho apresentado no colóquio do Dep. de Linguística do IEL, UNICAMP, Campinas, SP: 1983.

PECHEUX, Michel. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1988.

POSSENTI, Sírio. Os humores da língua: análises linguísticas de piadas. Campinas: Mercado de letras, 1998.

SANTOS, Vanubia Sampaio. O processo de ocupação de Rondônia e o impacto sobre as culturas indígenas. Fórum Identidades, Itabaiana, ano 8, vol. 16, p. 197-219, jul./dez. 2014.

Downloads

Publicado

2021-04-23

Como Citar

MOTA, I. de O. "Tá se achando feio? Autoestima lá embaixo? Ah, vem pra Rondônia!” : análise discursiva do humor sobre Rondônia e seus habitantes . RUA, Campinas, SP, v. 27, n. 1, p. 169–183, 2021. DOI: 10.20396/rua.v27iI.8665415. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8665415. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Estudos