Etnoterminologia de etnias das línguas de sinais das terras indígenas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8668367

Palavras-chave:

Etnoterminologia, Comunidades de indígenas surdos, Línguas de sinais das terras indígenas

Resumo

Esta pesquisa teve como intuito registrar e analisar os sinais representativos das etnias de línguas de sinais das comunidades indígenas surdas brasileiras que possuem estudos consolidados. A metodologia se embasou nas pesquisas etnoterminográficas de Azevedo (2015); Bezerra (2021); Damasceno (2017); Lopes (2020); Vilhalva (2012); Pereira (2013), Kakumasu e Kakumasu (1968), Ferreira-Brito (1983, 1995), Baleé (1998) e Cerqueira (2008), Godoy (2020); Eler (2017); Araújo e Oliveira (2021); Giroletti (2008). Nos resultados foram identificados os sinais representativos de 34 diferentes etnias indígenas distribuídas entres 10 estados brasileiros, tais como no Amazonas, na Bahia-Minas Gerais, no Maranhão-Pará, em Pernambuco, no Mato Grosso do Sul, em Rondônia, em Roraima e em Santa Catarina. E, para o registro léxico-terminográfico têm-se os minidicionários de sinais emergentes indígenas de Vilhalva (2012), o do Sataré-Mawé de Azevedo (2016) e o do Munduruku de Ferreira; Gonçalves e Malcher (2021), além de um glossário de sinais Paiter Suruí de Eler (2017) e dois virtuais disponíveis no YouTube, Pereira (2013) e Bezerra (2021). Concluiu-se que os sinais representativos dessas etnias identificadas neste estudo, representam artefatos visuais da cultura e identidade indígena surda como elementos da natureza, adereços ornamentais, armas indígenas, piroga/canoa indígena, empréstimos linguísticos das línguas orais e arte em plumaria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edivaldo da Silva Costa, Universidade Federal de Sergipe

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professor Adjunto do Departamento de Letras Libras da Universidade Federal de Sergipe.

Erich Teles Bezerra, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduado em Letras Libras - Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisador de Língua de sinais com Indígenas Surdos nas comunidades indígenas na calha do Médio Rio Solimões.

Leoni Ramos Souza Nascimento, Universidade Federal de Rondônia

Doutorando em Linguística pela Universidade Estadual de Mato Grosso. Professor Assistente do Departamento de Língua Brasileira de Sinais da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). 

Referências

Almeida, Edielso Manoel Mendes de; Sebastião, Lindomar Lili (2016). A educação inclusiva de índios surdos no processo de aprendizagem na educação básica. In Anais da 30ª Reunião Brasileira de Antropologia, João Pessoa-PB.

Anaquiri, Mirna Kambeba Omáqua-Yetê (2017). Que memórias me atravessam? Meu percurso de estudante indígena (Dissertação de mestrado em arte e cultura visual). Goiânia, GO: Universidade Federal de Goiás. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8047

Araújo, Paulo Jeferson Pilar; Oliveira, Analú Fernandes de (2021). Línguas de sinais emergentes no Brasil: o caso da Língua de Sinais Macuxi. Revista de Letras Norte@mentos, vol. 14(37): 224-240. http://dx.doi.org/10.3068//1983-8018

Azevedo, Marlon Jorge Silva de (2015). Mapeamento e contribuições linguísticas do professor surdo aos índios surdos da etnia Sateré-Mawé na microrregião de Parintins (Dissertação de mestrado em Letras e Artes). Universidade do Estado do Amazonas - UEA, Manaus-AM.

Azevedo, Marlon Jorge Silva de (2016). Minidicionário Sataré-Mawé em Libras. Parintins.

Baleé, William. L. (1998). Ka'apor. In povos indígenas no Brasil. São Paulo: Instituto Socioambiental. Disponível em: http://pib.socioambiental.org/pt/povo/ka’apor

Cerqueira Santos; Irlan Marcos. O indígena surdo Ka’apor: Elo entre as modalidades de educação especial e indígena (2008). Instituto de Ensino Superior Franciscano – IESF. Docência na Educação Básica e Superior. São Luís-MA (no prelo).

