Interlíngua, análise de erros e influências interlinguísticas

experiências de ensino e aprendizagem on-line de FLE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v25i49.8667901

Palavras-chave:

Análise de erros, Interlíngua, Francês língua estrangeira

Resumo

Este artigo presenta uma análise de erros nas interlínguas de aprendizes de FLE de nível B1.2 (QECR) de curso on-line em 2020. Através da identificação, classificação e descrição de erros (CORDER, 1973; DURÃO, 2004, 2007; JAMES, 2013, GIMENEZ, 2017) em três produções textuais assíncronas de cinco participantes e da coleta de dados por meio de questionário, os critérios linguístico (CORDER, 1981) e etiológico (SELINKER, 1972; RICHARDS, 1973) permitiram analisar 182 erros. A língua inglesa confirmou-se como L2 das participantes, de repertórios plurilinguísticos; observando-se o fator de recenticidade de uso (HAMMARBERG, 2001) e a variação de recurso a lexemas e estruturas sintáticas da L2 em função dos sujeitos (NEMSER, 1971; AL-SOBHI, 2019). Interferências de L2 por substituição ou empréstimos foram identificadas, além de transferências positivas e criativas. O uso contrastivo da L2 inglesa pode facilitar da aprendizagem e o aprofundamento da consciência linguística dos sujeitos aprendizes de FLE.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandrine Allain, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Linguística na Universidade Federal de Santa Catarina. Professora e pesquisadora de Francês Língua Estrangeira (FLE) e tradutora francês/português.

Adja Balbino de Amorim Barbieri Durão, Universidade Federal de Santa Catarina

Docente do Programa de Pós-graduação em Linguística e do Programa de Pós-graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Referências

ALEXANDRE, A. F.; LUNA, J. M. F. “Do referencial de competência comunicativa intercultural para o seu desenvolvimento na educação básica” In: Revista Desenredo, n.2, v.11, 2015, p.261-276. Passo Fundo: Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo. https://doi.org/10.5335/rdes.v11i2.5333 DOI: https://doi.org/10.5335/rdes.v11i2.5333

ALIANÇA FRANCESA DE FLORIANÓPOLIS -AFF. (Sem data). Níveis dos cursos. Disponível em: http://www.affloripa.com.br/niveis/. Acesso em: 10 jan. 2020.

ALMEIDA FILHO, J. C. P. “A página omissa: contribuições para uma história do ensino de línguas no Brasil” In: Revista EntreLínguas, n.2, v.1, 2015, p. 195-202. Brasília: UnB – Universidade de Brasília. https://doi.org/10.29051/el.v1i2.8059

AL-SOBHI, B. M. S. “The Nitty-gritty of Language Learners’ Errors – Contrastive Analysis, Error Analysis and Interlanguage” In: International Journal of Education & Literacy Studies, n.3, v.7, 2019, p.49-60. http://dx.doi.org/10.7575/aiac.ijels.v.7n.3p.49

BERNARDI, P. D. N. A interferência linguística e a supergeneralização na escrita em francês como língua estrangeira: uma comparação nos níveis inicial e avançado. Dissertação de Mestrado. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas, 2013, 180 p.

BIRAS, P. “Unité 4 Bêtes de scène” In: P. BIRAS et al. (Org.) Défi 3 Méthode de Français Livre de l’élève Niveau B1. Paris, Maison des Langues, 2019, p. 57-70.

BRITO, K. S. Influências interlinguísticas na mente multilíngue: perspectivas psicolinguísticas e (psico)tipológicas. Tese de Doutorado. Curitiba: Universidade Federal do Paraná – UFPR, 2011, 274 p.

CASADEI PIETRARÓIA, C. M.; WATANABE DELLATORRE, S. K. “O ensino do francês no Brasil” In: Revista Odisseia, v.9, 2012, p. 97-124.

CHEVRIER, A. “Unité 5 Le monde 2.0” In: P. BIRAS et al. (Org.) Défi 3 - Méthode de Français Livre de l’élève Niveau B1. Paris, Maison des Langues, 2019, p.71-84.

CONSELHO DA EUROPA. Quadro europeu comum de referência para as línguas: aprendizagem, ensino, avaliação. Coleção Perspectivas Actuais Educação. Porto: Asa. 2001, 279 p.

CORDER, S. P. “The significance of learners’ errors” In: International Review of Applied Linguistics in Language Teaching – IRAL, n.4, v.5, 1967, p. 161-170. Sydney: De Gruyter Mouton. DOI: https://doi.org/10.1515/iral.1967.5.1-4.161

CORDER, S. P. Error analysis and interlanguage. London, Oxford University Press, 1981, 120 p.

