Banner Portal
As criptomoedas e os novos desafios ao sistema monetário
PDF

Palavras-chave

Moeda
Bancos Centrais
Criptomoedas
Economia monetária

Como Citar

MATTOS, Olívia Bullio; ABOUCHEDID, Saulo; SILVA, Laís Araújo e. As criptomoedas e os novos desafios ao sistema monetário: uma abordagem pós-keynesiana. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 29, n. 3, p. 761–778, 2020. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8663621. Acesso em: 24 abr. 2024.

Resumo

Em 2008, Satoshi Nakamoto, pseudônimo de uma pessoa desconhecida, lançou o “Bitcoin”, uma criptomoeda descentralizada, com o objetivo de contornar qualquer banco ou governo e retornar a um sistema monetário mais “austero” e controlado. Após o advento do Bitcoin, várias outras criptomoedas foram criadas, suscitando um debate sobre a capacidade desses instrumentos substituírem o que atualmente usamos como “moeda”. Após 10 anos de sua criação, fica claro que o Bitcoin não atingiu o seu principal objetivo, mas levantou discussões importantes no âmbito das Autoridades Monetárias. Assim sendo, esse trabalho tem dois grandes objetivos. O primeiro é mostrar que, sob uma perspectiva teórica pós-keynesiana, o Bitcoin não fará frente às moedas fiduciárias, pois está muito mais próximo de ser um ativo especulativo altamente volátil do que uma moeda capaz de assumir as funções primordiais em uma economia capitalista. O segundo objetivo é apontar os desdobramentos dessa discussão no âmbito das Autoridades Monetárias, com destaque para as propostas das criptomoedas estatais.

PDF

Referências

AGLIETTA, M. Macroeconomia financeira: mercado financeiro, crescimento e ciclos. São Paulo: Edições Loyola, 2004. v. 1.

BACK, A. A partial hash collision based postage scheme. s.l.: s.n. 1997. Disponível em: http://www.hashcash.org/papers/announce.txt. Acesso em: 25 jan. 2015.

BECH, Morten L.; GARRATT, Rodney. Central bank cryptocurrencies. BIS Quarterly Review, Sept. 2017.

BELL, Stephanie. The role of the state and the hierarchy of money. Cambridge Journal of Economics, 25, p. 149-163, 2001.

BELLUZZO, L. G. M. O capital e suas metamorfoses. São Paulo: Editora Unesp. 2012.

BELLUZZO, L. G. M.; ALMEIDA, J. G. Depois da queda: a economia brasileira da crise da dívida aos impasses do Real. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

BIS. The role of central bank money in payment systems. Committee on Payment and Settlement Systems, Aug. 2003.

BLOOMBERG. Bitcoin bloodbath nears dot-com levels as many tokens go to zero. 2018. Disponível em: https://www.bloomberg.com/news/articles/2018-06-30/Bitcoin-bloodbathnears-dot-com-levels-as-many-tokens-go-to-zero. Acesso em: 4 jul. 2018.

BORIO, C.; ZABAI, A. Unconventional monetary policies: a re-appraisal. BIS Working Papers, n. 570, Jul. 2016.

CARVALHO, F. J. C. Moeda, produção e acumulação: uma perspectiva pós-keynesiana. In: SILVA, M. L. F. (Org.). Moeda e produção: teorias comparadas. Brasília: Editora UNB, 1992.

CHICK, V. Sobre moeda, método e Keynes: ensaios escolhidos. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2010.

CHUEN, David Lee Kuo (Ed.). Handbook of digital currency: Bitcoin, innovation, financial instruments, and big data. Academic Press, 2015.

DAI, W. b-money, s.l.: s.n. 1998. FINANCIAL TIMES. Santander launches blockchain-based foreign exchange service. 2018a. Disponível em: https://www.ft.com/content/1e47733e-3e2a-11e8-b9f9-de94fa33a81e. Acesso em: 4 jul. 2018.

FINANCIAL TIMES. JPMorgan weighs spin-off for blockchain Project. Disponível em: https://www.ft.com/content/4ca72d20-2e10-11e8-9b4b-bc4b9f08f381. 2018b. Acesso em: 5 jul. 2018.

FINNEY, H. RPOW–Reusable Proofs of Work, s.l.: s.n. 2004. Disponível em: http://cryptome.org/rpow.htm. Acesso em: 25 jan. 2019.

GARRATT. CAD-coin versus Fedcoin. Nov. 2016. 8p.

GUTTMANN, R. Money as a social institution: a heterodox view of the euro. In: BELL, S. A.; NELL, E. J. (Ed.). The state, the market and the euro. Edward Elgar, 2003.

HE, Dong. Monetary policy in the digital era. IMF Finance and Development, Jun. 2018.

HUBERMAN, Gur; LESHNO, Jacob D.; MOALLEMI, Ciamac C. Monopoly without a monopolist: an economic analysis of the Bitcoin payment system. Bank of Finland Research Discussion Papers, n. 27, 2017.

KEYNES, J. M. A Teoria Geral do emprego, do juro e da moeda. São Paulo: Ed. Atlas, 1982 [1936].

KEYNES, J. M. A treatise on money: v. I: The Pure Theory of Money. The Collected Writings of John Maynard Keynes, v. V. Cambridge: Royal Economic Society, 1971.

KONING, J. P. Fedcoin. Moneyness, 9 Out. 2014. Disponível em: http://jpkoning.blogspot.com/2014/10/fedcoin.html. Acesso em: 12 dez. 2019.

MAY, T. The crypto anarchist manifesto. s.l.: s.n., 1992. Disponível em: http://www.activism.net/cypherpunk/crypto-anarchy.html. Acesso em: 25 jan. 2019.

MEHRLING, P. Modern money: fiat or credit? Journal of Post Keynesian Economics, v. 22, n. 3, 397, Spring 2000.

NAKAMOTO, S. Bitcoin: a peer-to-peer electronic cash system. 2008. Disponível em: https://Bitcoin.org/.

PETERS, Gareth; PANAYI, Efstathios; CHAPELLE, Ariane. Trends in cryptocurrencies and blockchain technologies: a monetary theory and regulation perspective. 2015.

PORTAL DO BITCOIN. Bitmain está próxima de controlar 51% do poder de processamento da Rede Bitcoin. 2018. Disponível em: https://portaldoBitcoin.com/bitmain-controlar-51- rede-Bitcoin/. Acesso em: 4 jul. 2018.

TYMOIGNE, Eric. The fair price of a Bitcoin is zero. 2 dez. 2013. Disponível em: http://neweconomicperspectives.org/2013/12/fair-price-Bitcoin-zero.html. Acesso em: 6 jul. 2018.

WILKINS, C. Canada explores digital currency: Fintech collaboration vital to unlock promise. Global Public Investor, p. 94-95, 2017.

WRAY, L. R. Trabalho e moeda hoje: a chave para o pleno emprego e a estabilidade de preços. Rio de Janeiro: Editora UFRJ/Contraponto, 1998.

WRAY, L. R.; PAPADIMITRIOU, D. B. Introduction: Minsky on money, banking and finance. In: WRAY, L. R.; PAPADIMITRIOU, D. B. (Ed.). The Elgar Companion to Hyman Minsky. Edward Elgar Publishing, 2010.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Economia e Sociedade

Downloads

Não há dados estatísticos.