Barretos, Euder Arrais (2016). A situação de comunicação dos Akwẽ-Xerente surdos (Dissertação de mestrado em letras e linguística). Goiânia: Faculdade de Letras, Universidade Federal de Goiás. Disponível em: http://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/5849 DOI: https://doi.org/10.5216/racs.v2i1.49019

Bezerra, Erich Teles (2021). Uma análise dos sinais-termo das etnias indígenas nas toadas dos bois bumbás (TCC-Bacharelado em letras Libras). Universidade Federal de Santa Catarina, Polo Manaus-AM. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/224603

Bruno, Marilda Moraes Garcia; Lima, Juliana Maria da Silva (2015). As formas de comunicação e de inclusão da criança Kaiowá surda na família e na escola: um estudo etnográfico. Revista Brasileira de Educação Especial 21(1): 127-142.

https://doi.org/10.1590/S1413-65382115000100009 DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-65382115000100009

Carliez, Maria Luizete Sampaio Sobral; Formigosa, Ellen; Cruz, Eder Barbosa (2016). Accessibilité et égalité des chances aux micro-communautés des sourds brésiliens: vers la reconnaissance des langues des signes pratiquées par les sourds de Soure (Île de Marajó) et Fortalezinha-PA et Porto de Galinhas-PE. Revista Moara 45: 128-143. http://dx.doi.org/10.18542/moara.v1i45.3711 DOI: https://doi.org/10.18542/moara.v1i45.3711

Carliez Maria Luizete Sampaio Sobral; Fusellier, Ivani (2016). Collecte des langues des signes des sourds de Soure (Île de Marajó): un parcours méthodologique (2008/2013), les enjeux sociaux et politiques de la non reconnaissance des langues des signes émergentes pratiquées par ces sourds. MOARA 45: 144–160. http://dx.doi.org/10.18542/moara.v1i45.3712 DOI: https://doi.org/10.18542/moara.v1i45.3712

Cerqueira Santos, Irlan Marcos (2015). O acesso do surdo Ka’apor em sua comunidade indígena à educação: uma discussão de inclusão. VII Jornada Internacional de Políticas Públicas. São Luís/Maranhão: Universidade Federal do Maranhão.

Cerqueira, Ivanete Freitas; Teixeira, Elizabeth Reis (2016). Iconicidade e realidade: um olhar sobre a produção de sinais dos surdos do município de Cruzeiro do Sul/Ac. Anthesis - Revista de Letras e Educação da Amazônia Sul-Ocidental 4(8): 64-89.

Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/anthesis/article/view/496

Coelho, Luciana Lopes (2011). A constituição do sujeito surdo na cultura Guarani-Kaiowá: os processos próprios de interação e comunicação na família e na escola (Dissertação de mestrado em educação). Dourados, MS: Universidade Federal da Grande Dourados. Disponível em: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/620

Costa, Miriã Gil de Lima (2017). Mapeamento dos sinais Paiter Suruí no contexto da comunidade familiar (Dissertação de mestrado em letras). Porto Velho, RO: Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Costa, Edivaldo da Silva; Nascimento, Leoni Ramos Souza (2015). Os dicionários virtuais e impressos da língua brasileira de sinais. Encontro Internacional de Formação de Professores e Fórum Permanente de Inovação Educacional 8(8): 1-15.

Disponível em: https://eventos.set.edu.br/enfope/article/view/1283/145

Costa, Edivaldo da Silva; Nascimento, Leoni Ramos Souza; Prates, Magno Prado Gama (2021) Karai Je´eha Jakwarahã (Comunique-se bem!): um estudo sobre as línguas de sinais das terras indígenas. Humanidades e Inovação: Discurso e Alteridade II 8(37): 21-35. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/2891

Costa, Edivaldo da Silva; Bezerra, Erich Teles; Nascimento, Leoni Ramos Souza; Coutinho, Uerbson Nunes (2022). Ukínoaku xunáko (Nossa língua, espaço de resistência): registrando às línguas de sinais dos povos indígenas do Brasil. Revista Brasileira de Línguas Indígenas, Macapá (no prelo).

