Aspectos políticos da economia do desenvolvimento e do subdesenvolvimento em Wilson Cano

Autores

Palavras-chave:

Cano, Wilson, 1937-2020, América Latina, Subdesenvolvimento, Nação e região

Resumo

O presente artigo objetiva analisar a economia política da América Latina a partir do pensamento do professor Wilson Cano. Este pensador se debruçou sobre o subdesenvolvimento da região durante toda sua trajetória intelectual, especificamente do Brasil. Por isso mesmo, também relacionou em sua análise, níveis mais gerais do (sub)desenvolvimento econômico com o caráter específico da reprodução capitalista nos espaços subnacionais. A metodologia parte da análise dos seus escritos e de como eles se conectam com a tradição crítica da economia política da chamada Escola de Campinas e da Cepal. Argumenta-se que Wilson Cano enfrenta o liberalismo econômico com rigor, tanto no pensamento econômico como na arena política em torno do Estado nacional. Ao final, debate-se a categoria capital mercantil, central em sua análise, para evidenciar sua coerência histórica em detrimento de alguns limites teóricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evaldo Gomes Júnior, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Professor do Instituto de Estudos em Desenvolvimento Agrário e Regional da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (IEDAR-Unifesspa), Marabá, PA, Brasil.

Pietro Caldeirini Aruto, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina

Economista da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Santa Catarina (SDE/SC), Florianópolis, SC, Brasil.

Vitor Hugo Tonin, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Desenvolvimento Econômico na área de Economia Regional e Urbana do Centro de Estudos em Desenvolvimento Econômico do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas  (CEDE/IE-Unicamp), Campinas, SP, Brasil.

Referências

BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.). Cinquenta anos de pensamento na Cepal. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Record, 2000. v. 1 e 2.

BRANDÃO, Carlos Antônio. Território e desenvolvimento: as múltiplas escalas entre o local e o global. 2011.

CANO, Wilson. América Latina: do desenvolvimento ao neoliberalismo. In: FIORI, José Luís. Estados e moedas no desenvolvimento das nações. Petrópolis: Vozes, 1999, p. 287-326.

CANO, Wilson. Brasil: crise e alternativas ao neoliberalismo. In: CANO, Wilson. Reflexões sobre o Brasil e a nova (des) ordem internacional. Campinas: Ed. Unicamp, 1995.

CANO, Wilson. Raízes da concentração industrial em São Paulo. 5. ed. Campinas: Unicamp/IE, [1975] 2007a.

CANO, Wilson. Desequilíbrios regionais e concentração industrial no Brasil, 1930-1970. Unesp, [1985] 2007b.

CANO, Wilson. Desconcentração produtiva regional do Brasil: 1970-2005. São Paulo: Editora Unesp, 2007c. CANO, Wilson. Furtado: a questão regional e a agricultura itinerante. In: CANO, Wilson. (Org.). Ensaios sobre a formação econômica regional do Brasil. Campinas: Editora da Unicamp, 2002. p. 117-148.

CANO, Wilson. Notas sobre o imperialismo hoje. Crítica marxista, v. 1, n. 3, 1996, p 132-135. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/debate14deb1.2.pdf.

CANO, Wilson. Novas determinações sobre as questões regional e urbana após 1980. Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais, v. 13, n. 2, p. 27-53, 2011. Disponível em: https://rbeur.anpur.org.br/rbeur/article/view/393/369.

CANO, Wilson. Proposta para análise e enfrentamento da crise estrutural do modelo econômico. Crítica Marxista, v. 38, 2014, p 147-156. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/documento2015_06_10_18_15_0254.pdf.

CANO, Wilson. Reflexões sobre o papel do capital mercantil na questão regional e urbana do Brasil. Soc. Bras. Economia Política, n. 27, p. 29-57, 2010.

CANO, Wilson. Uma Agenda Nacional para o Desenvolvimento. In: CANO, Wilson. Ensaios sobre a crise urbana do Brasil. Campinas: Editora Unicamp, 2011.

CANO, Wilson. Uma alternativa não neoliberal para a economia brasileira na década de 1990. In: CANO, Wilson (Coord.). São Paulo no limiar do século XXI. São Paulo: Fundação SEADE, 1990, v. 1, p. 124-151.

CANO, Wilson; GUIMARÃES NETO, Leonardo. Questão regional no Brasil: evolução histórica. Pensamiento Iberoamericano, Madri, v. 2, 1986. Disponível em: https://1e6b71fa-c892-4e13-ba26-a09d48537b8d.filesusr.com/ugd/13f1ee_65bcff6fc6954c96ab455fccc64e6e90.pdf.

CARDOSO, Fernando Henrique; FALETTO, Enzo. Dependência e desenvolvimento na América Latina. In: BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.). Cinquenta anos de pensamento na Cepal. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Record, 2000. v. 2.

CATELAN, Márcio José. Heterarquia urbana: interações espaciais interescalares e cidades médias. Cultura Acadêmica, 2013. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/105058/catelan_mj_dr_prud.pdf?sequence=1.

FRANK, Andre Gunder. The development of underdevelopment. Monthly Review, v. 18, n. 4, set. 1966. Disponível em: https://monthlyreviewarchives.org/index.php/mr/article/view/MR-018-04-1966-08_3.

FURTADO, Celso. Uma política de desenvolvimento econômico para o Nordeste. Grupo de Trabalho para o Desenvolvimento do Nordeste (GTDN). Conselho do Desenvolvimento. Rio de Janeiro: Departamento de Imprensa Nacional, 1959. (Texto não assinado pelo autor, mas de autoria confessa).

HOBSON, John Atkinson. A evolução do capitalismo moderno: um estudo da produção mecanizada. São Paulo: Nova Cultural, 1985. LÊNIN, Vladimir Ilitch. O imperialismo: fase superior do capitalismo. 3. ed. São Paulo: Centauro, 2005. MARINI, Ruy Mauro. Presentación. In: MARINI, Ruy Mauro; Millán, Márgara (Coord.). La teoría social latinoamericana tomo II: subdesarrollo y dependencia. 2. ed. Cidade do México: El Caballito 1999, p. 11-14.

MARX, Karl. O capital [recurso eletrônico]: crítica da economia política: livro III: o processo global da produção capitalista. Edição de Friedrich Engels. 1. ed. Tradução Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2017.

MELLO, João Manuel Cardoso de. O capitalismo tardio: contribuição à revisão crítica da formação e desenvolvimento da economia brasileira. 8. ed. São Paulo: Editora Brasiliense, [1975] 1982.

TAVARES, Maria da Conceição. Da substituição de importações ao capitalismo financeiro: ensaios sobre economia brasileira. Coleção Biblioteca de Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1972.

TAVARES, Maria da Conceição. Auge e declínio do processo de substituição de importações no Brasil. In: BIELSCHOWSKY, Ricardo (Org.).Cinquenta anos de pensamento na Cepal. Tradução de Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Record, 2000. v. 1.

Downloads

Publicado

2021-11-23

Como Citar

JÚNIOR, E. G.; ARUTO, P. C.; TONIN, V. H. Aspectos políticos da economia do desenvolvimento e do subdesenvolvimento em Wilson Cano. Economia e Sociedade, Campinas, SP, v. 30, n. esp., p. 637–661, 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/ecos/article/view/8667572. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos