Sobre o silêncio e a(s) língua(s)

um gesto de leitura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v26inesp.8671405

Palavras-chave:

Línguas, Silêncio , Real

Resumo

Este trabalho se faz a partir de uma releitura das teorizações de Orlandi ([1992]1997) sobre o silêncio e a palavra em diálogo com as formulações sobre língua pelo viés da AD. Trata-se de um gesto de leitura acerca dos modos de dizer o silêncio e suas formas de estar presente tal como nos propõe Orlandi ([1992]1997), por meio do qual se busca formular questões sobre as línguas e, em especial, sobre as práticas educativas no campo das línguas e o que sobre elas se pode dizer ao pensar o silêncio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiele Stockmans De Nardi, UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO (UFPE)

Professora Associada II da Universidade Federal de Pernambuco, atua nos cursos de Graduação em Letras, na área de Língua Espanhola, e Pós-graduação em Letras, na área de Linguística.

Referências

ALTHUSSER, Louis. Sobre a reprodução. 2 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

DE NARDI, Fabiele Stockmans. Um olhar discursivo sobre língua, cultura e identidade: Reflexões sobre o livro didático para o ensino de espanhol como língua estrangeira. Tese (Doutorado em Teorias do texto e do discurso) – Programa de Pós-Graduação em Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

CELADA, María Teresa; PAYER, Maria Onice. Sobre sujeitos, língua(s), ensino: notas para uma agenda. In. PAYER, Maria Onice; CELADA, María Teresa. (org.) Subjetivação e processos de identificação. Sujeitos e línguas em práticas discursivas - inflexões no ensino. Campinas: Pontes, 2016, p. 17-42.

CELADA, María Teresa. Linguagem/sujeito. Forçando a barra em língua estrangeira. In. CARMAGNANI, Ana Maria; GRIGOLETTO, Marisa. (org.) Língua, discurso e processos de subjetivação na contemporaneidade. São Paulo: Humanitas, 2013, p. 43-76.

CELADA, María Teresa. Versiones de Babel – memoria de la otra lengua en la propia. In. CELADA, María Teresa y Neide MAIA GONZÁLEZ (coord. dossier). Gestos que trazan distinciones entre la lengua española y el portugués brasileño. SIGNOS ELE, v. 2, nº 2, 2008.

DE NARDI, Fabiele Stockmans; NASCIMENTO, Mizael Inácio. Sobre a educação, os lugares e o direito às línguas: tecendo questões. (No Prelo)

GADET, Françoise. La double faille. In: Actes du Colloque de Sociolinguistique de Rouen, 1978.

GADET, Françoise; PÊCHEUX, Michel. [1981]. A Língua Inatingível. Tradução de Bethania Mariani e Maria Elizabeth Chaves de Mello. Campinas: Pontes, 2004.

GONZÁLEZ, Neide Maia. Quantas caras tem a transferência? Os clíticos no processo de aquisição/aprendizagem do Espanhol/Língua estrangeira. In. CABRAL BRUNO, Fátima. Ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras: reflexão e prática. São Carlos: Claraluz, 2005, p. 53-71.

HENRY, P. A ferramenta imperfeita. Campinas: Ed. da Unicamp, 1992.

LEANDRO FERREIRA. Maria Cristina. O estatuto da equivocidade da língua. In. LIMA. Marilia dos Santos.; GUEDES, Paulo Coimbra. (org.) Estudos da linguagem. Porto Alegre: Sagra: DC Luzzatto, 1996. Pág.39-50 (Coleção Ensaios)

MALDIDIER, Denise. A inquietude do discurso Um trajeto na história da Análise do Discurso, o trabalho de Michel Pêcheux. In.

PIOVEZANI, Carlos SARGENTINI, Vanise (org.) Legados de Michel Pêcheux: Inéditos em análise do discurso. São Paulo: Contexto, 2011, p. 39-62.

MARIANI, Bethania. Silêncio e metáfora, algo para se pensar. Anais do II SEAD - Seminário de Estudos em Análise do Discurso [recurso eletrônico] – Porto Alegre : UFRGS , 2005. Disponível em: https://www.discursosead.com.br/ii-sead-2005. Acesso em 30 de outubro de 2022. Acesso em: 20 de outubro de 2022.

ORLANDI, Eni. (1992) As formas do silêncio. Campinas: Pontes, 1997.

ORLANDI, Eni. Análise de discurso. Princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 1999.

PAYER, Maria Onice. Gestos de ensino. Um dispositivo de trabalho com a língua na pesquisa. In: DE NARDI, F. S.; MEDEIROS, V.; VINHAS, L. (Orgs.) Produção do conhecimento, políticas linguísticas e ensino de línguas: contribuições da Análise do Discurso. Revista Linguagem e Ensino. Pelotas, v. 24, n. 3, p. 384-397, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/rle/issue/view/1031. DOI: HTTPS://DOI.ORG/10.15210/RLE.V24I3. Acesso em: 31 de outubro de 2022.

PÊCHEUX, Michel. [1969] Análise automática do discurso. Tradução: Eni P. Orlandi e Greciely Costa. Campinas: Pontes, 2019.

PÊCHEUX, Michel. [1975] Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 3. ed. Campinas: UNICAMP, 1997.

PÊCHEUX, Michel. [1983] O discurso: estrutura ou acontecimento. São Paulo: Pontes, 2012.

SAUSSURE, F. de. Curso de lingüística geral. São Paulo: Cultrix, 1973.

Publicado

2022-11-23

Como Citar

NARDI, F. S. D. . Sobre o silêncio e a(s) língua(s): um gesto de leitura. Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. n.esp, p. 112–128, 2022. DOI: 10.20396/lil.v26inesp.8671405. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671405. Acesso em: 30 nov. 2022.