Damasceno, Letícia de Souza Magalhães (2017). Surdos Pataxó: inventário das Línguas de Sinais em território etnoeducacional (Dissertação de mestrado em língua e cultura). Bahia, Salvador: Universidade Federal da Bahia.

Eler, Rosiane Ribas de Souza (2017). Mapeamento dos sinais da educação escolar indígena dos surdos Paiter Suruí (Dissertação de mestrado em letras). Porto Velho, Rondônia: Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Disponível em: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3286

Faulstich, Enilde (2018). Terminologia: a disciplina da nova era na formação profissional de Língua de Sinais. Revista Espaço 49: 21-34. http://dx.doi.org/10.20395/re.v0i49.424

Ferreira-Brito, Lucinda (1995). Por uma gramática da Língua de Sinais. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

Ferreira-Brito, Lucinda (1983). A comparative study of signs for time and space in São Paulo and Urubu-Kaapor Sign Language. In William C. Stokoe; V. Volterra (Eds.), Proceedings of the 3rd International Symposium on Sign Language Research. Rome & SiverSpring: CNR & Linstok Press.

Ferreira, Ivanilton (2021). Minidicionário digital da língua de sinais Munduruku (Mestrado profissional em ensino): Belém, Para: Universidade Federal do Para. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/13594

Formigosa, Ellen (2015). Étude de la variation linguistique de la ls au Brésil dans l’enseignement de la Libras. Paris 8.

Giroletti, Marisa Fátima Padilha (2008). Cultura surda e educação escolar Kaingang (Dissertação de mestrado em educação). Florianópolis-SC: Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/91404

Gregianini, Luciana Coladine Bernardo (2017). Mapeamento dos sinais Paiter Suruí no contexto da comunidade (Dissertação de mestrado em letras). Porto Velho, Rondônia: Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Godoy, Gustavo (2020). Os Ka'apor: seus gestos e sinais (Tese de doutorado em antropologia social). Rio de Janeiro: Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Disponível em: http://www.etnolinguistica.org/tese:godoy-2020

Henrique, Dyego Ramos (2014). Indígenas surdos e a deficiência no SUS: a percepção multiprofissional no atendimento no sistema de saúde no município de Dourados – Mato Grosso do Sul (Dissertação de mestrado em saúde coletiva): Brasília, DF: Universidade de Brasília. Disponível em: https://bdm.unb.br/handle/10483/8761

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico Brasileiro (2010). Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

Kakumasu, James Y.; Kakumasu, Kiyoto (1968). Karai je’eha jakwarahã! - Comunique-se bem! Cuiabá: SIL. (Livro de Frases Úteis Urubu-Kaapor). Circulação restrita.

Leôncio, Érika Louranne; Zavaglia, Claudia (2021). Lexicografia das línguas de sinais: resgate histórico e estudo descritivo. Signótica 33: e63091. https://doi.org/10.5216/sig.v32.63091 DOI: https://doi.org/10.5216/sig.v32.63091

Lima, Juliana Maria da Silva (2013). A criança indígena surda na cultura guarani-kaiowá:

um estudo sobre as formas de comunicação e inclusão na família e na escola (Dissertação de mestrado em educação), Grande Dourados, MS: Universidade Federal da Grande Dourados. Disponível em: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/644

Lopes, Andréa Raquel da Silva Tavares (2020). Levantamento terminológico em Libras para os termos indígenas dos Tapeba. (TCC-Graduação em letras libras). Florianópolis, SC: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Disponível em:

https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/220218

Martinod, Emmanuella (2013). Les LS pratiquées par des sourds isolés de Marajó (MA thesis). Université Vincennes Saint Denis -- Paris 8.

