Sobre o silêncio e a(s) língua(s)

um gesto de leitura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v25iesp.8671405

Palavras-chave:

Línguas, Silêncio , Real

Resumo

Este trabalho se faz a partir de uma releitura das teorizações de Orlandi ([1992]1997) sobre o silêncio e a palavra em diálogo com as formulações sobre língua pelo viés da AD. Trata-se de um gesto de leitura acerca dos modos de dizer o silêncio e suas formas de estar presente tal como nos propõe Orlandi ([1992]1997), por meio do qual se busca formular questões sobre as línguas e, em especial, sobre as práticas educativas no campo das línguas e o que sobre elas se pode dizer ao pensar o silêncio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiele Stockmans De Nardi, Universidade Federal de Pernambuco

Doutora em Teorias do Texto e do Discurso pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professora Associada II da Universidade Federal de Pernambuco, atua nos cursos de Graduação em Letras, na área de Língua Espanhola, e Pós-graduação em Letras, na área de Linguística.

Referências

ALTHUSSER, Louis. Sobre a reprodução. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

DE NARDI, Fabiele Stockmans. Um olhar discursivo sobre língua, cultura e identidade: Reflexões sobre o livro didático para o ensino de espanhol como língua estrangeira. Tese (Doutorado em Teorias do texto e do discurso) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

CELADA, María Teresa; PAYER, Maria Onice. Sobre sujeitos, língua(s), ensino: notas para uma agenda. In. PAYER, Maria Onice; CELADA, María Teresa. (Org.) Subjetivação e processos de identificação. Sujeitos e línguas em práticas discursivas - inflexões no ensino. Campinas: Pontes, 2016, p. 17-42.

CELADA, María Teresa. Linguagem/sujeito. Forçando a barra em língua estrangeira. In. CARMAGNANI, Ana Maria; GRIGOLETTO, Marisa. (Org.) Língua, discurso e processos de subjetivação na contemporaneidade. São Paulo: Humanitas, 2013, p. 43-76.

CELADA, María Teresa. Versiones de Babel – memoria de la otra lengua en la propia. In. CELADA, María Teresa y Neide MAIA GONZÁLEZ (coord. dossier). Gestos que trazan distinciones entre la lengua española y el portugués brasileño. SIGNOS ELE, v. 2, nº 2, 2008.

DE NARDI, Fabiele Stockmans; NASCIMENTO, Mizael Inácio. Sobre a educação, os lugares e o direito às línguas: tecendo questões. (No Prelo)

GADET, Françoise. La double faille. In: Actes du Colloque de Sociolinguistique de Rouen, 1978.

GADET, Françoise; PÊCHEUX, Michel. [1981]. A Língua Inatingível. Tradução de Bethania Mariani e Maria Elizabeth Chaves de Mello. Campinas: Pontes, 2004.

GONZÁLEZ, Neide Maia. Quantas caras tem a transferência? Os clíticos no processo de aquisição/aprendizagem do Espanhol/Língua estrangeira. In. CABRAL BRUNO, Fátima. Ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras: reflexão e prática. São Carlos: Claraluz, 2005, p. 53-71.

HENRY, P. A ferramenta imperfeita. Campinas: Ed. da Unicamp, 1992.

LEANDRO FERREIRA. Maria Cristina. O estatuto da equivocidade da língua. In. LIMA. Marilia dos Santos.; GUEDES, Paulo Coimbra. (Org.) Estudos da linguagem. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1996. Pág.39-50 (Coleção Ensaios)

MALDIDIER, Denise. A inquietude do discurso Um trajeto na história da Análise do Discurso, o trabalho de Michel Pêcheux. In.

PIOVEZANI, Carlos SARGENTINI, Vanise (Org.) Legados de Michel Pêcheux: Inéditos em análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2011, p. 39-62.

MARIANI, Bethania. Silêncio e metáfora, algo para se pensar. Anais do II SEAD - Seminário de Estudos em Análise do Discurso [recurso eletrônico] – Porto Alegre : UFRGS , 2005. Disponível em: https://www.discursosead.com.br/ii-sead-2005. Acesso em: 30 de outubro de 2022. Acesso em: 20 de outubro de 2022.

ORLANDI, Eni. (1992) As formas do silêncio. Campinas: Pontes, 1997.

ORLANDI, Eni. Análise de discurso. Princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

PAYER, Maria Onice. Gestos de ensino. Um dispositivo de trabalho com a língua na pesquisa. In: DE NARDI, F. S.; MEDEIROS, V.; VINHAS, L. (Orgs.) Produção do conhecimento, políticas linguísticas e ensino de línguas: contribuições da Análise do Discurso. Revista Linguagem e Ensino. Pelotas, v. 24, n. 3, p. 384-397, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/rle/issue/view/1031. DOI: HTTPS://DOI.ORG/10.15210/RLE.V24I3. Acesso em: 31 de outubro de 2022.

PÊCHEUX, Michel. [1969] Análise automática do discurso. Tradução: Eni P. Orlandi e Greciely Costa. Campinas: Pontes, 2019.

PÊCHEUX, Michel. [1975] Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3. ed. Campinas: UNICAMP, 1997.

PÊCHEUX, Michel. [1983] O discurso: estrutura ou acontecimento. São Paulo: Pontes, 2012.

SAUSSURE, F. de. Curso de lingüística geral. São Paulo: Cultrix, 1973.

Downloads

Publicado

2022-11-23

Como Citar

NARDI, F. S. D. . Sobre o silêncio e a(s) língua(s): um gesto de leitura. Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. esp, p. 112–128, 2022. DOI: 10.20396/lil.v25iesp.8671405. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671405. Acesso em: 29 jan. 2023.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)