Necronarrativa teatral: necropolítica como pulsão criativa de narrativas ficcionais para cena

  • Aldri Antonio Alves Anunciação Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Necronarrativa. Necropolítica. Dramaturgia.

Resumo

Este artigo propõe uma articulação teórica entre os conceitos de necropolítica, apresentados pelo filósofo Achille Mbembe, e os figurais temáticos dos espetáculos, que sustentam suas narrativas no percurso de mortificação das personagens centrais como recurso de transposição poético-teatral de resultados geopoliticamente conduzidos por uma administração pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aldri Antonio Alves Anunciação, Universidade Federal da Bahia
Ator, dramaturgo, doutorando em Dramaturgia do Debate no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas na UFBA. Bacharel em Teoria Teatral pela UNIRIO.

Referências

ANUNCIAÇÃO, Aldri. Namíbia, não!. Salvador: Edufba, 2012.

ANUNCIAÇÃO, Aldri. O Campo de Batalha: A Fantástica História de Interrupção de Uma Guerra Bem-Sucedida. Salvador, 2014.

ANUNCIAÇÃO, Aldri. A Mulher do Fundo do Mar: Versão Guerra da Syria. Salvador, 2015.

BERTOLD, Brecht. Mãe Coragem e Seus Filhos. Tradução de Geir Campos. Teatro Completo v. 6. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991, p. 177-266.

DORT, Bernard. O Teatro e sua Realidade. São Paulo: Perspectiva, 1977.

FIORIN, José L. Introdução ao Pensamento de Bakhtin. São Paulo: Contexto, 2016.

FANON, Frantz. The wretched of the Earth. Tradução de C. Farrington. Nova Iorque: Grove Weidenfeld, 1991.

FOUCAULT, Michel. Em Defesa da Sociedade Tradução de Maria Ermantina de Almeida Prado Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Cursos de Estética IV. Trad. Marco Aurélio Werle/Oliver Tolle São Paulo: EDUSP 1964.

MARTINS, Leda Maria. A Cena em Sombras.São Paulo: Perspectiva, 1995.

MBEMBE, Achille. “Necropolítica”. Arte & Ensaios, PPGAV, EBA, UFRJ, n.32, dez. 2016.

NEGRI, Antonio; HARDT, Michael. Multidão – Guerra e Democracia na Era do Império. Tradução de Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Record, 2005.

RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa. III. São Paulo: Pairus, 2012.

Publicado
2018-06-22
Como Citar
Anunciação, A. A. A. (2018). Necronarrativa teatral: necropolítica como pulsão criativa de narrativas ficcionais para cena. Pitágoras 500, 8(1), 86-99. https://doi.org/10.20396/pita.v8i1.8651463
Seção
Seção Temática