Banner Portal
Investigações filológicas de Said Ali (1975)
PDF

Palavras-chave

Filologia
Cores
Determinação
Exterioridade
Linguagem

Como Citar

RASIA, Gesualda. Investigações filológicas de Said Ali (1975): nos nomes das cores, a emergência do sentido e da diferença . Línguas e Instrumentos Linguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. 49, p. 219–231, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25i49.8669229. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8669229. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

Este texto (re) apresenta o filólogo-gramático Manuel Said Ali. Transcorridos 160 anos de seu nascimento, presentificamos gestos na produção do conhecimento linguístico em um tempo de sedimentação do que é a língua portuguesa do Brasil, o início dos anos 30. Construímos esse retorno a partir dos pressupostos da HIL, em diálogo com os estudos da AD francesa, atentando para a historicidade implicada na produção de saberes sobre a língua, especialmente os lugares de desestabilização e descontinuidade. Nosso recorte para tematizar a questão posta incide sobre um fato de linguagem, a relação nomeação/realidade. Para tanto, nos detemos no debate que Said Ali propõe, em Investigações Filológicas, sobre os nomes das cores. Atentamos, nos fatos de ordem semântica, para a produção de sentidos na necessária relação da linguagem com sua exterioridade.

https://doi.org/10.20396/lil.v25i49.8669229
PDF

Referências

AUROUX, Sylvain. A “hiperlíngua” e a externalidade da referência. Trad. Luiz Francisco Dias. In: Orlandi, Eni (Org.). Gestos de leitura: da história no discurso. Campinas: Ed. da UNICAMP, 1994. p. 241-251.

FREGE, Gottlob. “Sobre o sentido e a referência”. Lógica e filosofia da linguagem. Trad. Paulo Alcoforado. São Paulo: Cultrix, 1978.

ORLANDI, Eni. Língua e conhecimento linguístico: para uma história das ideias no Brasil. São Paulo: Cortez, 2002.

ORLANDI, Eni. Língua brasileira e outras histórias: discurso sobre a língua e o ensino no Brasil. Campinas, Ed. RG, 2009.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad. Eni P. Orlandi. Campinas: Ed. Da UNICAMP, 1988.

PETRI, Verli e MEDEIROS, Vanise. “Da língua partida: nomenclatura, coleção de vocábulos e glossários brasileiros.” In: Letras, n. 46, 2013, UFSM.

SAID ALI, Manuel. Investigações Filológicas. 3ª. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2006.

SAID ALI, Manuel. Gramática Histórica da Língua Portuguesa. 3ª. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1964.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Línguas e Instrumentos Linguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.