Soberania, industrialização e integração nacional

Wilson Cano e os mosaicos do desenvolvimento brasileiro

Autores

Palavras-chave:

Cano, Wilson, 1937-2020, Regional inequalities in Brazil, Industry and territory, Deindustrialization, Regional development policies

Resumo

A obra de Wilson Cano perpassa diferentes aspectos do desenvolvimento econômico, tendo como centralidade a preocupação com a soberania nacional. O artigo traz uma leitura da produção intelectual de Cano destacando sua abordagem original sobre os aspectos regionais da industrialização brasileira e a importância que o complexo capitalista cafeeiro exerceu neste processo. Destaca e qualifica, ainda, os períodos de concentração e desconcentração da atividade industrial no território brasileiro em relação ao Centro-Sul, sobretudo quanto ao estado de São Paulo, e os efeitos deletérios que a reorientação do papel do Estado e a hegemonia das políticas de corte neoliberal exerceram sobre a dinâmica regional e a estrutura produtiva do país. Os sentidos que as políticas de corte regional assumem contemporaneamente também são tratados à luz do debate proposto por Wilson Cano, bem como as possibilidades de retomada do aparelho industrial no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danilo Severian, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada

Pesquisador associado do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Brasília, DF, Brasil.

Antonio Corrêa de Lacerda, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Professor Doutor do Programa de Pós-Graduação em Economia Política da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Presidente do Conselho Federal de Economia (Cofecon), Brasília, DF, Brasil.

Referências

BRANDÃO, Carlos A. As ausências e os elos faltantes nas análises regionais no Brasil e a proposição de uma agenda de pesquisa de longo prazo. Rio de Janeiro: Ipea, mar. 2019. (Texto para Discussão, n. 2461).

CANO, Wilson (Coord.). O processo de interiorização da indústria paulista – 1920 a 1980. São Paulo: Fundação SEADE, 1988. (Coleção Economia Paulista).

CANO, Wilson. Raízes da concentração industrial em São Paulo. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1991 [1977].

CANO, Wilson. Auge e inflexão da desconcentração econômica regional. In: AFFONSO, R. B. A.; SILVA, P. B. (Org.). A Federação em perspectiva. São Paulo: Fundap, 1995, p. 319-415.

CANO, Wilson. A desconcentração espacial da indústria paulista. Boletim Regional – Informativo da Política Nacional de Desenvolvimento Regional, Brasília, n. 1, p. 18-22, 2006.

CANO, Wilson. Desequilíbrios regionais e concentração industrial no Brasil – 1930-1970. São Paulo: Editora Unesp: 2007 [1981].

CANO, Wilson. Desconcentração produtiva e regional no Brasil: 1970-2005. São Paulo: Editora Unesp, 2008.

CANO, Wilson. Reflexões sobre o papel do capital mercantil na questão regional e urbana do Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, São Paulo, n. 27, p. 29-57, out. 2010.

CANO, Wilson. Novas determinações sobre as questões regional e urbana após 1980. Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, v. 13, n. 2, p. 27-55, nov. 2011.

CANO, Wilson. A desindustrialização no Brasil. Economia e Sociedade, Campinas, v. 21, Número Especial, p. 831-851, dez. 2012.

CANO, Wilson. Brasil – Construção e desconstrução do desenvolvimento. Economia e Sociedade, Campinas, v. 26, n. 2 (60), p. 263-302, ago. 2017.

CARNEIRO, Ricardo. Commodities, choques externos e crescimento: reflexões sobre a América Latina. Santiago do Chile: Cepal, jan. 2012.

DINIZ, Clélio Campolina. Dinâmica regional da indústria no Brasil: início de desconcentração, risco de reconcentração. Tese (Professor Titular)–Belo Horizonte, UFMG, 1991.

DINIZ, Clélio Campolina. Desenvolvimento poligonal no Brasil: nem desconcentração, nem contínua polarização. Nova Economia, [s. l.], v. 3, n. 1, 1993.

DINIZ, Clélio Campolina. A dinâmica regional recente da economia brasileira e suas perspectivas. Rio de Janeiro: Ipea, jun. 1995. (Texto para Discussão, n. 375).

FILGUEIRAS, Luiz. História do Plano Real. São Paulo: Boitempo Editorial, 2000.

GTDN. Grupo de Trabalho para o Desenvolvimento do Nordeste. Conselho de Desenvolvimento. Presidência da República. Uma política de desenvolvimento econômico para o Nordeste. Rio de Janeiro: Departamento de Imprensa Nacional, 1959.

HIRSCHMAN, Albert O. Estratégia do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Editora Fundo de Cultura, 1961.

MACEDO, Fernando C. de; PORTO, Leonardo R. Proposta de atualização das tipologias da PNDR: Nnota metodológica e mapas de referência. Brasília: Ipea, set. 2018. (Texto para Discussão, n. 2414).

MELLO, João Manuel Cardoso de. O capitalismo tardio. 8. ed. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1991.

MYRDAL, Gunnar. Teoria econômica e regiões subdesenvolvidas. Rio de Janeiro: Editora Saga, 1965.

PERROUX, François. A economia do século XX. Lisboa: Editora Herder, 1967.

SEVERIAN, Danilo. Regiões especializadas em commodities: apontamentos sobre a estrutura fiscal e produtiva em contexto de regressão estrutural da economia brasileira. Boletim Regional, Urbano e Ambiental, Brasília, Ipea, n. 21, jan./jun. 2021.

SEVERIAN, Danilo. Indústria e Território no Brasil: desenvolvimento regional e divisão interna do trabalho industrial no Brasil entre 1995 e 2015. Dissertação (Mestrado em Economia)–Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política, Pontífice Universidade Católica, SP, 2019.

TAVARES, M. C. O processo de substituição de importações como modelo de desenvolvimento na América Latina. In: BIELSCHOWNSKY, R. Cinquenta anos de pensamento na Cepal. Rio de Janeiro: Editora Record, 2000.

Downloads

Publicado

2021-11-23

Como Citar

SEVERIAN, D.; LACERDA, A. C. de. Soberania, industrialização e integração nacional: Wilson Cano e os mosaicos do desenvolvimento brasileiro. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 30, n. esp., p. 619–635, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8667571. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)