Banner Portal
Possibilidades de performances culturais e artísticas de pessoas com deficiência
PDF

Palavras-chave

Capacitismo
Pessoa com deficiência
Artes cênicas

Como Citar

CURADO, Renata; LIMA, Marlini Dorneles de. Possibilidades de performances culturais e artísticas de pessoas com deficiência: da luta à cena . Pitágoras 500, Campinas, SP, v. 13, n. 00, p. e023017, 2023. DOI: 10.20396/pita.v13i00.8673290. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/pit500/article/view/8673290. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

Nos universos da educação à arte, as pessoas com deficiência ainda sofrem intermináveis processos de exclusões nas áreas arquitetônicas, espaciais, metodológicas, afetivas e atitudinais, mesmo com a legalidade garantindo seus direitos. O objetivo deste artigo é compreender, ainda que de forma introdutória, o porquê de os direitos da pessoa com deficiência ainda não serem postos em prática socialmente. Para isso, parte-se do relato de dois artistas com deficiência, com o intuito de compreender alguns aspectos dos processos de silenciamento que as pessoas com deficiência vivenciam, e como isso é performado social e culturalmente. A trajetória do texto propõe uma breve descrição sobre os movimentos sócio-políticos de lutas por direitos civis de grupos minoritários, buscando encontrar semelhanças com a luta das pessoas com deficiência e como essa luta reverbera na cena artística desses dois sujeitos, para, então, pontuar possibilidades de performances culturais e artísticas trazidas nas trajetória dos artistas. Essa trajetória é o ponto central desta reflexão, que tem como recursos metodológicos o relato dos artistas, a observação participante e a práxis como um recurso de análise. Essa busca expressa a importância de levantar algumas questões sobre os processos de exclusões relatadas pelos próprios sujeitos, em busca de reflexões e caminhos trilhados e a se trilhar, para assim pensar no desenvolvimento de uma sociedade mais justa e menos capacitista.

https://doi.org/10.20396/pita.v13i00.8673290
PDF

Referências

ANDRADE, Eugéne. Urgentemente. Disponível em: https://www.escritas.org/pt/t/2041/urgentemente. Acesso em 01 de março de 2023.

BARBARA, Rosamaria. A Dança das Aiabás: Dança, corpo e cotidiano das mulheres de candomblé. Tese de Doutorado em Sociologia apresentada ao Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, sob orientação do Prof. Dr. Reginaldo Prandi. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8132/tde-09082004-085333/publico/1rosamaria.pdf. Acesso em 01 de março de 2023.

BORGES, José Antônio. O Modelo de Inclusão Escolar: vantagens e desafios. Introdução a Arte/Educação, Tecnologia Assistiva e Deficiência. Um novo olhar: Arte/Educação + Acessibilidade + Inclusão. Rio de Janeiro: UFRJ, 2020.

FERNANDES, Ciane et al. Performar formar mar ar... Esqueceram de mim? Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 40, mar./abr. 2021. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19411. Acesso em 25 de abril de 2023.

FRANÇA, Tiago Henrique. (2013). Modelo Social da Deficiência: uma ferramenta sociológica para a emancipação social. Lutas Sociais, 17(31), 59–73.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

HOOKS, bell. Ensinando a transgredir: A educação como prática da liberdade. São

Paulo: WMF Martins Fontes, 2013.

LEAL, Dodi. A liminaridade das práticas pedagógicas da cena: dispositivos visuais da arte da performance e a defesa da educação democrática. DOI: Sala Preta. 19 (2): 179–196, 2019. ISSN 2238-3867.

LUCIANO, Renato. Gente de toda cor. Rio de Janeiro: Biscoito Fino, 2017. Disponível em: https://music.youtube.com/watch?v=W-zaWXA8aRE. Acesso em 10 de março de 2023.

LOURAU, Julie e VASCONCELLOS, Milton Silva. Capacitismo Estrutural Interseccional: uma análise crítica da mobilidade para pessoas com deficiência física em Salvador. Revista Diálogos Possíveis, volume 21, n. 01, Salvador, 2022 (P. 22 a 54).

MACIEL, Diogo Barbosa & BERBEL, Gustavo dos Santos. 2015. "A representação do eu na vida cotidiana". In: Enciclopédia de Antropologia. São Paulo: Universidade de São Paulo, Departamento de Antropologia. Disponível em: http://ea.fflch.usp.br/obra/representação-do-eu-na-vida-cotidiana. Acesso em 08 de março de 2023.

MALDONADO-TORRES, Nelson. Sobre la colonialidad del ser: contribuciones al desarrollo de un concepto. In: CASTRO-GÓMEZ, Santiago; GROSFOGUEL, Ramón (orgs.). El giro decolonial: reflexiones para una diversidad epistémica más allá del capitalismo global. Bogotá: Siglo del Hombre, 2007.

MIGNOLO, Walter D. Desobediência Epistêmica: a opção descolonial e o significado de identidade em política. Cadernos de Letras da UFF – Dossiê: Literatura, língua e identidade, n. 34, p. 287-324, 2008.

PEREIRA, José Arnaldo. Atendados poéticos com danças contemporâneas: performance das massas, direito dos corpos e táticas a(r)tivistas decoloniais. Goiânia: Kelps, 2022.

SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

TEIXEIRA, A. C. B. Em cena, deficiência: tecituras protéticas entre discursos e ausências. Pitágoras 500, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p. 3-14, 2018. DOI: 10.20396/pita.v8i2.8653869. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/pit500/article/view/8653869. Acesso em: 20 set. 2023.

TEIXEIRA, A. C. B. Deficiência em cena: a ciência excluída e outras estéticas. Natal: Offset, 2021.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Renata Curado, Marlini Lima

Downloads

Não há dados estatísticos.