O treinamento do ator no laboratório de criação e investigação da cena contemporânea

a respiração como escultora de afetos

  • Martha de Mello Ribeiro Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Teatro laboratório, Treinamento do ator, Respiração.

Resumo

Investiga-se uma metodologia para o aprendizado da arte do ator, mais afim a um dispositivo de treinamento pela via da respiração, desvinculada de uma formalidade acadêmica tradicional. Entende-se a respiração como escultora de afetos, geradora de intensidades de presença. O treinamento do ator por esta via é o « filo rosso »  que liga a criação estética do espetáculo aos processos criativos e pedagógicos do ator.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Martha de Mello Ribeiro, Universidade Federal Fluminense

Professora Associada no Departamento de Arte do Instituto de Arte e Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense. Docente no Programa de Pós-Graduação em Estudos Contemporâneos das Artes (PPGCA).

Referências

ARTAUD, Antonin. O teatro e seu duplo. São Paulo: Max Limonad, 1987.

ARTAUD, Antonin. Ouevres complètes. Tomo XV. Cahiers de Rodez. Paris: Gallimard, 1981.

DELEUZE, Gilles. Nietzsche e a filosofia. Rio de Janeiro: Semeion, 1976.

DELEUZE, PARNET. Diálogos. São Paulo: Editora Escuta, 1998.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. São Paulo: Perspectiva, 1971.

LARROSA, Jorge. Tremores: escritos sobre a experiência. Belo Horizonte: Autêntica editora, 2014.

RANCIÈRE, Jacques. O destino das imagens. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

Publicado
2019-05-27
Como Citar
Ribeiro, M. de M. (2019). O treinamento do ator no laboratório de criação e investigação da cena contemporânea. Pitágoras 500, 9(1), 132-144. https://doi.org/10.20396/pita.v9i1.8655510
Seção
Seção Aberta