Moura, Bianca Andrade Leite de (2019). Nos passos de Maria Aparecida Barbosa: reflexões espistemológicas sobre a terminologia e etnoterminologia na atualidade (TCC-Trabalho Bacharelado em línguas estrangeiras aplicadas). Brasília, DF: Universidade de Brasília. Disponível em: https://bdm.unb.br/handdle/10483/24676

Moura, Mônica Lima Silva de; Gomes, João Carlos (2020). Mapeamento das línguas de sinais indígenas no povo Xukuru do Ororubá no contexto dos estudos surdos. Revista Educação, Pesquisa e Inclusão 1: 41-54. DOI: https://doi.org/10.18227/2675-3294repi.v1i0.6714

Nonaka, Angela M. (2010). Interrogatives in Ban Khor Sign Language: A preliminary description. In Gaurav Mathur; Donna J. Napoli (Eds.), Deaf around the world: The impact of language. Oxford: Oxford University Press. 10.1093/acprof:oso/9780199732548.003.0011 DOI: https://doi.org/10.1093/acprof:oso/9780199732548.003.0011

Oliveira, Analú Fernandes de (2021). Aspectos da convencionalização de sinais das línguas de sinais emergentes no Brasil (Dissertação de mestrado em letras). Boa Vista: Universidade Federal de Roraima (UFRR).

Peoples, James; Bailey, Garrick (2010). Humanity: An introduction to cultural anthropology (9th ed.).

Pereira, Laerte Leonaldo (2013) Sinais em Libras: povos indígenas de Pernambuco. https://youtu.be/_HFw2nBQCXA

Pereira, Everton Luís (2013) Fazendo cena na cidade dos mudos: Surdez, práticas sociais e uso da língua em uma localidade no Sertão do Piauí (Tese de doutorado em antropologia social). Florianópolis, SC: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107034

Quadros, Ronice Müller de; Leite, Tarcísio de Arantes (2013). Línguas de sinais do Brasil: reflexões sobre o seu estatuto de risco e a importância da documentação. In Ronice Müller de Quadros; Marianne Rossi Stumpf; Tarcísio de Arantes Leite. Estudos da Língua Brasileira de Sinais II, pp. 15-28. Florianópolis. Ed. Insular.

Rosa, Fabiano Souto; Lebedeff, Tatiana Bolivar; Monte, Magda Souto Rosa (2013). Memórias linguísticas e registros dos verbos do sistema de sinais caseiros de duas crianças surdas de Jacaré dos Homens. In Orquídea Coelho; Madalena Klein. Cartografias da surdez: Comunidades, línguas, práticas e pedagogia. Porto: Livpic.

Sant’ana, Sâmela Celeste Garcia Viturino (2016). Educação de índios surdos no Brasil: desafios linguísticos e culturais (Monografia pedagogia bilíngue). Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES).

Silva, João Henrique da (2014). Formação de professores para o atendimento educacional especializado em escolas indígenas (Dissertação de mestrado em educação). Dourados, MS: Universidade Federal da Grande Dourados. Disponível em: http://repositorio.ufgd.edu.br/jspui/handle/prefix/668

Silva, Diná Souza da; Quadros, Ronice Müller de (2019). Línguas de sinais de comunidades isoladas encontradas no Brasil. Brazilian Journal of Development 5(10): 22111-22127. 2019. https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-342 DOI: https://doi.org/10.34117/bjdv5n10-342

Silva, Diná Souza da (2021). Inventário de língua de sinais emergentes encontradas no Brasil: o caso da Cena (Jaicós-PI) e da língua de sinais de Caiçara (Várzea Alegre-CE) (Doutorado em linguística). Florianópolis-SC: Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/229358

Soares, Priscilla Alyne Sumaio. (2018). Língua terena de sinais: análise descritiva inicial da língua de sinais usada pelos terenas da Terra Indígena Cachoeirinha (Tese de doutorado em linguística e língua portuguesa). Araraquara, SP: Universidade Estadual Paulista. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/155878

Sofiato, Cássia Geciaukas (2005). O desafio da representação pictórica da língua de sinais brasileira (Dissertação de mestrado do curso de artes visuais). Campinas, SP: Universidade Estadual de Campinas. Disponível em: http://libdigi.unicamp.br/document/?code=vtls000361470

