Capital, ideologia e uma história do mundo sob o prisma da desigualdade

Autores

Palavras-chave:

Resenha, Ideologia, História, Prisma, Desigualdade

Resumo

Após lançar Capital au XXIe siècle em 2013, o economista Thomas Piketty tornou-se o pesquisador sobre desigualdade mais conhecido no mundo. Pois ainda que muitas críticas tenham sido dirigidas a pontos teóricos da sua obra, houve, em geral, consideração positiva pelo volumoso trabalho empírico do autor, que incorreu em grande esforço para tratar dados sobre renda e propriedade oriundos de diversos países, e apresentou claros indícios de pioras distributivas em nações centrais ao sistema capitalista pelo menos desde a década de 1980.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Palma Mungioli, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Economista do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Brasília, DF, Brasil.

Referências

BRISSET, N. Capital et idéologie: une critique. GREDEG, 2020. (Working Papers Series, n. 2020-04). Disponível em: Disponível em: https://ideas.repec.org/p/gre/wpaper/2020-04.html Acesso em: 20 mar. 2021.

HARVEY, D. Taking on ‘Capital’ without Marx: what Thomas Piketty misses in his critique of capitalism. In These Times, 20 maio 2014. Disponível em: Disponível em: http://inthesetimes.com/article/16722/taking_on_capital_without_marx Acesso em: 20 mar. 2021.

PIKETTY, T. Le capital au XXIe siècle. Paris: Seuil, 2013.

Downloads

Publicado

2021-07-22

Como Citar

MUNGIOLI, R. P. . Capital, ideologia e uma história do mundo sob o prisma da desigualdade. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 31, n. 2, p. 583–87, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8666468. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Resenha