Um espaço para Ricardo III

Autores

  • Marcelo Lazzaratto Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/pita.v4i2.8634704

Palavras-chave:

Shakespeare. Ricardo III. Espaço. Cenografia

Resumo

 Este artigo correlaciona três tipos de palco –o elisabetano, a arena e o italiano–, no sentido de se discutir uma escolha de en- cenação vinculada à espacialidade, o que norteou todo o trabalho de criação da montagem de “Ricardo III”, de William Shakespeare. O objetivo é o de, por meio dessa escolha, o espetáculo estabelecer um diálogo franco e direto com os espectadores dos tempos atuais.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Lazzaratto, Universidade Estadual de Campinas

Professor Doutor do Departamento de Artes Cênicas da Unicamp.

Referências

BROOK, Peter. O teatro e seu Espaço. São Paulo, Vozes, 1970.

HELIODORA, Barbara. Encontros: Shakespeare e a Tradução. In: Sobe? Ano I, n.1. São Paulo, 2011.

SARRAZAC, Jean –Pierre. Léxico do drama moderno e contemporâneo. São Paulo, Cosac Naify, 2012.

SHAKESPEARE, William. Ricardo III. Tradução de Jorge Louraço.

VERNANT, Jean Pierre. Mito e Pensamento entre os Gregos: estudos de psicologia histórica. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1990.

Downloads

Publicado

2014-12-15

Como Citar

LAZZARATTO, M. Um espaço para Ricardo III. Pitágoras 500, Campinas, SP, v. 4, n. 2, p. 105–117, 2014. DOI: 10.20396/pita.v4i2.8634704. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/pit500/article/view/8634704. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Shakespeare