Sofiato, Cássia Geciaukas; Reily, Luciana Helena (2012) Dicionários e manuais de língua de sinais: análise crítica das imagens. In Cássia Geciaukas Sofiato et al. Língua brasileira de sinais - Libras: aspectos linguísticos e históricos (Coleção UAB-UFSCAR), pp. 11-22. São Carlos, SP: Universidade Federal de São Carlos. Disponível em: http://audiovisual.uab.ufscar.br/impresso/2016/EM/EM_libras.pdf

Sumaio, Priscilla Alyne (2014). Sinalizando com os Terenas: um estudo do uso da Libras e de sinais nativos por indígenas surdos (Dissertação de mestrado em linguística e língua portuguesa). Araraquara, SP: Universidade Estadual Paulista. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/115690

Stoianov, Diane; Nevins, Andrew (2017). The phonology of handshape distribution in Maxakalí sign. In Geof Lindsey; Andrew Nevins (eds.), Sonic signatures: studies dedicated to John Harris (Language Faculty and Beyond 14), pp. 231-262. John Benjamins Publishing Company. https://doi.org/10.1075/lfab.14.c14 DOI: https://doi.org/10.1075/lfab.14.c14

Sutton, Valerie (2000). Lições sobre o SignWriting: um sistema de escrita para língua de sinais. Tradução e adaptação: Stumpf, Marianne Rossi; Costa, Antônio Carlos da Rocha. s/d. Disponível em: http://rocha.c3.furg.br/arquivos/download/lições-sw.pdf

Temóteo, Janice Gonçalves (2008). Diversidade linguístico-cultural da língua de sinais do Ceará: um estudo lexicológico das variações da Libras na comunidade de surdos do Sítio Caiçara. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba.

Tuxi, Patrícia; Felten, Eduardo (2019). Terminologia, terminografia e línguas de sinais: novos rumos linguísticos. Revista Coralina 1(1): 123-139. Disponível em: https://www.revista.ueg.br/index.php/coralina/article/view/8772

Vilhalva, Shirley (2004). Kinikinau: valorizando a história e a pedagogia de um povo. In Seminário “Povo Kinikinau: Persistindo a resistência”. Bonito, Mato Grosso do Sul, 16 a 18 de junho de 2004. Disponível em: https://editora-arara-azul.com.br/site/edicao/85

Vilhalva, Shirley (2007). Quais são as produções acadêmicas sobre índios surdos no Brasil? IV Encontro Regional Sul de História Oral – Culturas, Identidades e Memórias.

Vilhalva, Shirley (2009) Mapeamento das línguas de sinais emergentes: um estudo sobre as comunidades linguísticas indígenas de Mato Grosso do Sul (Dissertação de mestrado em linguística). Florianópolis, SC: Universidade Federal de Santa Cantarina.

Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/92972

Vilhalva, Shirley (2012). Índios surdos: Mapeamento das línguas de sinais do Mato Grosso do Sul. Matogrosso: editora Arara Azul.

Zeshan, Ulrike (2006). Raízes, folhas e ramos - A tipologia de línguas de sinais. In Ronice Müller de Quadros; Maria Lúcia B. de Vasconcellos (Orgs.), Questões teóricas das pesquisas em línguas de sinais (9o Theoretical issues in sign language research conference. Florianópolis, Brasil, dezembro 2006), pp. 39-51. Editora. Arara Azul.

Disponível em: https://editora-arara-azul.com.br/ebooks/catalogo/completo_port.pdf

Downloads

Publicado

2022-07-11

Como Citar

COSTA, E. da S.; BEZERRA, E. T.; NASCIMENTO, L. R. S. Etnoterminologia de etnias das línguas de sinais das terras indígenas brasileiras. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022006, 2022. DOI: 10.20396/liames.v22i00.8668367. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/liames/article/view/8668367. Acesso em: 18 ago. 2022.