Investigações filológicas de Said Ali (1975)

nos nomes das cores, a emergência do sentido e da diferença

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v25i49.8669229

Palavras-chave:

Filologia, Cores, Determinação, Exterioridade, Linguagem

Resumo

Este texto (re) apresenta o filólogo-gramático Manuel Said Ali. Transcorridos 160 anos de seu nascimento, presentificamos gestos na produção do conhecimento linguístico em um tempo de sedimentação do que é a língua portuguesa do Brasil, o início dos anos 30. Construímos esse retorno a partir dos pressupostos da HIL, em diálogo com os estudos da AD francesa, atentando para a historicidade implicada na produção de saberes sobre a língua, especialmente os lugares de desestabilização e descontinuidade. Nosso recorte para tematizar a questão posta incide sobre um fato de linguagem, a relação nomeação/realidade. Para tanto, nos detemos no debate que Said Ali propõe, em Investigações Filológicas, sobre os nomes das cores. Atentamos, nos fatos de ordem semântica, para a produção de sentidos na necessária relação da linguagem com sua exterioridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gesualda Rasia, Universidade Federal do Paraná

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora na Universidade Federal do Paraná.

Referências

AUROUX, Sylvain. A “hiperlíngua” e a externalidade da referência. Trad. Luiz Francisco Dias. In: Orlandi, Eni (Org.). Gestos de leitura: da história no discurso. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1994. p. 241-251.

FREGE, Gottlob. “Sobre o sentido e a referência”. Lógica e filosofia da linguagem. Trad. Paulo Alcoforado. São Paulo: Cultrix, 1978.

ORLANDI, Eni. Língua e conhecimento linguístico: para uma história das ideias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

ORLANDI, Eni. Língua brasileira e outras histórias: discurso sobre a língua e o ensino no Brasil. Campinas, Ed. RG, 2009.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni P. Orlandi. Campinas: Ed. Da UNICAMP, 1988.

PETRI, Verli e MEDEIROS, Vanise. “Da língua partida: nomenclatura, coleção de vocábulos e glossários brasileiros.” In: Letras, n. 46, 2013, UFSM.

SAID ALI, Manuel. Investigações Filológicas. 3ª. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2006.

SAID ALI, Manuel. Gramática Histórica da Língua Portuguesa. 3ª. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1964.

Downloads

Publicado

2022-07-06

Como Citar

RASIA, G. Investigações filológicas de Said Ali (1975): nos nomes das cores, a emergência do sentido e da diferença . Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. 49, p. 219–231, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25i49.8669229. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8669229. Acesso em: 10 ago. 2022.

Edição

Seção

Dossiê