DENYER, M. Guide pédagogique Méthode Défi 3 B1. Paris, Maison des Langues, 2019, 168 p.

DURÃO, A. B. A. B. Análisis de errores en la interlengua de brasileños aprendices de español y de españoles aprendices de portugués. Londrina: EDUEL, 2004, 384 p, ed. modificada.

DURÃO, A. B. A. B. La Interlengua. Cuadernos de didáctica del español LE. Madrid: Arco Libros, 2007, 96 p.

FARKAMEKH, L. Les influences de l’apprentissage de la première langue étrangère (anglais) sur l’apprentissage de la deuxième langue étrangère (français) chez les apprenants persanophones. Tese de Doutorado. Bordeaux, França: Université Michel de Montaigne, 2006, 425 p.

FERRARI, B. “A influência do inglês no processo de ensino/aprendizagem de alemão por aprendizes brasileiros de terceiras línguas: Abordagens e métodos de investigação” In: Pandaemonium Germanicum, n. 24, v.17, 2014, p.175-197. São Paulo: USP. https://doi.org/10.1590/1982-8837175197 DOI: https://doi.org/10.1590/1982-8837175197

FERREIRA, I. A. “O linguístico e o cultural na sala de aula de PLE” In: K. A. DA SILVA; M. L. O. ALVAREZ (Org.), Perspectivas de investigação em Linguística Aplicada. Campinas: Pontes Editores, 2008, p. 175-184.

GASS, S. M.; SELINKER, L. “Looking at Interlanguage Processing” In: S. M. GASS; L. SELINKER. Second Language Acquisition: An introductory course. New York, Taylor & Francis, 2008, p. 219-258. DOI: https://doi.org/10.4324/9780203932841

JAMES, C. Errors in Language Learning and Use: Exploring Error Analysis. London, Routledge 2013, 320p. https://doi.org/10.4324/9781315842912 DOI: https://doi.org/10.4324/9781315842912

KELLERMAN, E.; SHARWOOD SMITH, M. (Orgs.) Crosslinguistic influence in second language acquisition. 1 ª ed. Oxford: Pergamon Press, 1986, 206 p.

LOTT, D. “Analyzing and Counteracting Interference errors” In: ELT Journal, n.3, v. 37, 1983, p. 256-261. Oxford : Oxford University Press. https://doi.org/10.1093/elt/37.3.256 DOI: https://doi.org/10.1093/elt/37.3.256

MAISON DES LANGUES. Description Défi 3 – Livre de l’élève, 2019. Disponível em: https://www.emdl.fr/produit/defi-3-livre-de-leleve-cd-audio/. Acesso em: 15 dez. 2020.

ORGANISATION INTERNATIONALE DE LA FRANCOPHONIE (OIF). La langue française dans le monde 2018 : Synthèse de rapport. Paris, Gallimard, 2018. Disponível em: http://observatoire.francophonie.org/2018/synthese.pdf 23 p.

PUREN, C. “De l'approche communicative à la perspective actionnelle » In : Le Français dans le Monde, v. 347, 2006, p. 37-40. Paris, FIPF-CLE international.

SELINKER, L. “Interlanguage” In: International Review of Applied Linguistics in Language Teaching - IRAL, n.3, v. 10, 1972, p. 209-241 Sydney: De Gruyter Mouton. DOI: https://doi.org/10.1515/iral.1972.10.1-4.209

SILVA, R. C. “Intercompreensão entre Línguas Românicas: contextos, perspectivas e desafios” In: Revista De Italianística, v.2, n. 26, 2013, p. 91-103. https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v2i26p91-103 DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2238-8281.v2i26p91-103

SINGLETON, D. Language acquisition: The age factor. Clevedon: Multilingual Matters, 1989, 323 p.

SINGLETON, D. “Age and second language acquisition” In: Annual Review of Applied Linguistics, v. 21, 2001, p. 77-89 https://doi.org/10.1017/S0267190501000058 DOI: https://doi.org/10.1017/S0267190501000058

WITTA, S. “Unité 6 À consommer avec modération » In: P. BIRAS et al. (org.) Défi 3 - Méthode de Français Livre de l’élève Niveau B1. Paris, Maison des Langues, 2019, p. 85-98.

Downloads

Publicado

2022-07-06

Como Citar

ALLAIN, S.; DURÃO, A. B. de A. B. Interlíngua, análise de erros e influências interlinguísticas: experiências de ensino e aprendizagem on-line de FLE. Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. 49, p. 108–142, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25i49.8667901. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8667901. Acesso em: 24 set. 2022.

Edição

Seção

Artigo